Bolsonaro diz que quer “arrancar o PCdoB do Maranhão”; Dino diz que são “bravatas no cercadinho”

3.5.21

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), em conversa com apoiadores, na manhã deste domingo (2/4), afirmou que tiraria o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB-MA), que exerce seu segundo mandato.

“Vamos arrancar esse PCdoB do Maranhão”, disse.

Em uma recepção não planejada a apoiadores, na porta do Palácio da Alvorada, Bolsonaro também ventilou a possibilidade de apoiar uma possível campanha eleitoral de ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, no estado de São Paulo. “Estou querendo emprestar o Tarcísio para São Paulo. Entendeu o recado aí, né?”.

No twitter, Flávio Dino respondeu:

“O presidente pediu um “sinal”. Então os apoiadores restantes deram o tal sinal (“eu autorizo”). E o que acontecerá amanhã ? A especialidade de Bolsonaro: NADA. No máximo, algumas bravatas no “cercadinho”. Depois, o ócio de sempre. Trabalho ? Chance zero”, postou.

Márcio Jerry, presidente do PCdoB do Maranhão e secretário de Cidades e Desenvolvimento do governo Dino, reagiu à declaração pelas redes sociais: “Respeita os maranhenses, genocida”.

“Bolsonaro estaria salvando milhares de vidas se fizesse como presidente o que o governo @FlavioDino faz no Maranhão. Com o @PCdoB_Oficial @PCdoBMaranhao , Maranhão vai bem, obrigado. Já o Brasil com o genocida à frente vai infelizmente de mal a pior”, acrescentou Jerry. (Fonte: Blog do John Cutrim)

0 comentários:

Postar um comentário