(Alguém tem que pagar pelo fracasso do governo Léo Coutinho) ‘Escalada’ como bode expiatório, Sílvia Carvalho pode ser demitida a qualquer momento

18.9.14
Sílvia Carvalho pode pagar o preço do 
fracasso do governo Léo Coutinho
A batata da secretária de Educação de Caxias, Sílvia Carvalho, está sendo assada em fogo brando nos porões do Palácio da Cidade. A demissão dela pode acontecer a qualquer momento, mas deve ser efetivada logo após as eleições de outubro próximo.

Mas quais os pecados de Sílvia Carvalho que justificam sua demissão de uma forma tão deselegante?

Contra a secretária pesam sua forma, vista por muitos, como grosseira de tratar os que a cercam. A não concordância da titular da educação com qualquer prática que não seja considerada republicana também ‘enche o saco’ do prefeito Léo Coutinho.

Sílvia Carvalho, para quem a conhece, é uma pessoa séria demais. Para muitos, sua seriedade pode ser considerada grosseria, o que não procede.

Incorruptível, a mais longeva comandante da pasta em Caxias, não acumula uma única suspeita, por mais maldosa que seja, de qualquer malfeito com recursos públicos.

Antes admirada pela categoria dos professores, Sílvia foi eleita secretária pelos próprios colegas. No comando da pasta seguiu a política do patrão, o que fez ela ser considerada como o carrasco das ex-colegas, o que no fundo é uma injustiça, pois segue apenas ordens superiores nas principais ações da Seeduc.

Amiga de infância de Humberto Coutinho, Sílvia não está tendo o devido respeito do grupo a que serve tão bem nos últimos 10 anos.

A ideia da família Coutinho é fazer uma intervenção branca na educação.

Na missão de interventora na Seeduc, foi designada Josvalda Ferreira da Silva, que vem a ser o braço direito de Berilo Araújo na toda poderosa Secretaria de Fazenda do município.

Josvalda não é muito bem vista pelos fornecedores da Prefeitura de Caxias. Muitos a tem como a culpada de todos os seus males, o que também não se justifica, pois ela apenas cumpre ordens e não tem o poder para efetuar ou suspender pagamentos. Funciona na verdade como para-choque do setor financeiro do governo Léo Coutinho.

É de Josvalda o título de campeã de comentários não publicados no blog. Tentando se aproveitar do anonimato, vários insatisfeitos com o ‘molho’ nos pagamentos da Prefeitura de Caxias tentam cuspir sua raiva contra a secretária de Berilo Araújo neste endereço eletrônico. Não os publico por respeito a ela e por entender que a mesma apenas cumpre ordens, sendo a culpa pela insatisfação de credores de quem tem a caneta na mão.

Chegando na Educação como ‘interventora’, a ideia original era de não provocar traumas na troca de Silvia Carvalho, o que não será mais possível, pois o assunto torna-se agora de domínio público.

Por sua vez, sentindo no ar o cheiro do óleo da fritura que estão preparando, o humor de Sílvia Carvalho tem piorado nas últimas semanas.

Teremos certamente a mais significativa mudança de secretários desde a posse de Humberto Coutinho em 2005 na Prefeitura de Caxias.

Poderemos ter outras mudanças nos próximos meses.

A reforma administrativa que ora está sendo pensada pela família Coutinho não tem nada a ver com tentativa de melhoria em um ou outro setor da máquina pública municipal.

Tentam conseguir o máximo possível de ‘culpados’ pelo fracasso do governo Léo Coutinho.

Haja ‘bode expiatório’ nessa caça as bruxas.

Sai daí, Sílvia. Saia de cabeça erguida enquanto é tempo.

Sua trajetória de vida e seu currículo não combinam com uma intervenção no seu trabalho digno e honesto.

Valesca Popozuda Cover e Pilera na 15ª Gincana Tamarineirense

Tudo pronto para a 15ª Gincana Tamarineirense. O evento tradicional que já integra o calendário de atividades recreativas em Caxias tem início nesta sexta-feira (19) e dentre as atrações para esta temporada, estão Valesca Popózuda Cover e Banda Pilera.

Este ano, seis equipes vão tentar completar as baterias e tarefas da gincana em busca do título: Os Suracates, Os Mizerê, 100 Limites, Kaveirados, Os Língua Solta e Os Nós Cego. As disputas seguem até o domingo (21).

A abertura ocorre a partir das 19h desta sexta-feira na Praça do Bairro Tamarineiro, onde será montado um palco com toda estrutura de som e luz para receber as atrações. Além de Valesca Popozuda Cover e Banda Pilera, haverá a participação também de Drag Queens.

A organização é de Ângela Machado que está otimista. "A cada ano nosso evento vem ganhando mais visibilidade e agora não será diferente. Temos a certeza de mais uma gincana de sucesso", disse. (Mano Santos/Portal Noca)

(Prefeito não foi consultado até agora) Familiares e aliados já discutem nome de Cleide Coutinho para sucessão municipal

Como ele não anda lá muito bem...
Político profissional faz uma eleição já pensando na próxima. A família Coutinho, sendo uma oligarquia, não pensa em nomes do grupo para a sucessão de Léo Coutinho. Eles pensam em qual nome, dentre eles, é o melhor para vencer as eleições em 2016.

...Ela é o nome cotado na família
O leitor pode estar pensando que o editor do blog está viajando, mas não se trata disso. O grupo Coutinho, ou melhor, a família (já que lá não existe grupo), já trabalha com cenários para a sucessão municipal.

O prefeito de Caxias, Léo Coutinho, nunca foi consultado sobre o assunto. Apesar de saber de um ou outro, é nesta postagem que ele estará tomando ciência do assunto com propriedade.

O nome da deputada Cleide Coutinho até o momento é o mais cogitado não no grupo (já que isso não existe), mas na família.

Cada vez mais presente no dia a dia da administração do sobrinho, Cleide faz perguntas insistentes para vereadores e secretários sobre o andamento da máquina da Prefeitura e onde são as principais falhas diante de tantas que existem.

A cada conversa que mantem com seus interlocutores a deputada deixa cada vez mais a impressão de que é realmente a substituta do sobrinho nas eleições de 2016.

Mesmo com a vitória cada vez mais iminente de Flávio Dino no próximo dia 05, na família, e até entre aliados, haverá pouco tempo para a realização de obras e uma mudança do humor da população em relação ao governo de Léo Coutinho.

A antipatia pessoal adquirida pelo prefeito de Caxias torna a tarefa de lhe apresentar mais uma vez palatável ao eleitorado não muito segura.

Mesmo os milhões gastos até agora com publicidade não foram suficientes para reverter a impopularidade do jovem prefeito.

Cleide Coutinho não é lá uma Brastemp em simpatia. Aliás, nem de longe ela pode ser considerada carismática ou algo que lembre isso.

Mas a deputada é esposa de Humberto Coutinho. Entre os aliados, isso é o suficiente para, mesmo a contragosto de um ou de outro, ser avalizada pelo todo.

Não sei, e também não quero saber, como os familiares irão dizer isso ao prefeito, mas com certeza a tarefa será bastante traumática.

Em respeito não ao povo de Caxias, mas ao parente, bem que Humberto Coutinho poderia decretar o silêncio sobre o assunto substituição ao sobrinho em 2016.

Deve estar sendo uma dureza pra ele saber o que pensam dele dentro de casa. Ninguém bota muita fé no rapaz.

Chato isso...

MPF investiga contratação de empresa para gestão de urnas eletrônicas no Maranhão

O MPF informou ao TRE/MA que instaurou o procedimento e pediu cópia integral do processo licitatório e do contrato administrativo que atribuiu à empresa Atlântica a gestão das urnas eletrônicas nas eleições.

O Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA) instaurou procedimento para investigar o processo licitatório realizado pelo Tribunal Regional Eleitoral no Maranhão (TRE/MA) para gestão das urnas eletrônicas nas eleições de 2014, que teve como vencedor a empresa Atlântica Serviços Gerais Ltda.

No intuito de esclarecer os fatos e apurar as denúncias noticiadas na imprensa, o procurador da República José Raimundo Leite Filho informou ao TRE/MA que instaurou o procedimento e pediu cópia integral do processo licitatório e do contrato administrativo que atribuiu à empresa Atlântica a gestão das urnas eletrônicas no Maranhão. E, ainda, notificou a empresa para que, no prazo de dez dias, se manifeste sobre a denúncia.(MPF/MA)

Aliados de Edinho divulgam pesquisa Ibope que ainda nem foi concluída

Lideranças políticas ligadas à campanha do candidato Lobão Filho(PMDB) estão desde ontem divulgando o que seria o resultado da nova rodada de pesquisa do IBOPE, cujo trabalho de campo ainda não foi concluído. De acordo com o registro da pesquisa, ela só será concluída na sexta feira, 19.

Para o presidente do PCdoB, Márcio Jerry, a divulgação antecipada revela que está sendo preparada uma fraude grosseira. “Estão fazendo uma confissão antecipada de fraude na pesquisa do IBOPE”, denuncia.

As pesquisas realizadas pelos institutos maranhenses vem mostrando uma folgada maioria do candidato da oposição, Flávio Dino. Estável na liderança, Dino tem cerca de 30 pontos percentuais à frente do segundo colocado Lobão Filho. “O jornal O Estado do Maranhão anunciou pesquisa do instituto Escutec, mas nunca divulgou exatamente porque o que se sabe é o que resultado é muito desfavorável ao candidato apoiado pelo jornal do Sarney”, acrescenta Jerry.

A direção do IBOPE já foi acionada por e-mail para explicar, mas ainda não se pronunciou. (Blog John Cutrim)

Amarelo Piscando

Por Edson Vidigal, advogado, professor e ex-ministro do STJ

Repare bem no pássaro engaiolado por tanto tempo e um dia veio alguém e o soltou. De tão acostumado que estava com a quietude daquele exíguo espaço pareceu que já nem sabia o que fazer das suas asas.

Geralmente aprisionam os pássaros porque sendo raros em suas plumagens e cantos logo despertam a cobiça e a inveja, sentimentos negativos próprios dos que não conseguem sedimentar com bons princípios as suas ambições.

Faz lembrar o Cartola, ainda é cedo amor, mal começastes a conhecer a vida...

Sim, é legítimo ter ambições. E precisamos mantê-las despertas, acenando-lhes com as esperanças mais verdes encontráveis nos brejais mais sonhados. Ambições, mas só daquelas do dizer do poeta, as mais nobres e as mais lúcidas!

O que leva alguns de nós a se interessar, por exemplo, pela politica e a ter ambições politicas? O bem comum - é a resposta primeira que, nuns poucos idealistas, desponta logo querendo calar a todos.

O bem comum, hão de questionar, não pode ser alcançável sem que se tenha que fazer, obrigatoriamente, as nem sempre limpas travessias da política.

Quando perguntaram a Tancredo, querendo constrange-lo, se ele iria mesmo para aquela farsa do Colégio Eleitoral, submetendo-se às regras da ditadura, só para ser nomeado Presidente, ele respondeu que iria, sim, tapando com um dedo o nariz e com um lenço à boca para travar as náuseas.  

Havia um objetivo maior, a volta da democracia, a remoção de todos os resquícios do autoritarismo, as liberdades civis.

Um dia, enfim, seremos todos cidadãos.

E quando houver cidadania plena, as pessoas inteiras, conscientes não só dos seus direitos, também dos seus deveres para com os outros, a sociedade será dona, ela sim, dos seus movimentos e das suas aspirações.

O paternalismo de Estado que, sem resolver as questões estruturais, se dana a querer inventar enganosamente soluções paliativas e o clientelismo político que se ocupa sempre em distribuir agrados que só retardam a explosão da bomba ao mesmo tempo em que outras vão sendo feitas, terão que desaparecer.

Esses dois grandes defeitos, paternalismo de Estado e clientelismo político, mais a farsa partidária, que só deformam e atrasam democracia, perderão adeptos quando a cidadania for plena na consciência das pessoas e os princípios mais sólidos inspirarem as ações mais firmes.

Quando os movimentos sociais se apresentarem mais unidos nos seus propósitos e mais fortes em sua organização será possível fazer as travessias da política com todas as certezas de que as ações dos políticos, em verdade mesmo, terão como destinação única o bem comum.

A política, então, só terá espaços para os melhores do meio do Povo, e não apenas para os ricos, ou aqueles oportunistas, ou os carreiristas, ou os outros que se submetem a tudo, pagando qualquer preço, o sangue ou a alma, enfim, o que o diabo quiser pela ambição desvairada que os mantém espertos.

Estar acostumado com o espaço exíguo da gaiola e depois ser tirado para fora mas sem saber o que é efetivamente a liberdade, sem noção do que é verdadeiramente a democracia, tantos foram os anos de alpiste e de assobios, em movimentos que nem chegaram a ser vôos, tão exíguos os espaços, é como estar livre que nem um pássaro desengaiolado, que solto no tempo nem tentou alçar-se um pouco acima do chão.

Isto porque não sabendo há tempos o que era a liberdade já nem sabia mais o que fazer com as próprias asas. Precisamos retomar o trabalho da transição democrática. A Constituição como está, cheia de remendos e equívocos, não se sustenta. O Estado já não responde por suas obrigações. A inépcia grassa, a corrupção domina.

Em Caxias, número de suicídios dobrou em dois anos

17.9.14
Em dois anos, dobrou o número de pessoas que cometeram suicídio no município de Caxias, se comparado ao período de 2010 a 2011. Nos últimos 21 meses foram registrados 15 casos dessa natureza, contra apenas 6 nos anos anteriores. Em 2014, somente até esta terça-feira (16), 7 pessoas haviam tirado a própria vida.

Esse número pode ser ainda maior, porque nem todas as ocorrências de mortes, principalmente na zona rural, são registradas.

O último a entrar para essa estatística foi Benedito Silva da Conceição, 29 anos, que utilizando uma espingarda, cometeu suicídio com um tiro na cabeça, na tarde desta terça-feira (16), no bairro Fumo Verde.

De acordo com familiares, ele bebia muito e sofria de depressão e já havia tentado suicídio outras vezes.

Num rápido levantamento feito pelo portal NOCA, nos últimos seis anos foram 27 registros de suicídios em Caxias. A maioria das vítimas tem entre 15 a 25 anos e 90% são homens.

Outro dado aponta que entre os suicidas, a maioria era apenas estudante ou desempregado e a motivação, quase sempre relacionada à passionalidade.

Metade dos suicídios registrados no últimos cinco anos em Caxias foi por enforcamento. O uso de arma de fogo vem em segundo lugar, seguido por envenenamento, ou mortes relacionadas por acidentes de trânsito.

Homicídio registrados nos últimos 6 anos em Caxias

2009 - 1 caso
Morte por envenenamento

2010 - 2 casos
Mortes por enforcamento e acidente de trânsito

2011 - 3 casos
Duas mortes por enforcamento e uma por uso de arma

2012 - 6 casos
Quatro mortes por uso de arma, uma por enforcamento e outra por acidente.

2013 - 8 casos
Três mortes por uso de arma, dois enforcamentos, dois por envolvimento em acidente e um envenenamento.

2014 - 7 casos até 16 de setembro
Cinco morte por enforcamento, uma por envenenamento e outra relacionada à acidente de trânsito.

Dados com base apenas em matérias divulgadas na imprensa local (Fonte: Mano Santos/Portal Noca)

Bastidores & bastidores

Ditadura
Não pegou muito bem para o governo Léo Coutinho a revelação de que servidores da Secretaria do Trabalho mandam, via redes sociais, os caxienses irem embora da cidade. Lembrou a triste campanha da época da ditadura militar: Brasil, ame-o ou deixei-o.

Providências enérgicas
Caso queira dar uma demonstração de que não comunga com esse tipo de tratamento dispensado aos caxienses que buscam uma oportunidade de emprego na Secretaria que deveria tratar do assunto, o prefeito Léo Coutinho deve tomar providências urgentes e dar uma satisfação à sociedade sob o risco de ser conivente.

Governo autoritário
Como já anda com o governo ruim das pernas, vai ficar horrível para o prefeito Léo Coutinho passar a ideia de que comunga com esse tipo de manifestação retrógada de uma das secretarias do município.

Taniery
A vereadora Taniery Cantalice comentou na Câmara sobre o tratamento dispensado pelo servidor da Secretaria do Trabalho em Caxias e lamentou o episódio.

Choro
Chega a escorrer lágrimas entre os apoiadores do candidato a governador Edinho Lobão quando falam da falta de ajuda do ‘chefe’ da coligação. Motivo: é que muitos deles acreditaram que teriam muito dinheiro para bancar suas respectivas candidaturas. Lembra aquele personagem do humorístico Viva o Gordo, que ao falar ter acreditado em determinada promessa de um político arrematava dizendo: “Eu acreditei!!!”.

Acreditaram
Candidato do Palácio dos Leões, Edinho tinha o misticismo de ser filho de um ex-governador e ministro de uma área onde são celebrados contratos bilionários. Logo, todos pensaram que dinheiro não seria problema. Ledo engano! A ‘cunversa’ de R$ 1 bilhão para a campanha ficou só no boato e vai entrar para o folclore da política maranhense. 

Pés no chão
Experientes, os principais apoiadores de Lobão Filho em Caxias nunca acreditaram nessa história. Já os mais incautos, trabalham na hipótese, remotíssima, de que ainda vai ‘entrar algum’.

Fake
E não adianta tentar se esconder. Será achado, pois não existe crime perfeito.

Tratamento
O ex-prefeito de Caxias e candidato a deputado estadual, Humberto Coutinho, continuará com o tratamento de quimioterapia em São Paulo. HC tem uma sessão agendada para os próximos dias e outra para logo após o 1o turno das eleições.

Prevenção
De acordo com fontes próximas ao ex-prefeito, as duas sessões de quimioterapia, embora não estivessem previstas, serão realizadas para garantir qualquer risco da volta do câncer. 

Sede de poder
Muitos em Caxias ficam estarrecidos com a fome de poder de Humberto Coutinho. Quando qualquer cidadão comum preferiria tratar da saúde, o ex-prefeito, mesmo acometido com uma doença gravíssima, tenta garantir um mandato e preservar o naco de poder da família. São insaciáveis!

O mijo do prefeito
Falando da subserviência de aliados de Léo Coutinho, o vereador Catulé disse na Câmara que, “se pudessem, cheiravam até o mijo do prefeito”.

Humberto Coutinho seguirá tratamento contra o câncer em São Paulo

O ex-prefeito de Caxias, e candidato a deputado estadual, Humberto Coutinho, continuará com o tratamento contra o câncer no intestino grosso diagnosticado no final do ano passado.

Embora a família tenha anunciado recentemente a cura do ex-prefeito, as sessões de quimioterapia continuarão. Serão pelo menos mais duas, sendo uma para os próximos dias e outra para logo após as eleições.

O tratamento continuará sendo realizado no hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

De acordo com fontes próximas ao ex-prefeito, não se trata da volta do câncer ou algo que signifique uma piora no quadro de saúde de HC. As duas sessões de quimioterapia que não estavam previstas irão acontecer por conta de vestígios da doença nas células, o que, ainda segundo essas fontes, eliminarão qualquer possibilidade de volta do câncer.

“Importante tirar o Maranhão das páginas policiais”, diz Flávio

16.9.14
O candidato Flávio Dino anunciou que, se eleito, seu governo vai contar com representantes de todas as regiões do Estado. “Teremos no primeiro escalão pessoas oriundas de várias experiências e de várias regiões para garantir uma equipe que conheça o Maranhão de verdade”, disse durante entrevista no JMTV, da TV Mirante, nesta terça-feira (16).

O requisito essencial para compor o governo será ter competência e honestidade, independentemente de ser político ou não.

Flávio lembrou que tem uma ampla aliança para promover uma virada de página no Maranhão. “Estamos de braços abertos a todos aqueles que têm compromisso com o nosso programa, que é o de um governo honesto, justo, com políticas sociais.

Na entrevista, o candidato também reafirmou o compromisso de acabar com a perseguição política feita hoje pelo governo estadual.

Vamos fazer parceria com todos os 217 prefeitos, vamos pôr fim a essa política atrasada da perseguição e do medo, onde apenas os que seguem a política do Palácio dos Leões são apoiados. Comigo no governo, vamos apoiar todas as prefeituras do Maranhão”, disse.

Flávio também ressaltou seu compromisso fundamental de levar água e banheiro para a casa de todos os maranhenses até 2018. “Nós vamos cumprir essa meta.

Combate à corrupção
Flávio acrescentou ser muito importante “tirar o Maranhão das páginas policiais”. Ele citou como exemplo as denúncias feitas pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, que mencionou a governadora Roseana Sarney e o ministro Edison Lobão (Minas e Energia) como envolvidos em um suposto esquema de corrupção na estatal.

Meu primeiro compromisso é fazer um governo honesto, que combata a corrupção, para termos ainda mais orgulho de sermos maranhenses.