Caxias é o município com menor número de óbitos por covid-19 entre cidades com mais de 100 mil habitantes no MA

25.5.20

A cidade de Caxias, com aproximadamente 165 mil habitantes, apresenta o menor número de óbitos causados pela covid-19 entre os municípios com mais de 100 mil habitantes no Maranhão.

Prefeitura de Caxias está fazendo desinfecção em residências
com casos positivos de covid-19 
A capital, São Luís, registrava 484 óbitos até a noite de domingo (24), seguida por Imperatriz (68 mortes e 1.431 casos confirmados da doença); São José de Ribamar figura como a 3ª, com 24 óbitos e 555 casos confirmados; Paço do Lumiar, com 124 mil habitantes, detém o 4º lugar em covid-19 com 34 óbitos e 320 casos confirmados; Codó fica em 5º lugar com 17 óbitos e 635 casos confirmados; Açailândia está na 6ª colocação com 15 óbitos e 434 casos confirmados; Bacabal conta com 14 óbitos e 229 casos confirmados; Timon registra 9 óbitos e 197 casos confirmados e é a 8ª cidade com maior número de casos, sendo que Caxias, a quarta maior cidade do Maranhão, é o município com o menor número de óbitos e de casos registrados entre as cidades acima de 100 mil habitantes no estado, com 8 óbitos e 113 casos confirmados até a noite deste domingo (24).



Pias e cabines de desinfecção foram montadas em
pontos estratégicos da cidade
Afora uma ou outra falha registrada na condução do combate da pandemia de covid-19 em Caxias, a atual administração tem acertado no conjunto de medidas adotadas até o momento, haja vista que os números, comparados com as demais cidades do mesmo porte, são amplamente favoráveis ao município.

O recente anúncio de recursos para a implantação de mais 20 leitos de UTI para o combate a pandemia de covid-19 no município, proporcionará à rede pública municipal uma melhor efetividade no tratamento da doença.

Barreiras sanitárias foram montadas nas entradas da cidade
As medidas visando promover o isolamento social em Caxias, tais como decretos para fechamento de comércios e barreiras nas ruas para evitar aglomerações tem provocado diminuição de pessoas em circulação. A instalação de pias e cabines de desinfeccão em pontos estratégicos da cidade também está contribuindo para que o município apresente os melhores números entre aqueles com mais de 100 mil habitantes no MA.

São medidas acertadas e que estão salvando vidas.

Idosa de 76 anos vence covid-19 e é 40ª paciente recuperada em Caxias

24.5.20
Nas mãos, Dona Francisca Alves, de 76 anos, segura uma mensagem que lhe dá esperança. Ela deixa a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Caxias recuperada, depois de sete dias internada. Ela conta em que situação de saúde chegou à unidade.


“Eu fiquei sete dias internada. Eu cheguei sentindo dor de cabeça, muito fraca. Primeiro deu uma gripe, mas como todos os anos eu tinha essa gripe, pensei que era normal. Mas eu fui ficando ruim, e quando eu saí pra cá, eu vim muito ruim mesmo. Eu passei três dias ruim mesmo, que eu pensava que não ia voltar mais. Mas graças a Deus e Nossa Senhora, estou aqui pra contar a história”, afirma a aposentada.

Como Dona Francisca, outras 39 pessoas também conseguiram vencer a covid-19. É o caso do funcionário público Francisco de Assis Paiva Brito, de Codó, que também foi recuperado e já voltou pra casa.

“Quero agradecer desde o vigilante, ao técnico de enfermagem e ao enfermeiro. Muito obrigado por tudo que vocês fizeram por mim, pelo trabalho, um trabalho humano, diferenciado, um trabalho pautado para salvar vidas”, reforça Francisco de Assis.

Somente na última sexta-feira (22), quatro pacientes recuperados retornaram aos seus lares depois de superar os efeitos da covid-19.

“Hoje, graças a Deus, conseguimos liberar quatro pessoas de volta ao convívio familiar. Elas estão saindo da unidade com bastante critério, bastante responsabilidade e comprometimento da equipe, está conseguindo devolver estas pessoas pro leito familiar para que elas possam seguir junto a suas famílias em condições de saúde. Eu já estava no terceiro plantão, e estava esperando ansioso por esta oportunidade pra dar as primeiras altas para estas pessoas. A gente fazia o Boletim Médico e nem sempre podia dar a notícia que a gente queria dar, uma notícia boa. E hoje, graças a Deus e à nossa equipe bem dedicada, como são todas as outras, nós conseguimos possibilitar esse retorno a estas famílias”, frisa Dr. Leosk Pinto Soares, médico da UPA.

Dona Francisca se alegra não apenas por ter vencido a doença, mas por voltar aos seio familiar recuperada e com o desejo de espalhar a notícia de que é possível dar a volta por cima.

“Ave Maria, é uma alegria e prazer, eu estou feliz e quero que todo mundo fique feliz também, e quero que todos se recuperem como eu. A gente, tanto que se cuida, porque eu tive muito cuidado. Eu quero dizer para as pessoas que se cuidem por causa dessa doença, que todo mundo se livre dela, porque é uma doença muito perigosa, é uma tristeza para as pessoas”, afirma Francisca Alves. (Da assessoria)

Governo recebe peças produzidas por artesãos contemplados no programa "Nosso Artesanato"

23.5.20

Peças adquiridas irão compor o kit promocional de divulgação dos destinos turísticos do Maranhão em outras cidades do país e serão distribuídos em eventos e recepções aos visitantes do estado.

Peças artesanais de 10 tipologias diferentes foram entregues, nessa sexta-feira (22), por 25 artesãos maranhenses ao Governo do Estado do Maranhão no Centro de Comercialização de Produtos Artesanais do Maranhão (CEPRAMA).

A Secretaria de Estado do Turismo do Maranhão (Setur-MA) lançou edital de credenciamento em março para adquirir 2 mil peças de artesanato produzidas por artesãos como peças de cerâmica, madeira, azulejaria, souvenir, palha de buriti, rendas de bilro, biojóias, entre outras tipologias tipicamente maranhenses.

O secretário de Estado do Turismo, Catulé Júnior, destacou os esforços realizados pelo governo do estado no sentido de fomentar a produção e minimizar os impactos econômicos durante a crise sanitária no segmento. “Com a chancela do governador Flávio Dino, viabilizamos esse projeto como forma de garantir apoio ao setor que é um eixo importante do turismo e para o desenvolvimento econômico, com a geração de renda para os artesãos durante essa pandemia”.

As peças adquiridas irão compor o kit promocional de divulgação dos destinos turísticos do Maranhão em outras cidades do país e serão distribuídos em eventos e recepções aos visitantes do estado. Foram selecionados produtores de nove municípios: São Luís, Raposa, São José de Ribamar, Grajaú, Amarante, Alcântara, Barreirinhas, Santo Amaro e Imperatriz.

A seleção dos artesãos no programa atendeu a requisitos previstos no edital, entre eles adequação das peças de acordo com a tipologia exigida e o cadastrado dos artesãos ou entidades representativas no Sistema de Informações Cadastrais do Artesanato Brasileiro (SICAB).

A artesã Rosane Meireles, uma das contempladas no projeto comercializando 80 peças de mandalas em cerâmica, disse que o programa, além de ter sido uma oportunidade de renda, foi uma demonstração de importância ao artesanato maranhense. “Essa oportunidade de renda que o Governo do Maranhão nos deu foi de extrema importância, pois muitos artesãos vivem apenas da venda de suas peças. Eu me senti muito valorizada por essa iniciativa”, revelou a artesã.

Já o artesão Thiago Rodrigues, que entregou 80 peças de boizinhos em miniatura, revelou-se satisfeito e destacou a importância do projeto para aqueles artesãos que, assim como ele, vivem exclusivamente da comercialização do artesão. “Parabenizo a iniciativa, pois senão fosse esse incentivo todos os artesãos estariam sem trabalhar e sem obter renda também para sustentar suas famílias. Eu vivo do artesanato e o sustento minha família vem por meio das vendas das peças. Esse incentivo nos trouxe um alivio durante esse tempo de crise”.

O superintendente de Artesanato do Maranhão, Carlos Martins, ressaltou também os benefícios do programa “Nosso Artesanato” e disse que, além de estimular a produção artesanal local e garantir renda aos artesãos, o projeto serviu de exemplo e foi requisitado pelo Programa do Artesanato Brasileiro (PAB) para ser replicado em outros estados do país. “O programa foi muito bem visto e elogiado fora do estado que o PAB solicitou o projeto nos moldes desse criado pela Setur-MA para que pudesse também ser implementado em outras cidades do país”. (Sectur/MA)

Fonte

Senado aprova cobertura de morte por covid-19 em seguros de vida

22.5.20

Projeto de Lei 2.113/2020 é de autoria da senadora Mara Gabrilli

O Senado aprovou a inclusão dos óbitos decorrentes do novo coronavírus na cobertura do seguro de vida, sem que isso gere ônus aos segurados. Os senadores aprovaram o Projeto de Lei (PL) 2.113/2020, da senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP), tendo sido apensado a este o PL 890/2020, de Randolfe Rodrigues (Rede-AP), com teor semelhante. O PL segue para apreciação da Câmara.

A relatora da matéria, Leila Barros (PSB-DF), entendeu que o dispositivo do projeto deve valer apenas para a atual pandemia, de covid-19, e não para todas as situações futuras semelhantes, como era proposto originalmente. Segundo ela, uma mudança permanente poderia aumentar muito o preço dos seguros de vida no futuro.

De acordo com o balanço mais recente do Ministério da Saúde, divulgado há pouco, o país tem 18.859 óbitos confirmados pela doença no país.

Em seu relatório, Leila afirmou que algumas seguradoras já estão se pronunciando a favor do pagamento integral das indenizações por morte em função da covid-19. Ela, no entanto, reforçou a importância do projeto para garantir o direito do segurado.

“[...] concordamos com a necessidade desse procedimento estar previsto em lei para que seja vedada a possibilidade de exclusão da cobertura do risco em virtude de pandemia em curso. Ademais, a previsão legislativa evita a judicialização da matéria, que poderia levar longos anos para que o beneficiário pudesse ter uma resposta estatal”.

Seguradoras

Ao orientarem os votos dos seus partidos, alguns senadores criticaram o modus operandi das seguradoras, fixando restrições de cobertura para clientes que pagam, mas podem nunca ver retorno. “Essas seguradoras excluem dos contratos a questão de epidemias e pandemias e muitas vezes intempéries da natureza, contradizendo a essência do seguro de vida ou propriedade. Se há um seguro, é contra eventualidades. O projeto faz justiça aos assegurados, os mais carentes inclusive”, disse Eduardo Braga (MDB-AM), líder do seu partido no Senado.

Kátia Abreu (PP-TO) seguiu linha semelhante. “A seguradora é engraçada. Ela quer escolher até o jeito de morrer do seu cliente. Mas não podemos viver sem eles. Por isso o Congresso é importante para que eles não fiquem com as asas muito abertas devido a sua importância”.

O autor do projeto explicou que o texto deve corrigir distorções na relação entre seguradoras e segurados. “Na legislação as seguradoras são protegidas para não darem cobertura em casos de morte por pandemias e epidemias. É algo tão absurdo que era inaceitável estar na legislação brasileira”, disse Randolfe.

(Fonte: Com informações da Agência Brasil)

Deputado Zé Gentil destaca a importância da obra de revitalização da MA-034 para os caxienses


Os moradores de Caxias, acompanham cheios de alegria e esperança o andamento das obras de revitalização e alargamento da rodovia MA-034 – trecho que liga a zona urbana de Caxias ao Povoado Baú.  Os trabalhos de terraplanagem, drenagem e pavimentação do trecho estão em ritmo acelerado. A obra é uma solicitação do deputado estadual Zé Gentil, e está sendo executada pelo governo do Maranhão.

“Com essa obra, estamos beneficiando e facilitando a vida de vários moradores que utilizam o trecho diariamente para realizar suas atividades. Minha principal meta, é ver nossa cidade prosperando cada dia mais”, pontuou Zé Gentil, deputado estadual.

“Nós vamos fazer 20 km de tapa buracos e 24 km de recapeamento, e a sinalização em toda a extensão do trecho de Caxias ao Baú”, afirma Eduardo Costa, empreiteiro responsável pela obra.

Os moradores dos bairros Itapecuruzinho e Fumo Verde, afirmam que a recuperação e alargamento desse trecho vai trazer inúmeros benefícios a toda comunidade. Outro aspecto que chama atenção é a valorização do acesso a um dos maiores parques de lazer da região e do Maranhão – o Parque Balneário Veneza, conhecido em todo o Nordeste pelas águas cristalinas e pelo famoso pirão de parida, prato típico da região.

“Eu moro aqui há 45 anos, e vai ser muito importante para todo mundo. É uma área muito movimentada por conta da Veneza. Mas este alargamento vai evitar acidentes e vai dar mais segurança para as pessoas que vem para a Veneza”, afirma  Elza de Sousa, moradora do bairro Veneza.

“Esse alargamento vai ser uma boa coisa para quem passa por aqui. É uma área muito movimentada, passa muita gente para a Veneza e vai ser muito bom”, afirma Vavá, motorista.

De acordo com o encarregado da obra, a parte de terraplanagem deve durar aproximadamente 15 dias, pois a via será alargada em 2,5 metros. Logo após, uma outra equipe de asfaltamento realizará o trabalho de pavimentação.

“Nós estamos fazendo a terraplanagem, a base, estamos aprontando 2,5m de cada lado, e depois os profissionais do asfalto vem depois. Será um trecho de 3 Km que a gente vai fazer este trabalho. Acredito que em 15 dias, devemos terminar essa parte de terraplanagem”, frisa Juice Pereira, encarregado da empresa Engefort, prestadora do serviço. (Portal Guanaré)

Em entrevista ao programa Viraliza, Paulo Maurinho Jr. destaca as ações dos parlamentares no combate ao coronavírus


Em entrevista nesta quinta-feira (21) ao programa Viraliza, transmitido na internet, o deputado federal Paulo Maurinho Jr. destacou a habilitação de 20 leitos de UTI para Caxias e as ações dos parlamentares no combate ao novo coronavírus.

“Pra você ter uma ideia a gente tá em sessão agora no Congresso. A gente tem trabalhado praticamente todo dia até altas horas da noite, destravando nosso país que é muito travado, dando condições tanto para o Governo Federal quanto para as pessoas poderem de fato encarar esse momento muito preocupante. Porque se de um lado a gente pede para a pessoa ficar em casa, a gente tem que dá condição da pessoa subsistir. Então, a primeira medida foi o Auxílio Emergencial. O Governo mandou um projeto que era pra colocar R$ 200 para cada trabalhador, pra cada pessoa que fosse atingido. No Congresso a gente brigou, conseguimos levar para R$ 600 por mês. Não é o ideal, obviamente que R$ 600 não dá para a pessoa viver bem. Mas nesse momento de pandemia, é uma ajuda que vem em boa hora (…)”, destacou.

Paulo Maurinho Jr. também fez sua análise sobre a atuação dos governos federal, estadual e municipal no combate a covid-19 e disse que está à disposição para ajudar o município de Codó a ser contemplado com leitos de UTI. (Blog do Marco Silva)

Prefeitura de Caxias emite nota de esclarecimento sobre matéria tendenciosa veiculada na imprensa


Portal Guanaré - A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Caxias esclarece as notícias falsas que circulam na internet a respeito de uma matéria veiculada na imprensa. A gestão afirma que as informações não procedem, pois a pasta segue rigorosamente todos os procedimentos preconizados pelo Ministério da Saúde e a ANVISA.

Em nota, declara que “a Prefeitura dispõe de covas prontas para os casos de óbitos de covid-19, mas o protocolo não proíbe aos familiares sepultar em seus jazidos próprios. Informamos ainda, que a família foi devidamente acompanhada e foram feitos os testes para a detecção da covid-19 e dada orientação de isolamento para todos os familiares”.

A pandemia do novo coronavírus e as medidas de isolamento social vêm sendo acompanhadas pela ampla profusão de conteúdos sobre o tema, com isso crescem também as notícias falsas, prática difundida amplamente nos últimos anos. Nesse momento, a população deve tomar cuidado tanto para não acreditar em mentiras e não repassá-las.

Desta forma, a administração municipal espera que questões de foro pessoal relacionadas a este caso não encontrem ressonância, reafirmando o seu compromisso com a busca da verdade dos fatos e o bem comum de todos os cidadãos.

Leia a nota na íntegra:

Advogados enquadram sobrinho de Adelmo Soares em grupo de Whatsapp

21.5.20

Blog do Neto Cruz - O adjunto de Planejamento e Articulação Política de Paço do Lumiar levou um verdadeiro esbregue em um grupo voltado para assuntos jurídicos de Caxias. Anderson Soares, sobrinho do deputado estadual Adelmo Soares e pré-candidato a prefeito de Caxias, foi “descoberto” pelos “colegas de profissão”, no que diz respeito aos exorbitantes salários que recebem ele e sua enteada, a jovial Luanna Beatriz, de 21 “aninhos”.

O Doutor identificado no grupo como Felipe Coqueiro nem deixou Anderson terminar de engolir o almoço e mandou no grupo uma matéria do nosso Blog, onde com prova relatamos que a enteada de Anderson recebe volumosos R$ 15 mil por mês da prefeitura de Paço do Lumiar, cidades com 400 km de distância uma da outra.

Logo atrás, corroborando com Coqueiro, a Doutora Nádia emendou algo, o que foi suficiente para Anderson sair da moita e se vitimizar perante a classe advocatícia caxiense.

Para terminar de liquidar Anderson, Doutor Portela rechaçou a investida do ex-secretário de agricultura de Aldeias Altas, que hoje recebe o dobro do salário do titular da pasta em Paço do Lumiar.

Veja:

SAÚDE – Prefeitura de Caxias implanta três barreiras sanitárias nas entradas da cidade


Uma união de esforços para combater um inimigo comum, o novo coronavírus. A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ); Secretaria Municipal de Segurança, por meio da Guarda Municipal; Polícia Militar; Secretaria Municipal de Educação, Ciências e Tecnologia; com auxílio da Secretaria Municipal de Cultura, Patrimônio Histórico, Esporte, Turismo e Juventude, estiveram mobilizados na manhã dessa quarta-feira (20) em mais uma ação conjunta.

Ao todo são três barreiras sanitárias, que foram instaladas em Caxias com o objetivo de prevenir a população contra a covid-19. A primeira foi montada MA-349, que liga Caxias a Aldeias Altas, nas proximidades do IFMA Caxias; a segunda, na MA-127, que liga Caxias a São João do Sóter, e uma terceira no bairro Fumo Verde, na MA-034, que liga a zona urbana ao povoado Baú.

“A Guarda Municipal vai ficar nas barreiras e a Polícia Militar vai dar apoio às barreiras que serão realizadas”, frisa Sargento Mesquita, secretário municipal de Segurança.

“Até semana que vem vamos estar com estas barreiras, que estão com as equipes de desinfecção e equipe de informação. A partir de hoje também vamos estar fazendo a medição da temperatura. Estamos usando o hipoclorito de sódio, fazendo a desinfecção dos veículos”, afirma Natanael Reis, coordenador da UVZ.

Os profissionais estão mobilizados para higienizar os veículos que adentram ao município. Além disso, uma equipe do Núcleo de Educação em Saúde da UVZ também realiza explicações sobre o uso da máscara, álcool em gel e medidas preventivas na hora do banho em casa.

“Nós estamos reforçando sobre o uso obrigatório das máscaras neste período, principalmente se for adentrar a outro município ou se for sair à rua, a desinfecção das mãos. Estamos falando sobre o distanciamento social, a gente manter a distância entre as pessoas neste momento em que a pandemia está no auge. Então, estamos reforçando as medidas para que as pessoas não levem a doença pra dentro de casa, pois eles podem ter pessoas do grupo de risco que podem ser os mais afetados”, afirma Raydelane Pinto, agente de endemias e integrante do núcleo.

Todas essas medidas são ações do Comitê de Prevenção e Enfrentamento à Covid-19, que reúne um conjunto de órgãos que estão envolvidos no processo de prevenção ao novo coronavírus, como Polícias Militar e Civil; Tiro de Guerra; Corpo de Bombeiros; Câmara Municipal e Prefeitura de Caxias, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Defesa Civil. (Da assessoria)

Protocolos do coronavírus

20.5.20

Da coluna do Mário Assunção, do Portal Noca

Infelizmente, com o avanço da pandemia em Caxias, faz-se necessária a criação de protocolos, desde o diagnóstico até o enterro das pessoas que sucumbem à doença.

Vimos ao longo do mês de março e abril as medidas acertadas da prefeitura municipal de Caxias na prevenção e na adoção de medidas e isolamento social, decretos determinando o fechamento do comércio, disciplinando as filas nas lotéricas e bancos, colocação de pias nos ambientes públicos para lavagem das mãos, cabine de desinfecção e carros atomizadores para desinfecção das ruas. Não obstante a isso, tivemos a feliz notícia da habilitação de mais 20 leitos de UTI exclusivos para o coronavírus no Complexo Gentil Filho e no Hospital Centro Médico por um período de 90 dias.

Porém, com o avanço do vírus, são os importantes protocolos adequados de tratamento de baixa (acompanhamento em domicílio), média (internação hospitalar) e alta (UTI) complexidade dos pacientes acometidos do Covid-19.

Além disso, precisamos pensar de maneira programada e antecipada em um cronograma de enterro dessas pessoas que vieram a óbito, evitando problemas de contaminação cruzada. Para tanto, a prefeitura teria que preparar os cemitérios públicos com EPIs para os coveiros, doação de transporte e translado dos corpos para serem sepultados de maneira digna e não contaminar os entes queridos. Por conseguinte, terá que disciplinar os cemitérios provados exigindo que se adotem protocolos adequados para os coveiros e as funerárias que querem prestar esse tipo de serviço.

Dessa forma, vamos tentar nos organizar na passagem do pico da pandemia, que dizem os especialistas ser na sexta-feira, dia 22 de maio.

Que Deus nos abençoe e nos proteja sempre!