(Sem disse me disse) Ferdinando Coutinho mostra que não faz parte do projeto de Flávio Dino para 2022 e faz evento com Weverton Rocha em Matões

27.9.21

Grupo Coutinho, capitaneado pela deputada Cleide e pelo prefeito Ferdinando, deu demonstração
clara que não segue mais a orientação de Flávio Dino quanto ao candidato a governador

Se o governador Flávio Dino ainda alimentava alguma esperança de que o prefeito de Matões, Ferdinando Coutinho estava alinhado com o projeto para fazer seu sucessor ao governo do estado nas eleições do próximo ano, pode tirar o cavalo da chuva. Um evento realizado na última sexta-feira, 24, na residência do gestor matoense deixou bem claro que, pelo menos por aquelas paragens, Dino não terá mais a companhia de Ferdinando na batalha pelo voto para eleger o próximo mandatário estadual.

O senador Weverton Rocha, juntamente com todo staff político que o acompanha em eventos Maranhão afora, esteve lá e recebeu o brilho dos holofotes do evento denominado “encontro político dos amigos do Grandão”. 

Realizado na residência do prefeito Ferdinando, o evento tinha como pano de fundo apresentar a primeira dama Cláudia Coutinho como pré-candidata a deputada estadual e demonstrar, para Flávio Dino e Carlos Brandão, os rumos que guiarão o grupo Coutinho nas eleições do próximo ano. Finalmente ficou claro para toda a classe política que Cleide Coutinho não tentará renovar seu mandato na Assembleia Legislativa, cuja tarefa ficará a cargo da concunhada Cláudia.

O evento com Weverton Rocha em Matões parece ter sido preparado de última hora e uma espécie de resposta as indagações levantadas pelo blog em postagem publicada no último dia 17, onde se avaliava a possibilidade do grupo Coutinho passar uma rasteira em Flávio Dino ao não apoiar a candidatura do preferido do governador para sucedê-lo, que é o vice-governador Carlos Brandão (reveja aqui).

Ocupando a quase totalidade dos cargos do governo do estado em Caxias, o grupo Coutinho demonstra que não faz muita questão dos mesmos, e isso ficou claro na reunião com o senador pedetista.

Caso não tome as rédeas da sua sucessão, Dino poderá ele mesmo assistir a fuga de correligionários no seu projeto rumo ao senado.

É bom colocar as barbas de molho, governador...

0 comentários:

Postar um comentário