ARTIGO: “O ÓDIO NÃO CONSTRÓI, ATRASA”

27.8.15
Se fizermos uma retrospectiva, pelo menos no período de nossa existência, e de sã consciência, e observarmos o que vem acontecendo com as pessoas odientas, subservientes, que carregam consigo a prepotência, vaidade, maldade e só pensam em fazer a infelicidade do próximo, chegaremos à triste conclusão de que o resultado da existência de cada um é o mais triste possível.

Contudo, ainda é tempo para que se arrependam do que fizeram quando se achavam “donos do mundo”, e levantem as mãos para o céu, pedindo ao grande arquiteto do universo que os perdoem pelo que fizeram, uma vez que jamais poderiam avaliar que na realidade só o amor tem o poder para construir para a eternidade.

Quando nós sabemos que uma pessoa deixou-se levar pela arrogância, prepotência, afastando-se dos desígnios de Deus, humilhando, ultrajando o seu semelhante por ter conseguido poder e fortuna fácil, pode aguardar o resultado que como bem dizia o finado caxiense, Carlos Maranhão, com toda dose do seu folclorismo: ORAI POR ELES...

Justamente por isto é que eu me permito fazer uma convocação a todos aqueles que se julgarem poderosos e afortunados, que sigam a sua destinação,  aproveitando as oportunidades que lhes foram dadas pelo altíssimo do mundo, e procurem fazer o bem sem saber a quem, pois a experiência nos mostra que felizes são aqueles que têm condições de ajudar o próximo, principalmente se por meio de suas ações, tiverem a oportunidade de mudar para melhor a vida de seu povo, lembrando sempre que o povo merece respeito!

VER. CATULÉ

Aldeias Altas - FEMULI vai destacar o “Universo Literário de Gonçalves Dias”

Os livros e o universo da literatura vão invadir Aldeias Altas. A prefeitura do município, por meio da Secretaria Municipal de Educação, irá promover no dia 28 de agosto, (sexta-feira), a 3ª edição da FEMULI – Feira Municipal de Literatura, que este ano tem como tema: “O Universo Literário de Gonçalves Dias”

Durante toda a sexta-feira, o evento ocorrerá das 8h às 16h, em doze escolas da sede do município e onze da zona rural, e possibilitará aos visitantes um contato direto com diversas obras de Gonçalves Dias. Também haverá a narração de várias histórias intercaladas com musicalidade e poesia, bate papo, e rodas de conversa.

A FEMULI 2015 contará ainda com a realização de uma caminhada literária, que fechará a programação a partir das 16h, saindo da Unidade de Ensino Antonieta Castelo e terminando na praça que leva o nome do poeta, no centro da cidade.

Será um grande evento literário de fácil acesso não só para os alunos da rede pública de ensino, mas para a população. Nosso intuito é alcançar o maior número de pessoas, principalmente àquelas pouco familiarizadas com os livros e a literatura. Esse é mais um dos nossos projetos de estímulo à leitura”, explicou a secretária de educação Edivana Ferreira.

PROGRAMAÇÃO NAS ESCOLAS

8h às 11h30 e das 14h às 16h – Exposição Literária sobre Gonçalves Dias nas escolas.

01 – Creche Tia Anália Araújo (A Vida de Gonçalves Dias em Versos)
02 – Creche Prof. Márcio de Jesus R. Amorim ((Cordeando com a Vida e Obra de Gonçalves Dias)
03 – E. M. Prof.ª Elizângela Vieira (Um Grande Poeta Romântico da Literatura Brasileira)
04 – Escola Evangélica Betel (Cultivando a Leitura de Poesias com o Poeta Gonçalves Dias)
05 – E. M. Prof.ª Maria de Fátima C. Araújo (Viajando com Gonçalves Dias na Literatura de Cordel)
06 – E. C. Santa Luzia ((O Universo da Língua Tupi)
07 – E. M. Prof.ª Maria da Conceição Oliveira (Exposição da Vida e Obra do Poeta Gonçalves Dias)
08 – E. M. Luiz de Barros ((Cantando e Encantando a Biografia e os Últimos Cantos de Gonçalves Dias)
09 – U. E. Vidigal Rodrigues Filho (Gonçalves Dias: O Que Há de Ser Ressignificando)
10 – E. Padre Antonio Ferrares (Ressignificando a Leitura com as Obras do Poeta Gonçalves Dias)
11 – U. E. Antonieta Castelo (Vida e Obra de Gonçalves Dias)
12 – C. E. Teófilo Dias (Os Clássicos Literários Numa Abordagem Diversificada)
13 – E. M. São João Batista (Juca Pirama)
14 – E. M. Alice B. Costa Pinto (Gonçalves Dias em Prosa)
15 – E. M. Filomena Costa (Documentário Bibliográfico de Gonçalves Dias)
16 – E. M. São José (Gonçalves Dias em Contos e Prosa)
17 – E. M. Desiderio A. Santos (Juca Pirama)
18 – E. M. Vicente Miranda Lima (Resgatando e Valorizando a História de Gonçalves Dias)
19 – E. M. Santa Terezinha (Gonçalves Dias: O Poeta da Terra)
20 – E. M. José Miranda Lima (Gonçalves Dias. A Intertextualidade em Suas Obras)
21 – E. M. João Possedome (GD: Filho Ilustre da Nossa Terra)
22 – E. M. Taboca Matão (Revendo a História)
23 – E. M. Risonha (GD: Poeta Indianista da Geração Romântica)

ASCOM: Aldeias Altas – MA

Pobreza? Tô fora!!! “Aqui não tem coitado! Aqui não tem pobre! Vereador ganha R$ 10 mil reais”, diz Thais Coutinho na Câmara

Thais Coutinho: “Aqui não tem coitadinho, não! Vereador ganha R$ 10 mil reais”

A vereadora Thais Coutinho (PSB) surpreendeu mais uma na Câmara Municipal de Caxias nesta quarta-feira, 26.

A sessão era mais uma vez marcada pela presença de mães de alunos da escola do bairro Bacuri, que estavam protestando contra o deslocamento diário dos seus filhos para o centro da cidade (colégio caxiense).

Com faixas de protesto e cobrando dos vereadores uma solução para o problema, as mães do Bacuri tiveram um choque de realidade e de sinceridade da boca da vereadora Thais Coutinho.

Vereador se fazendo de vítima, porque aqui não tem nenhum pobre”, iniciou a prima do prefeito Léo Coutinho demonstrando que sua fala prometia. “Porque se tá aqui é porque é inteligente. Pobre? Pobre não! Porque eu tenho certeza que cada um sabe quanto é que vereador ganha. Vocês sabem quanto é que cada vereador ganha aqui? Ganha R$ 10 mil reais”, continuou a vereadora se dirigindo as mães que protestavam nas galerias e fazendo questão de reafirmar seu sincero discurso: “Aqui não tem coitadinho não!”, disse ela pedindo as mães que continuassem a cobrar dos 19 vereadores soluções para os problemas.

Não poderia ser mais infeliz a campeão dos discursos infelizes na Câmara Municipal de Caxias.

Num momento em que em várias cidades brasileiras a população se revolta contra as câmaras municipais, protestando contra os altos salários dos vereadores, a edil caxiense dá um tiro no pé contra os membros do parlamento.

Suas declarações feitas na noite desta quarta-feira, 26, chocaram o público e certamente os próprios colegas. Mas o choque não foi pela revelação, já que a maioria dos presentes sabe o valor dos salários recebidos, mas sim pelo fato da parlamentar se dirigir diretamente a um grupo de mães pobres, que estavam ali reivindicando seus direitos, e receberam declarações fortes que em nada ajuda a situação em que vive.

A oposição torce cada vez mais para que o prefeito Léo Coutinho indique sua prima como líder do governo na Câmara, pois como líder da bancada governista ela terá que discursar em cada sessão, o que certamente será  a garantia de notícias sensacionais.

Começa nesta quinta a Feira de Agricultura Familiar e Agrotecnologia da Baixada

26.8.15
Secretário Adelmo Soares
A primeira Feira da Agricultura Familiar e Agrotecnolgia do Maranhão – Agritec, de 2015, vai movimentar a Baixada Maranhense, em São Bento, em três dias de exposições de produtos da agricultura familiar, palestras, vitrines tecnológicas na área de pesquisa e produção rural, além de shows musicais e apresentação de grupos de cultura locais.

O evento, que pretende ser o maior já realizado no Território de Campos e Lagos, inicia nesta quinta-feira (27) e se estende até sábado (29). É promovido pelo Governo do Estado do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (SAF), em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Universidade Estadual do Maranhão (Uema).

Realizada em conjunto com instituições de pesquisa, fundamentais para o sucesso do evento, a Agritec celebra o compromisso do Governo do Estado em desenvolver a Agricultura Familiar no Maranhão, dentro das perspectivas do Programa Mais IDH, que tem a meta de promover melhor qualidade de vida nas áreas rurais e urbanas do Maranhão, especialmente nas rurais, onde está concentrada a maior parte da população pobre do estado.

As Feiras integram um conjunto de ações para o desenvolvimento do setor rural em todo o estado. “Com o desenvolvimento de vocações e potenciais regionais dos produtores do Maranhão há uma mudança significativa para um autêntico ciclo de prosperidade no setor produtivo”, afirmou o governador Flávio Dino no lançamento oficial da Agritec, realizado em julho deste ano.

A estrutura da Agritec, montada na Fazenda Escola da UEMA, conta com 14 estandes, salas para minicursos e oficinas, exposição e comercialização de produtos agrícolas, cursos de piscicultura, beneficiamento de pescado e carnes, entre outros. Tudo está preparado para receber as mais de 3 mil pessoas esperadas no evento.

A feira contribui para o fortalecimento das economias local, regional e do estado como um todo, além de ser uma boa oportunidade para o agricultor familiar trocar experiências, absorvendo mais conhecimentos técnico e prático sobre sua atividade econômica, aumentar sua renda e melhorar sua qualidade de vida”, declarou o secretário de Estado de Agricultura Familiar, Adelmo Soares.

Durante os três dias de Feira, os visitantes terão diversão garantida com atrações culturais da região, como Boi de Cofo, presente na cerimônia de abertura da Agritec, na manhã do dia 27, Desfile do Divino e Tambor de Crioula de Alcântara, entre outras atrações.

Este mês, os organizadores do evento visitaram todos os 29 municípios da Baixada, mobilizando agricultores para o evento. Os trabalhadores foram convidados a expor produtos produzidos na região. Farinha de mandioca, frutas, artesanato com buriti, produtos oriundos do babaçu, queijos variados e cachaça de mel, foram alguns produtos já listados pelos organizadores para exposição durante a Agritec de São Bento.

As Agritecs constituirão um espaço importante de diálogo da Pesquisa, Geração e Transferência de Tecnologia com a sociedade, especialmente o agricultor”, ressalta chefe-geral da Embrapa Cocais, Valdemício Ferreira de Sousa.

Para o diretor-superintendente do Sebrae, João Martins, as feiras são importantes espaços de formação e acesso a novas tecnologias para os pequenos produtores. “São oportunidades para que conheçam novas formas de aperfeiçoar suas produções, que as tornem mais eficientes e sustentáveis. Oportunidades de apresentar à população rural as políticas públicas destinadas a elas, ou coloca-los frente a frente com entidades de fomento como instituições bancárias. O Sebrae orgulha-se de participar dessas iniciativas porque acredita que esses eventos contribuem para o desenvolvimento dos pequenos negócios, sua missão institucional”, ressalta Martins.

Também serão oferecidos, em stands e unidades móveis, serviços de foco social e econômico, como o Viva Cidadão, da Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular, ofertando a emissão de documentos; atendimento ao agricultor na aquisição da certificação de seus produtos, oferecido pelas Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Sagrima) e Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged); Orientações sobre projetos para agricultura familiar (Saf) e sobre compras institucionais (PNAE e PAA); Balcão do Sebrae para os empreendedores e atendimento bancário do Banco do Brasil, Banco da Amazônia e Banco do Nordeste.

Humberto Coutinho se distancia do PSB por conta de movimentações de Zé Reinaldo e Roberto Rocha

Humberto procura um "porto seguro" para o sobrinho
O presidente da Assembleia Legislativa, Humberto Coutinho, está tomando distância do PSB, agremiação em que sua esposa, Cleide Coutinho, foi eleita deputada em 2010 e o sobrinho, Leonardo, prefeito de Caxias (2012).

Com o período para filiação partidária chegando ao fim (até o dia 9 de outubro próximo), muitos postulantes a cargos eletivos buscam agremiações que possam lhes garantir segurança.

E é em busca de segurança que o prefeito de Caxias, Léo Coutinho, estaria desembarcando de mala e cuia no Partido Democrático Trabalhista – PDT. Sua filiação poderá acontecer nesta sexta-feira em evento da sigla na capital.

Fazendo parte do arco de alianças que elegeu o governador Flávio Dino, o PSB hoje já não é visto como o “primeiro” parceiro do governo do PC do B.

As recentes movimentações do senador Roberto Rocha, e do deputado José Reinaldo Tavares, tem provocado a ira dos atuais ocupantes do Palácio dos Leões, que por diversas vezes já acionaram seus cães de guarda na mídia numa artilharia baixa e rasteira contra os caciques do PSB.

Nas últimas semanas, correligionários de Humberto Coutinho o procuraram em busca de um porto seguro visando a disputa de 2016. Quando era cogitado uma filiação ao PSB, o presidente da AL era curto e grosso: “O PSB, não”, respondia ele sem ao menos deixar o interlocutor estender a conversa em busca de uma explicação ou mesmo uma pista sobre a ríspida resposta.

A ida do sobrinho para o PDT é um sinal inequívoco de que Humberto Coutinho está cada vez mais próximo do governador Flávio Dino, onde uma permanência no ninho comandado por Roberto Rocha e José Reinaldo Tavares poderia provocar dissabores no seu obsessivo desejo de ser eleito senador em 2018.

Por sua vez, Léo Coutinho pouco ou nada fez na mudança de sigla caso ela aconteça como já foi divulgada em blogs regionais. Na família, é do presidente da AL toda e qualquer movimentação nesse sentido.

Ao sobrinho cabe apenas seguir o protocolo.

O prefeito de São Luis, Edivaldo Holanda Júnior, e o de São José de Ribamar, Gil Cutrim, também irão assinar a ficha de filiação no PDT no mesmo evento que o colega de Caxias.

Aos poucos o PDT de Jackson Lago vai perdendo suas referências históricas, onde somente o ex-prefeito de Timon, Chico Leitoa, e o ex-deputado federal, Julião Amin, ainda possuem voz na sigla.

“Ela fugiu numa situação de desespero”, diz advogado de Lidiane Leite

25.8.15
Do blog do Gilberto Léda - O advogado Carlos Sério de Carvalho assumiu hoje (24) a defesa da prefeita de Bom Jardim, Lidiane Rocha (PRB), e anunciou que deve protocolar já na terça-feira (25), um pedido de habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Ela teve a prisão decretada pela Justiça Federal, no dia 6 de agosto, após pedido da Polícia Federal, que investiga denúncias de corrupção na cidade no bojo da Operação Éden. Desde a semana passada, quando a PF começou a cumprir os mandados de prisão e de busca e apreensão, a gestora é considerada foragida.

Em contato com o Blog do Gilberto Léda, Carlos Sério declarou que a decisão judicial é “carente de sólida fundamentação jurídica” e que sua cliente “fugiu numa situação de desespero”, após tomar conhecimento da operação policiai.

A fuga dela não foi uma coisa premeditada. Ela não fugiu premeditadamente. Ela fugiu numa situação de desespero. Uma pessoa que se vê uma situação dessa, ainda mais uma pessoa tão jovem, acaba se escondendo, até que as coisas possam ficar mais claras para ela. Mesmo porque, no nosso entendimento, a decisão que determinou a prisão preventiva dela é carente de sólida fundamentação jurídica”, disse.

Para o advogado, apesar de não estar em Pedrinhas, Lidiane Leite deve estar “se sentindo presa” e, por isso, não está descartada a hipótese de ela se apresentar espontaneamente à PF.

Sempre se deve considerar essa hipótese [de se entregar espontaneamente]. Ela não está em nenhuma situação boa. Ela não está em nenhum lugar festivo, brincando, ou se divertindo. Ela deve ser a pessoa mais interessada em resolver esse problema, seja através de um habeas corpus, seja se apresentando à autoridade policial. Nós vamos tentar a libertação. Ela não está presa em Pedrinhas, mas onde ela estiver, ele deve estar se sentindo presa”, completou.

Ainda de acordo com o defensor da prefeita, ela não deu causa à prisão, porque nunca atrapalhou a instrução processual, como relatado na decisão judicial, classificada por ele de “unilateral”.

Nós entendemos que a medida não é necessária. A prisão foi decretada para garantir a instrução processual, sendo que ela mesmo nunca deu causa e nunca criou nenhum embaraço às investigações e à instrução processual. Portanto, o fundamento principal da prisão preventiva, no nosso entendimento, não ocorreu. Ela nem sabe amplamente do que ela está sendo acusada”, concluiu.

Sobre como desperdiçar um direito de resposta

Na tarde deste sábado, 22, publiquei no blog um direito de resposta assinado pelo senhor Daniel Pereira Barros. Para quem não o conhece, trata-se do companheiro da vereadora Thais Coutinho e agora revelado “secretário especial” do município de Caxias.

Confesso que fiquei surpreso com os ‘esclarecimentos’ prestados, bem como um desnecessário e descabido recurso judicial, pois este blog sempre esteve aberto ao contraditório, aos esclarecimentos, debates, respostas e também retratações, quando assim julgo necessário.

Trechos da reportagem do CQC:

Este é o Daniel Pereira Barros, um dos assessores diretos do prefeito
Léo Coutinho e foi ele quem jogou água nas minhas costas
” diz trecho da
reportagem do CQC narrada por Oscar Filho. “Quem foi?”, pergunta o repórter.
Quem foi o quê?”, devolve Daniel Barros fazendo parecer que não entendeu a
pergunta feita pelo repórter da TV Band. “Foi você que jogou? Então temos um
capanga pra jogar água, então? Usa um capanga pra jogar água? É desse
jeito?
”, continuou Oscar Filho visivelmente irritado com o senhor Daniel
Barros pelo fato do mesmo ter arremessado um copo
ou uma garrafa com água em sua direção.
Para aumentar minha surpresa, o senhor Daniel Barros entrou com uma ação judicial contra o signatário do blog alegando supostos danos morais e pedindo R$ 10.000 (dez) mil reais de indenização (trato desse assunto em outra postagem).

E o que diz o direito de resposta do “secretário especial” Daniel Barros? Pouca coisa, menos as atribuições conferidas a um “secretário especial”.

Irei dividir em capítulos os pontos que precisam ser esclarecidos:

1 – A matéria que originou o direito de resposta possui apenas 3 parágrafos que abordam o suposto ofendido, sendo que existem 144 palavras, com exatos 723 caracteres que tratam do seu salário e do seu cargo no município de Caxias. Bem menos que os 9 parágrafos utilizados no direito de resposta, que contam com 312 palavras e 1.737 caracteres, o que tornam sua resposta 50% maior que a inexistente ofensa;

2 – A primeira declaração de Daniel Barros é de uma redundância e perda de tempo sem tamanho: “Esclareço, em primeiro lugar, que não sou motorista ou segurança do Prefeito Municipal.”, diz ele. Mas eu não afirmei isso. Pelo contrário. Disse apenas que pensava que o mesmo fosse motorista ou segurança do prefeito. Motorista por vê-lo por diversas vezes dirigindo o carro do prefeito e segurança por estar sempre ao seu lado e com cara de poucos amigos. Que o diga o humorista Oscar Filho, do programa CQC, que ao tentar enttrevistar Léo Coutinho, num episódio que o Brasil inteiro assistiu, surgiu o senhor Daniel Barros, no que foi dito na reportagem, arremessando uma garrafa ou um copo com água em direção ao profissional da BAND, não parecendo ser aquilo um gesto de carinho ou cordialidade. Outra, ser segurança ou motorista não pode ser ofensa ou demérito pra ninguém, haja vista que são profissionais com atribuições definidas e dignas;

3 – “Exerço com muita honra e responsabilidade o cargo em comissão de Secretário Especial, cuja remuneração é fixada por Lei Municipal e equivalente a todos os demais Secretários Municipais, não havendo base, portanto, para sua indevida ilação de que minha remuneração tenha por base relação de parentesco ou amizade existente com o Prefeito Municipal”. Sim, algum dia disse que ele exercia o cargo com desonra ou mesmo irresponsabilidade? Por acaso afirmei que a remuneração recebida não seja fixada por Lei Municipal? Não entendi mais essa parte do ‘esclarecimento’. Desde quando pode ser ofensa ou desonra dizer que um funcionário público, detentor de cargo comissionado, conseguiu exercer a função devido ao grau de parentesco ou de amizade com o gestor? Será que os argumentos para me condenar numa ação por danos morais são esses?;

4 – “Tal cargo é exercido com plena obediência de todas as determinações legais, bem como possuo plena capacidade para o mesmo, tendo em vista minha formação acadêmica e experiência profissional que me capacitaram para o exercício de tal função.” Nessa parte, o mais do mesmo. Quando foi que eu disse, ou mesmo duvidei, que o cargo fosse exercido em desobediência de todas ou qualquer determinação legal? Quando foi que eu duvidei da capacidade para exercer o cargo de “secretário especial”? Quando e onde no texto eu duvidei que ele não tem capacidade para exercê-lo? Também nunca questionei sua formação acadêmica e experiência profissional (ou falta dela) para ser “secretário especial”;

5 – “Declaro que, em nenhum momento, lhe ameacei ou tentei intimidá-lo de qualquer forma.”  Bem, meu testemunho pessoal, quanto a sua intimidação feita a mim continuam. Nunca disse que o senhor Daniel Barros faz arruaças ou seja violento com as pessoas. Minhas declarações dizem respeito somente a intimidação sofrida por mim, e não que isso seja uma prática pessoal sua em nossa sociedade. Que o diga o Oscar Filho...;

6 – “Infelizmente, minhas relações familiares vêm motivando sucessivos ataques de pessoas as quais, como Vossa Senhoria, não me conhecem, mas que, pelo único intuito de achacar a família do atual mandatário municipal, não poupam esforços para atacar quaisquer pessoas, mesmo que de forma injusta e, até mesmo, criminosa.” Quer dizer, senhor “secretário especial” Daniel Barros, que eu, assim como outras pessoas, por conta de suas relações familiares, estou achacando, mesmo que de forma injusta, “e, até mesmo criminosa”, você e a família do prefeito? Você tem ideia da gravidade de sua declaração? Será que dizer que estou sendo intimidado é mais grave que ser acusado de práticas criminosas? Pelo que eu sei, quem achaca as pessoas, como você fala, de forma injusta e, até mesmo criminosa, é um criminoso;

Ao longo de mais de 20 anos militando na comunicação caxiense já enfrentei inúmeras ações judiciais descabidas e muitas vezes até malucas. Nunca conseguiram me condenar, pois todo o meu trabalho, apesar de irritar os poderosos, é feito dentro do respeito as leis e as pessoas.

Sempre fui processado, mas nunca processei ninguém. Fazer ilações com o meu nome, de que estou achacando as pessoas e atacando de forma injusta e, até mesmo criminosa, é um pouco demais.

No último dia 18, em São Paulo, durante o VII Congresso Brasileiro de Direito da Sociedade da Informação, em um debate sobre liberdade de expressão e o marco civil na internet, o juiz penal Evanir Ferreira Castilho, abordou o que ele chamou de “vulgarização” dos danos morais em processos judiciais.

"Virou moda pleitear indenização por danos morais. Na maioria dos casos não há sofrimento efetivo. Indenização não pode ser concedida por sofrimento forjado ou melindres subjetivos. Eles não podem ser pleiteados por qualquer passo da mídia", disse, durante o segundo dia de debates que ocorreu no auditório das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU).

Para ele, é preciso haver sofrimento real causado pela publicação jornalística, mas o que acontece hoje, é que, mesmo sem acontecer uma "humilhação real", as pessoas recorrem à justiça. "Só se decreta indenização com efetivo sofrimento", destacou.

Em Caxias está virando moda os funcionários públicos do município pleitearem indenização por danos morais de profissionais da imprensa. O prefeito Léo Coutinho é campeão de ações do gênero.

Felizmente, apesar de sofrer sucessivas ações por danos morais, nunca me intimidei e nem mudei minha postura.

Enfrentarei tranquilo mais esse processo e consciente de que nenhum crime cometi.

Para encerrar: o secretário de obras cuida das obras e edificações do município; o de saúde das ações da área; o de cultura das ações culturais e festivas; o de assistência social de eventos e atividades sociais; o de limpeza pública da limpeza das ruas; o de trânsito de sinalização, fiscalização e etc.

Já que o senhor Daniel Barros não conseguiu, ou talvez tenha esquecido de falar uma de suas atribuições como “secretário especial”, gostaria que algum leitor me diga por favor o que é que um “secretário especial” faz?!

Bomba! Sobrinha de Humberto Coutinho pede demissão da direção do Macieira

24.8.15
Do blog do Luis Pablo - A  Médica Léa Coutinho, sobrinha do presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, Humberto Coutinho, pediu demissão do Hospital Carlos Macieira (HCM).

Léa Coutinho era diretora geral do HCM e pediu para ser exonerada sem explicar os motivos da sua decisão. Junto com ela, também pediu demissão a diretora clínica Gisele.

Funcionários do Macieira disseram ao Blog do Luis Pablo que há duas informações sobre a demissão da sobrinha do presidente da Assembleia.

A primeira que foi por conta da péssima gestão do secretário de Saúde, Marcos Pacheco. E a segunda por causa de um desentendimento dela, Léa Coutinho, com a diretora administrativa Clicia Barroso, cunhada do ‘todo poderoso’ secretário de Articulação Política, Márcio Jerry.

(Ele é contra o impeachment) Senador Cristóvão Buarque lança livro em Timon e fala da conjuntura política nacional

No evento de lançamento do seu mais novo livro, realizado na última sexta-feira, 21, em Timon, o senador Cristóvão Buarque (PDT-DF), aproveitou para abordar o atual cenário político nacional.

"O Erro do Sucesso" é o 31º livro lançado pelo senador. Aos 70 anos, Cristóvão Buarque talvez seja o mais ferrenho defensor da educação como transformadora da realidade política e econômica do Brasil.

E essa defesa da educação está presente nos seus discursos e em todos os eventos que participa, como o fez em Timon nesta sexta-feira, 21.

Cumprindo agenda de visitas a prédios públicos no município durante a tarde, o senador chegou na sede do PDT por das 18:00hrs.

Empresários, estudantes, professores, políticos de Timon e de cidades vizinhas (de Caxias, o vereador Catulé) prestigiaram o lançamento do livro do pedetista.

Embora sendo o lançamento do seu mais novo livro, o discurso do senador e o bate papo com o público resumiu-se a educação e, principalmente, com a gravidade do quadro político brasileiro, onde a possibilidade do impeachment da presidente Dilma é o assunto mais recorrente da atualidade

Para o senador, a presidente da República tem que reconhecer os seus erros. “Ela tem que vir a público reconhecer o erro e propor um pacto. A crise é do Brasil. Não é só do PT, PSDB,PDT, mas de todos os brasileiros. Estamos todos no prejuízo pela maneira errada de governar do PT”, avaliou o senador que é contra o impedimento da presidente, pois, segundo ele, “seria muito perigoso”.

O senador revelou ainda que na última semana, junto com mais 5 senadores, esteve com a presidente Dilma e lhe apresentou propostas para tentar sair da crise. “Apresentamos a ela um conjunto de propostas”, declarou o senador salientando que as propostas passavam, basicamente, por um grande entendimento nacional.

Pedetista histórico, o senador Cristóvão Buarque tem no ex-prefeito de Timon, Chico Leitoa, o maior correligionário no PDT maranhense, onde o tratamento entre ambos deixa claro a amizade existente.

Domingo de terror em Caxias! Homem é fuzilado na Avenida Alexandre Costa

23.8.15
Abel Morais foi fuzilado na Avenida Alexandre Costa
O jovem Abel Morais, morador do bairro Volta Redonda,  foi assassinado na noite deste domingo na Avenida Alexandre Costa, em Caxias.

O crime aconteceu em frente a lanchonete Hamburgão, no momento que Abel Morais saía do local.

Ao deixar o estabelecimento em direção ao seu carro, dois homens, numa motocicleta, param próximo a vítima e o carona começa a descarregar sua arma.

Foram 6 tiros disparados, sendo que, de acordo com uma testemunha, o primeiro o atingiu na altura da cabeça derrubando-o imediatamente enquanto o atirador descarregava sua arma.

Os dois homens evadiram-se rapidamente do local e uma multidão de curiosos se formou nas imediações.

Abel Morais era filho de José Morais, policial militar, advogado e militante do Partido dos Trabalhadores em Caxias.

Maiores informações a qualquer momento.