Bastidores & bastidores

24.5.15
Socorro
Durante passagem em Caxias na manhã deste sábado, o governador Flávio Dino prometeu recursos e equipamentos para a Maternidade Carmosina Coutinho. FD disse que aquela unidade de sáude não é só de Caxias, mas de dezenas de cidades do MA, no que se faz necessária a intervenção do Governo do Estado.

Foto
Durante evento realizado em frente ao Mercado Central de Caxias, em que foi feito a inauguração oficial do Programa Mais Asfalto, o que não faltou foi gente para tirar foto ao lado do governador.

Esquecido
Também presente no evento, o prefeito Léo Coutinho foi praticamente ignorado pelo público presente. Ninguém o procurou para fazer o registro do momento.

Nervoso
O prefeito Léo Coutinho estava visivelmente nervoso próximo ao governador. Parecia um amador entre os profissionais.

Alegria
LC só ficou alegre quando viu o mototaxistas ditos legalizados chegarem no local do evento.

Caravana
No meio da 'festa', os vereadores caxienses estavam no maior tititi sobre a disposição que um colega teve ao trazer uma caravana de simpatizantes de um povoado da cidade para bater palmas ao governador. Gastou uma boa grana deslocando dezenas de pessoas só para ficar bem na foto. Será que valeu a pena?

Público pequeno
É certo que toda a claque governista do município estava presente no evento para prestigiar o governador, mas apenas isso. Pelo visto, faltou um comando político para preparar um grande público na primeira visita de Flávio Dino como Chefe do Executivo estadual.

Almoço nostálgico
Quem também deu as caras em Caxias neste sábado foi o marqueteiro Carlos Alberto. O homem patrocinou um almoço na Churrascaria Avenida para os seus ex-funcionários na Ascom do município. No cardápio, muito choro pelos que ficaram desempregados. Na sobremesa, haja críticas ao prefeito Léo Coutinho e suas ações na Assessoria de Comunicação.

Dias contados?
Enquanto ainda posa de poderoso para alguns desavisados em Caxias, o blog soube de fontes seguras que a maioria dos funcionários da TV Assembleia, onde Carlos Alberto é o diretor, não estão satisfeitos com sua gestão. Outros garantem que a batata do marqueteiro está assando e surpresas desagradáveis estão por vir contra ele.

Prazo
Os mototaxistas que ainda não conseguiram se adequar as normas da Lei da categoria em Caxias parece que conseguiram um prazo maior para isso. A novidade será dita a eles na sessão desta segunda-feira, 25, na Câmara Municipal.

Pouco
E o que querem esses mototaxistas? Pouco, muito pouco. O adesivamento da motocicleta, ao invés da pintura da mesma, é um dos principais pontos da discórdia da clsse. Alegam que custa muito para pintar de amarelo (em torno de R$ 350) e que isso implica numa desvalorização do veículo.

Sumido
Por mais incrível que isso possa parecer, em toda essa “guerra” envolvendo a questão dos mototaxistas em Caxias, ninguém consegue enxergar o presidente do Sindicato da categoria nas sessões da Câmara em que está sendo debatido o assunto. Dizem que o homem morre de medo de um vereador pedir pra ele mostrar sua carteira de habilitação.

Celso de Mello derruba censura imposta a site de notícias de Teresina

23.5.15
Preço da censura é insuportável e intolerável, diz Celso de Mello.
É inadmissível a censura estatal, “inclusive aquela imposta pelo Poder Judiciário” à liberdade de expressão. O entendimento, já firmado pelo Supremo Tribunal Federal no julgamento da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 130, foi usado pelo ministro Celso de Mello para, em liminar, suspender decisão que havia proibido o site Portal AZ de publicar notícias sobre um caso policial local.

Segundo o juízo de primeiro grau, seria “desproporcional e desarrazoável a reiteração de notícias sobre o mesmo caso quando ausentes fatos novos”. O objeto das notícias é o caso conhecido como “Caso Fernanda Lages”, estudante encontrada morta em 2011 numa obra em Teresina, e a determinação de que o portal se abstenha de tratar do caso atendeu a pedido de um dos investigados.

No Supremo, o ministro Celso de Mello assinala que a questão, já tratada por ele em diversos precedentes, tem “indiscutível magnitude de ordem político-jurídica, notadamente em face de seus claros delineamentos constitucionais que foram analisados de modo efetivo no julgamento da ADPF 130”.

Nela, o STF “pôs em destaque, de maneira muito expressiva, uma das mais relevantes franquias constitucionais: a liberdade de manifestação do pensamento , que representa um dos fundamentos em que se apoia a própria noção de Estado Democrático de Direito e que não pode ser restringida , por isso mesmo, pelo exercício ilegítimo da censura estatal, ainda que praticada em sede jurisdicional”.

Segundo o ministro, a interdição judicial imposta ao portal e a seu proprietário, sob pena de multa de R$ 5 mil por publicação, “configura clara transgressão” ao comando da decisão proferida pelo Supremo, com efeito vinculante, na ADPF 130. A decisão menciona diversos precedentes do STF que desautorizam a utilização, pelo Judiciário, do poder de cautela como instrumento de interdição dos meios de comunicação, mesmo em ambientes virtuais.

O ministro ressalta acordos e tratados internacionais ratificados pelo Brasil que reiteram a imprensa livre como condição fundamental do Estado Democrático de Direito — entre eles a Declaração de Chapultepec, adotada em 1994 pela Conferência Hemisférica sobre liberdade de expressão, a Declaração Universal dos Direitos da Pessoa Humana, promulgada pela III Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas em de 1948, e a Convenção Americana de Direitos Humanos, também denominada Pacto de São José da Costa Rica. “O fato é que não podemos — nem devemos — retroceder nesse processo de conquista e de reafirmação das liberdades democráticas”, afirmou. “Não se trata de preocupação retórica, pois o peso da censura — ninguém o ignora — é algo insuportável e absolutamente intolerável”. Com informações da Assessoria de Imprensa do STF.

Bolso cheio!!! De onde vem o dinheiro que financia o Sindicato dos Mototaxistas de Caxias?!

Quando um sindicato de qualquer categoria é fundado, o mesmo só consegue fazer valer os direitos dos seus filiados após um bom tempo.

Até que esse Sindicato tenha sede própria, consiga pagar uma secretária, ou até mesmo comprar um ventilador, é preciso um prazo razoável para que a contribuição dos associados consiga ser revertida em benfeitorias na entidade sindical.

Quem pagou? / Milhares de panfletos, que 
levam assinatura do Sindicato dos 
Mototaxistas, foram distribuídos na cidade.
É assim em todo Sindicato no Brasil e no mundo.

Essa é a regra, mas como sempre, existe a exceção.

E como só Caxias proporciona essas surpresas, a entidade sindical criada recentemente, e que demonstra uma saúde financeira invejável, é a dos mototaxistas.

O Sindicato dos motoqueiros, aquele que é presidido por um pelego, está gastando dinheiro aos tubos.

Nesta semana, duas ações de marketing impressionaram os caxienses. Mais de uma dezena de out-doors, com destaque para a necessidade de legalização do serviço, foram espalhados pela cidade. Milhares de panfletos com a mesma propaganda também foram distribuídos pelas ruas.

O marketing é um esforço para amparar a decisão do governo Léo Coutinho em endurecer com aqueles que ainda não estão legalizados e que pedem unicamente um prazo maior para se adequarem as normas previstas.

Como se sabe, o material midiático que leva a assinatura do Sindicato dos Mototaxistas foi feito na gráfica JM, a mesma que presta serviços à Prefeitura de Caxias.

Nota de gasolina?

Nesta sexta-feira, 22, em contato com o blog, alguns mototaxistas disseram que o presidente do Sindicato da categoria teria ido em diversos pontos da cidade para convocar os legalizados para estarem neste sábado, 23, às 07:00h da manhã na sua residência para receber uma nota de gasolina no valor de R$ 15 reais.

Segundo os profissionais que denunciaram a distribuição de notas de combustível, a ideia é que todos compareçam neste sábado (23) numa recepção a ser feita ao governador Flávio Dino, que estará em Caxias.

Bem, caso isso aconteça, certamente o presidente do Sindicato não estará no meio dos mototaxistas.

É que em visitas do governador do Estado, a Polícia Militar prepara um forte aparato de segurança em torno dele.

E como o presidente pelego nunca apresentou sua CNH a ninguém, certamente não correrá o risco de um PM lhe pedir o documento.

Já pensou no vexame...

É para fazer a sua alegria!!! Sabiá dá sorte deste domingo com R$ 40 mil reais no prêmio principal

Por apenas R$ 10 reais no seu termo de doação, você pode ganhar uma bolada de R$ 40 mil reais

O Sabiá dá Sorte deste domingo está imperdível. São R$ 1.500,00 reais do primeiro ao terceiro prêmio para você e mais uma bolada de R$ 40 mil reais na última chance.

E o preço da sua cartela continua em conta: somente R$ 10,00 (dez reais) no seu termo de doação.

Confira a premiação completa:

1o PRÊMIO: 01 poupança de R$ 1.500,00

2o PRÊMIO: 01 poupança de R$ 1.500,00

3o PRÊMIO: 01 poupança de R$ 1.500,00

4o PRÊMIO: 01 poupança de R$ 40.000,00

Isso mesmo. Um prêmio principal no valor de R$ 40 mil reais.

Todo o dinheiro arrecadado com a venda das cartelas será em benefício do projeto da escolinha de base do Sabiá Futebol Clube e a construção da Fazenda da Esperança Nossa Senhora das Graças.

E atenção

O sorteio será transmitido ao vivo pelo canal 3, a partir das 10h, pela Rádio Tropical FM, além da rádio FM Nova Cidade do município de São João do Sóter.

Não fique de fora!

Rafael Leitoa comemora visita de Flávio Dino à Timon

22.5.15
Governador Flávio Dino e o deputado Rafael Leitoa, juntos estão 
recolocando Timon no mapa do Maranhão (Foto: Assessoria)
Entre 2007 a 2009, a cidade de Timon percebeu a presença do governo do estado na gestão de Jackson Lago, passando a ser vista como município maranhense nesse curto intervalo de tempo. O povo ainda lembra como a cidade foi deixada de lado por caprichos políticos e desinteresse dos governos alinhados ao combalido grupo Sarney. Porém, hoje vivemos novos tempos.

Nesta sexta-feira (22), o governador Flávio Dino visitará a cidade para vistoria de obras em parceria com a prefeitura de Timon e anunciará mais investimentos no município. O governador será acompanhado pelo deputado Rafael Leitoa, prefeito Luciano, assessores do governo do estado e lideranças políticas locais.

Ainda em campanha, o governador lembrou que a cobrança imediata por resultados na administração de Luciano Leitoa, em pouco mais de um ano de mandato, era contrastante com os 50 anos da família Sarney no poder. “Isso não é justo. E eu quero me comprometer com o povo de Timon, de ser um governador real e presente na cidade”. Hoje percebemos essa postura, que se concretiza com esta visita", dizia Flávio Dino, em setembro de 2014.

Para o deputado Rafael Leitoa, a presença do governador se iniciou desde que administração estadual incluiu Timon no mapa do estado, sendo esta uma das bandeiras do deputado. É notório que nestes cinco meses de administração a cidade já foi beneficiada com obras de asfaltamento, investimento de 4 milhões, distribuição de sementes aos produtores da zona rural, bem como a entrega de um trator para ajuda-los na produção, a presença de vários secretários e o comprometimento de que isso é só o começo.

Finalmente, Timon deixou de ver o progresso passar por suas estradas. Hoje, com a sensibilidade do governador Flávio Dino, empenho do prefeito Luciano Leitoa e nossas ações na Assembleia Legislativa, temos a certeza que ao juntarmos a vontade de fazer com a força política, o discurso se torna realidade e o respeito pela população é convertido em desenvolvimento”, finalizou Rafael Leitoa.

O buraco foi mais embaixo!!! Carnaval 2015 de Léo Coutinho custou uma verdadeira fortuna

Não existe crise financeira no governo Léo Coutinho 
quando o assunto é festa

Definitivamente, existem duas prefeituras de Caxias. Uma é aquela quebrada, sem recursos, perseguida, cuja maternidade vai de mal a pior porque recebe parturientes de dezenas de cidades sem a justa contrapartida do Estado e da União. Já a outra é aquela que pode fazer um carnaval milionário e um festejo junino igualmente escandaloso como poderá vir logo mais.

A primeira Prefeitura, a quebrada, não consegue colocar merenda nas escolas, não consegue acabar com os buracos nas ruas e nem pagar um salário digno para os servidores do município.

Já a segunda, a que tem dinheiro sobrando para gastar em festas no ano pré-eleitoral, não cansa de surpreender.

Numa postagem publicada no blog na semana passada, abordei que o governo Léo Coutinho tinha esquecido de prestar contas do troco da despesa do carnaval 2015 e também sobre a licitação daquele gasto, que ninguém viu. Apresentei a existência de um convênio (010/2015) feito entre a Prefeitura de Caxias e o governo do Estado que garantiu R$ 600 mil reais para a realização do Carnaval 2015 (revejaaqui).

Na mesma postagem do último dia 15, apresentei os gastos do Carnaval 2015, que teriam chegado a R$ 400 mil reais pagos à empresa Pink Elephant SLZ.

Pois é, a Prefeitura finalmente resolveu abrir um ‘pouquinho’ a caixa-preta de suas finanças no já conhecido capenga Portal da Transparência na internet.

Você, que achou o festejo de momo deste ano ‘melhorzinho’ que outros carnavais, mas se espantou com o valor apresentado no blog, de R$ 400 mil reais, vai cair da cadeira ao saber de mais detalhes daquela festa.

Em 05 de março deste ano, foram pagos a mesma empresa Pink Elephant outros R$ 468.000,00 referente ao pagamento de locação de estrutura completa para realização do carnaval 2015. Como se vê, na imagem do portal da Transparência surge o número do convênio (010/2015) feito entre o governo do Estado e a Prefeitura, mas logo em seguida, onde deveria constar o número do processo que amparou a contratação e o gasto, o internauta fica só com o gostinho na boca da informação.

Com isso, o gasto do Carnaval 2015 sobe para consideráveis R$ 868.000,00 (oitocentos e sessenta e oito mil reais).

Achou muito? Está boquiaberto? Tem mais, caros leitores, muito mais...

Lembra da “Banda Bandida”, aquela que se apresentava todas as noites do Carnaval 2015 na Praça Gonçalves Dias? Pois é! você tenha ou não gostado dela, o dinheiro dos seus impostos fez a alegria dos músicos e do dono da Bandida.

Em 17 de março último, a título de pagamento por 10 apresentações na período momesco no município, a Prefeitura de Caxias desembolsou do dinheiro dos caxienses a bagatela de R$ 150 mil reais, ou seja, pagou R$ 15 mil reais por cada apresentação à Associação Cultural da Bandida, que é a mantenedora da Banda.

Na mesma justificativa do pagamento, diz-se que a Banda Bandida fez 10 apresentações entre os dias 14 e 17 de fevereiro. Dividindo a Bandida na folia, foram 2 apresentações por dia, sendo que em dois deles foram 3. Haja energia e gás pros músicos da banda!

Com a Bandida no meio da festa, os gastos com o Carnaval 2015 sobem para incríveis R$ 1. 018.000,00 (hum milhão e dezoito mil reais).

Alguém aí ainda ouviu falar em crise financeira na Prefeitura de Caxias? Se ouviu, ou é doido, ou está agindo de má fé, pois a fartura nos cofres da viúva caxiense colocam a crise somente na cabeça dos pessimistas.

Portanto, existem duas prefeituras, sendo que aquela que Léo Coutinho usa para justificar o desastre do seu governo, está quebrada e é perseguida por tudo e por todos.

Já a outra, está gastando e gastará milhões com festas até outubro de 2016.

Para quem gosta de festa e não liga pra uma boa prestação dos serviços públicos...

(Confira abaixo as datas e os valores dos pagamentos)

Crédito Fundiário volta a funcionar no Maranhão

Secretário de Agricultura Familiar Adelmo Soares: destaque 
a volta do Crédito Fundiário
Depois de oito anos de paralisação do Programa Nacional do Crédito Fundiário (PNCF) no Maranhão, a importante linha de financiamento para aquisição de terras e de recursos para produção agrícola voltou a funcionar. Em ação emergencial, o governo Flávio Dino, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (SAF), beneficiou 18 famílias da Comunidade Santo Antônio, em Pio XII. Agora, com o acesso ao crédito fundiário, as famílias terão a escritura de suas terras, onde habitam há anos sob a rotina de conflitos agrários.

A determinação partiu do governador Flávio Dino. Para ele, a reativação do PNCF deverá ajudar milhares de famílias a realizar o sonho de finalmente ter a titularidade das terras. A comunidade de Santo Antônio foi a primeira beneficiada. Inserida numa fazenda de 700 hectares em Pio XII, as 18 famílias ocupavam 400 hectares. As terras já haviam passado por regularização fundiária, mas as famílias não tinham condição de adquirir o a escritura das propriedades. Agora, com o crédito fundiário, foram custeados R$ 160 mil, e entrega dos documentos aos beneficiários serão feita na próxima semana pelo governador Flávio Dino.

É o primeiro passo para que o governo Flávio Dino cumpra o compromisso de promover a inclusão social de trabalhadores rurais, com o acesso à terra, para que possam investir e produzir, melhorando a qualidade de vida de comunidades agrícolas, que passaram todos esses anos em estado de total abandono”, ressaltou o secretário de Agricultura Familiar, Adelmo Soares.

Além de garantir a titularidade da terra, o crédito ainda possibilitará que as famílias tenham condições de produção agrícola, com a aquisição de maquinário e equipamentos para o plantio.

Segundo o superintendente de Reordenamento Agrário da SAF, Valdinar Barros, o processo está em cartório, para a preparação das escrituras definitivas individuais para cada família. A previsão é que até o final da próxima semana, os títulos estejam prontos para que sejam entregues às famílias.

Antes de solicitar ao Crédito Fundiário, o Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma) fez o levantamento da área, com as demarcações, inclusive, identificando as áreas de reserva legal. Tudo isso em paralelo com o diálogo com as famílias para que o processo fosse realizado com a participação da comunidade.

É uma medida muito importante. Estamos ajudando famílias que viviam na iminência de conflitos agrários a conquistar, através da posse de suas terras, tranquilidade e condições de vida melhores”, destacou o diretor de Recursos Fundiários do Iterma, Francisco Silva Freitas.

PNCF

O Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF), do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), é composto por um conjunto de ações que promovem o acesso à terra e aos investimentos básicos e produtivos, que permitem estruturar os imóveis rurais.

Com juros que variam de 2% a 0,5% ao ano, prazo de até 35 anos para pagar a terra e com Assistência Técnica (Ater) por até cinco anos, o PNCF possibilita que os agricultores familiares sem terra ou com pouca terra possam adquirir imóveis rurais, não passíveis de desapropriação.

O programa possui três linhas de financiamento voltadas para o Combate à Pobreza Rural (CPR) – para a juventude, com o Nossa Primeira Terra (NPT), e para a Consolidação da Agricultura Familiar (CAF).

Prefeitura de São João do Sóter lança pedra fundamental do portal de entrada da cidade

21.5.15
Na última terça-feira, 19 de maio de 2015, a Prefeitura Municipal de São João do Sóter lançou oficialmente a Pedra Fundamental do Portal de Entrada do Município com Centro de Atendimento ao Turista.

A cerimônia contou com a presença de Secretários de Governo, Vereadores, Lideranças políticas e comunitárias, além da Vice- Prefeita Municipal , Joserlene Bezerra e da Prefeita, Luiza Rocha.

A obra será construída no Km 53 da MA 127 que dá acesso à entrada da cidade.

O Portal irá dispor de um local para informações ao turista, estacionamento, policiamento e sistema de monitoramento, além de um ambiente para exposição e comercialização do artesanato local. “O Portal da Cidade, além de uma referência para os visitantes, se tornará também um novo símbolo de boas vindas. Construiremos o mais bonito portal do Estado, fomentando não só a estrutura receptiva do município, como também o turismo, o artesanato, a empregabilidade, dentre outros setores”, disse a Prefeita Luiza Rocha.

O empreendimento, que é executado com o Governo Federal, por meio da Caixa Econômica, está orçada em R$ 564.529,02 e será executada pela Secretaria Municipal de Administração, Finanças e Infraestrutura.

A previsão é que o Portal de Entrada da Cidade seja entregue até dezembro deste ano de 2015. (Por Lorena Miranda/CCOM Prefeitura de São João do Sóter)

Problemas à vista! TCE julga irregular contas de Ferdinando Coutinho quando presidente da Câmara de Municipal de Matões em 2009

Ferdinando, ao lado de Suely Pereira e Rubens Júnior, exibindo 
diploma de vice-prefeito. Parece que conseguir o diploma a 
sua direita está mais complicado.
Parece que o ex-vereador e atual vice-prefeito de Matões, Ferdinando Coutinho, terá uma ‘dorzinha’ de cabeça pela frente no seu projeto de se tornar prefeito da cidade onde transferiu o domicilio eleitoral (era vereador em Caxias) para aumentar o poder político de sua família.

É que na manhã desta quarta-feira, 20, o TCE - Tribunal de Contas do Estado, julgou várias contas de presidentes de câmaras municipais do MA, e entre elas a de Ferdinando Coutinho referentes ao ano de 2009, quando presidia o poder legislativo de Matões (veja aqui).

Além de ter julgada suas contas de 2009, a Corte do TCE também aplicou multa em Ferdinando Coutinho no valor de R$ 12.000,00.

Considerado uma carga difícil de ser carregada pelo grupo de Rubens Pereira, além dos problemas do TCE, Ferdinando também enfrenta uma alta rejeição entre o eleitorado matoense.

Com uma oposição cada vez mais forte no município, Rubens Pereira corre o sério risco de perder o comando político em Matões nas próximas eleições e isso já é avaliado frequentemente nas conversas entre as lideranças locais.

Impasse continua!!! Sem quórum na Câmara, vereadores não conseguem apresentar uma solução para os mototaxistas

Mototaxistas lotaram a Câmara nesta quarta-feira
Iniciando uma operação abafa, o Palácio da Cidade manobrou mais uma vez sua base aliada no intuito que não houvesse número suficiente de vereadores na Câmara nesta quarta-feira, 20, e a sessão, que poderia apresentar alguma resposta aos anseios dos mototaxistas, não acontecesse.

A presidente Ana Lúcia chegou a propor reunião com a Comissão 
de Trânsito na manhã desta quinta-feira...
O Governo Municipal enxergou no movimento dos mototaxistas que ainda não estão enquadrados nas normas da lei, um desgaste político muito grande, daí a manobra para enfraquecê-lo.

....Mas mototaxistas não aceitam reunião a portas fechadas: 
“Queremos é aqui no horário da sessão e com todo mundo vendo”.
Para “fazer a média”, alguns parlamentares governistas compareceram no horário da sessão, mas somente como uma estratégia de que estão com algum interesse na solução do problema, haja vista que desde cedo era de conhecimento de todos que frequentam a Casa do Povo de que não haveria quórum.

Por sua vez, os mototaxistas que reivindicam um prazo maior e algumas pequenas alterações na lei que regulamenta o setor, compareceram em grande número e lotaram o prédio do legislativo.

Fábio Gentil alertou que querem enfraquecer o movimento, mas 
que os mototaxistas devem continuar na busca do 
entendimento entre a Câmara e a Prefeitura
A mesma segurança das sessões anteriores, com GDMs e PMs, foi preparada para garantir a realização dos trabalhos normalmente.

Nas galerias, os mototaxistas não deixaram barato o boicote da sessão. Gritavam e protestavam pelos seus direitos o tempo todo.

Vendo o clima pesado que estava no ar, a presidente Ana Lúcia Ximenes, mesmo sem o número suficiente dos membros da Casa, fez a composição da Mesa Diretora e comunicou aos presentes que não haveria sessão por conta da ausência do número mínimo de parlamentares.

Ana Lúcia ainda chegou a conclamar os mototaxistas para que os mesmos formassem um grupo e comparecessem na Câmara na manhã desta quinta-feira, 21, para conversar com a Comissão de Trânsito e Transporte da Casa, o que não foi aceito pelos mototaxistas.

De jeito nenhum”, disparou um dos mais exaltados. “Nós temos que ouvir vocês [os vereadores] é no horário da sessão e estaremos aqui segunda-feira”, garantiu o mototaxista sendo apoiado pelos demais.

Ao final da sessão, já do lado de fora da Câmara, o vereador Fábio Gentil reuniu-se com os mototaxistas e pediu que todos continuassem firmes e comparecessem na Câmara na segunda-feira, 25, para continuar a luta por direitos.

Como vocês já perceberam, querem esfriar o movimento e com isso fazer com que vocês diminuam as cobranças”, disse Fábio deixando claro que votou favorável a aprovação da lei, e que todos devem centrar esforços para se legalizarem e conseguir mais um tempo para isso.