Aldeias Altas - Prefeitura intensifica mutirão de limpeza e capina

28.7.15
A Secretaria de Planejamento Infraestrutura e Obras, intensificou o mutirão limpeza das vias públicas no município de Aldeias Altas. Os serviços vão atender ruas, avenidas e travessas dos mais diversos bairros. Também estão sendo retirados entulhos e realizada a capina. O objetivo da prefeitura é eliminar matos, capins, lixos, entulhos e galhos de árvores do perímetro urbano da cidade.

O trabalho teve início pela MA-349 com Avenida João Rosa na entrada do município. Operários devidamente padronizados realizam serviços de capina e retirada do entulho. Numa segunda etapa, meios-fios e sarjetas deverão receber nova pintura deixando ainda mais bela a cidade de Aldeias Altas.

A administração municipal destaca que é de fundamental importância este trabalho, pois após o período chuvoso, os matos crescem, além de deixarem uma aparência ruim para a cidade, servindo também de abrigo para insetos e acúmulo de outros bichos. Para dar sequência a esse trabalho ao longo do ano, a prefeitura apela à colaboração dos moradores dos bairros e centro em preservar o meio em que vivem. Sendo assim, é preciso que os proprietários que possuem lotes desalojados, também façam sua parte deixando o espaço limpo, evitando que o lote sirva de local para que sejam jogados lixo e entulhos.

ASCOM: Aldeias Altas – MA

(Outra despesa e outro mistério na gestão Ana Lúcia Ximenes) Câmara Municipal de Caxias emplaca mais uma reforma com gastos ocultos

27.7.15
Alguém tem uma pista de quem ganhou a licitação e quem está 
fazendo mais uma reforma na Câmara Municipal? E o valor?
Nas gestões que antecederam Ana Lúcia Ximenes na presidência da Câmara Municipal de Caxias (Antonio Luis Assunção e Ironaldo Alencar), o prédio do legislativo caxiense passou por uma grande intervenção na sua estrutura. O auditório Marcelo Tadeu Assunção dotou a Casa do Povo de um espaço para eventos, discussões e reuniões dos mais variados tipos.

Já a atual administração, é a campeã das reformas pra lá de suspeitas.

Quando da volta dos trabalhos legislativos no início do ano, no primeiro dia em que seria inaugurada a reforma do teto, eis que a vereança passou pelo maior mico já visto naquele endereço. É que inúmeras goteiras assustaram a todos e a sessão teve quer ser suspensa diante do desastre que foi a ‘reforma’.

Agora, assim como na obra anterior, a cobrança dos vereadores oposicionistas sobre os gastos efetuados com as obras na Casa do Povo caminha para o mesmo destino: o silêncio da presidente Ana Lúcia Ximenes.

Mas esse silêncio dos gastos da Câmara Municipal de Caxias faz um barulho danado. Em pleno período de férias legislativas, eis que o prédio sofre mais uma recauchutagem. São vários homens em cima de andaimes passando uma mão de tinta nas paredes do prédio que está deixando aquilo lá com cara de novo.

A pintura pode até ser nova, mas a forma de gastar, e não prestar contas disso, é bastante antiga e intriga os vereadores tanto da oposição quanto da situação.

Mesmo tendo a presidente do legislativo prometido em discurso, no início deste ano, que o Portal da Transparência já estava quase pronto, o tal endereço na internet não dá nem sinal de que um dia possa ser do conhecimento do público.

Não esperando pela boa vontade, o Ministério Público notificou a presidente da Câmara, Ana Lúcia Ximenes para, num prazo de 30 dias, regularizar o referido endereço eletrônico do legislativo, ou informe em 10 dias se irá fazê-lo. Mas isso foi noticiado aqui no blog em 26 de fevereiro, o que, obviamente, não foi cumprido. (Reveja a postagem Brincadeira pode sair caro!!! Ministério Público abreprocedimento para Câmara Municipal de Caxias adequar Portal da Transparência)

Em 07 de abril, outra postagem do blog abordou mais uma iniciativa do MP contra a gestão da presidente da Câmara, onde o titular da 1a Promotoria de Justiça da Comarca de Caxias, Romero Lucas Rangel Piccoli, convertou em Inquérito Civil Público a investigação feita contra atos protagonizados na gestão da presidente da Câmara Municipal de Caxias, Ana Lúcia Ximenes. (Revejaaqui)

Pelo visto, a oposição tem munição de sobra para incendiar a volta dos trabalhos legislativos.

Caxias - Funcionário da Casa de Saúde é vítima de acidente fatal na MA-127

O funcionário da Casa de Saúde e Fundação Humberto Coutinho, George Luis, veio a falecer na tarde deste domingo, 26, após sofrer grave acidente na MA-127, estrada que liga Caxias ao município de São João do Sóter.

Bastante conhecido na cidade, George Luis, apelidado carinhosamente de Bodão, teria passado o dia num sítio com amigos e na volta para casa, na altura do povoado Pedras, teria colidido com um caminhão e morreu em seguida.

Informações colhidas nas redes sociais e blogs de Caxias não trazem detalhes do acidente.

Mas foi nas redes sociais que os amigos de George Luis mostraram o tamanho do carinho que sentiam por ele. “Sem palavras aqui muito difícil de acreditar você se foi George Luis bodão um cara brincalhão, alegre. Meu brother você partiu sem se despedir mas todos nós sabemos que você está do lado do pai eterno. Perdemos mais um amigo”, escreveu Joison Loio numa mensagem postada no facebook.

Perdemos uma pessoa linda, amigo sem igual. Difícil de acreditar. E as palavras faltam diante de tanta dor da família, dos amigos (nós) e do amor dele Natasha Brasil. Que Deus te tenha em um lindo lugar amigo George Luis. Vai em paz!”, disse Tatá Cutrim também na rede social.

O velório acontece na residência da família, na Rua Porto da Pólvora, bairro Cangalheiro, e o sepultamento será nesta segunda-feira.

Roberto Rocha: “Vejo em algumas críticas que me fazem, um desejo de construir hegemonias políticas, com hierarquias e subserviência”

26.7.15

Do blog do Diego Emir - O senador Roberto Rocha (PSB), concedeu entrevista a revista Maranhão Hoje, publicada na edição de julho. O presidente do PSB de São Luís, fala da sua intenção de ajudar o governador Flávio Dino, eleições 2016, sua atuação no parlamento e sobre seu partido.

As críticas que lhe são feitas, ele diz ser uma necessidade de tentarem aplicar uma hegemonia, mas que ele mantém uma postura coerente de acordo com o seu mandato, respeitando seus eleitores e a população do Maranhão. Roberto ainda diz que não se movimenta para ser candidato a prefeito ou governador.

Confira na íntegra a entrevista:

Revista Maranhão Hoje – Por que o senhor pediu para incluir São Luís entre as cidades que poderão ter candidato a prefeito em 2016?
Roberto Rocha - A decisão de incluir as capitais foi da executiva nacional, por conta da presença territorial do partido. Não existe eleição em si mesma. A eleição de 2016 é um preâmbulo da eleição presidencial de 2018. É nesse ângulo que o PSB, como, aliás, qualquer partido de dimensão nacional, enxerga a próxima eleição municipal como um momento de revitalização partidária. O Brasil cansou da polarização PT x PSDB, e o PSB reúne condições para crescer como uma via alternativa, o que já teria acontecido não fosse o trágico acidente que vitimou o nosso presidente Eduardo Campos. O que eu assumi no partido foi o devido reconhecimento da importância de São Luis, como uma das cidades que, por sua dimensão não pode estar fora dessa estratégia.

Caso se concretize sua candidatura, isto não seria um racha no grupo do governador Flávio Dino?
Não me movimento para ser candidato. Apenas, quando perguntado, afirmei que não descarto a hipótese. É natural da dinâmica política que assim seja. A questão de racha deve ser vista no ângulo correto. Em 2008 havia uma situação análoga a de hoje, com o governador Jackson Lago liderando a frente de partidos que derrotaram o grupo Sarney. Isso não impediu que partidos aliados, como o PSDB e o próprio Flávio Dino, pelo PCdoB, disputassem as eleições municipais. Só haveria racha se algum partido aliado do governador se unisse a seus adversários, o que não é o caso. Interessante que dois secretários do governador já apareceram até em pesquisas como candidatos e ninguém se lembra de perguntar a eles se querem rachar o Governo. Não podemos esquecer que essa é uma eleição em dois turnos. É da lógica eleitoral que o primeiro turno sirva para delimitar a força de cada grupo político, para no segundo turno fazer confluírem aqueles do mesmo espectro de ideias.

Caso não seja o senhor o candidato, o PSB teria outras alternativas para disputar a eleição?
Claro, o partido tem excelentes nomes qualificados para essa e outras disputas.

O senhor teve participação de pelo menos metade do atual governo municipal, como vice-prefeito. Qual seria sua posição na campanha, de defesa ou de crítica à atual gestão?
De defesa do que achar positivo e de crítica ao que entender que merece ser mudado.

Não haverá a menor condição de repetir a coligação de 2016 entre PTC e PSB?
Claro que sim, desde que as condições políticas convirjam para isso. O que não irá se repetir é o cenário político que em 2012 construiu essa aliança. Mas outro cenário pode, em tese, conduzir a uma aliança semelhante. Ninguém comanda as circunstâncias políticas. Cabe-nos fazer as leituras corretas e essas leituras não são ditadas por afinidades pessoais.

Além de São Luís, em quais outras cidades maranhenses o PSB poderá disputar a prefeitura?
Naturalmente naquelas onde o partido já está governando e eventualmente em outras, dependendo da correlação de forças. Não há como saber, desde agora, quais seriam as cidades que reunirão condições para tal.

O senhor também confirma as especulações de que tem planos para disputar a eleição de governador em 2018?
As especulações, é bom que se diga, não são minhas. Meus planos no momento são de ajudar o governo Flávio Dino e o Maranhão no Senado, e é o que estou fazendo. Se 2016 ainda é turvo, imagine 2018!

A propósito, como tem sido sua relação com o governador Flávio Dino?
Tem sido muito boa, mesmo com a demarcação de diferenças de visão e análise política, o que é natural. O importante é que trabalhamos para estreitar as convergências. As diferenças não nos impedem de agir com a responsabilidade que o povo do Maranhão nos delegou nas urnas, para representá-lo.

E que avaliação o senhor faz do governo?
As críticas que faço ao Governo já tornei públicas. São pontuais e foram expressas inicialmente ao próprio governador. São, aliás, críticas construtivas, para mudança de rumos onde eu acho que devem ser mudados. Existe um pano de fundo que merece uma reflexão. Vejo em algumas críticas que me fazem, um desejo de construir hegemonias políticas, com hierarquias e subserviência. A meu ver, devemos caminhar no sentido oposto, da diversidade, da ampliação da participação política, sem subordinação de partidos.

Quanto à sua atuação no Senado, o que o senhor teria a destacar?
São muitas frentes de trabalho. Participo de diversas comissões com uma pauta extensa de trabalho. Fiz, neste primeiro semestre, mais de trinta proposições parlamentares, dentre projetos de lei, projetos de emenda à Constituição, requerimentos de informação ou proposta de fiscalização e controle. Recentemente apresentei 26 emendas à LDO, Lei de Diretrizes Orçamentárias, muita acima da média de 6 emendas apresentadas pelo conjunto de senadores. Mas o que eu gostaria de destacar é o esforço permanente para dispor de um gabinete capaz de formular e apresentar propostas, acompanhar projetos e atuar junto ao Governo Federal para ajudar o Maranhão, seja o Governo estadual, prefeituras ou entidades organizadas da sociedade.

Como tem sido sua convivência com os outros dois senadores maranhenses?
Cordial, como deve ser. Ainda há poucos dias levei ao ministro dos transportes um ofício do meu gabinete relativo à realização do projeto da quarta ponte sobre o Rio Parnaíba. Para dar maior peso político ao pleito solicitei e tive a alegria de contar com as assinaturas solidárias dos senadores Lobão e João Alberto. Esse espírito, de cooperação para o que for melhor para o Maranhão, é recíproco.

Com relação à crise econômica, que avaliação o senhor faz?
É mais grave do que tem sido alardeado até o momento e nós estamos apenas vivendo os primeiros efeitos, que devem se agravar. Levará tempo e muito sacrifício para sairmos da crise. Por isso me indispus com o ministro Kassab, que veio ao Maranhão anunciar benesses de forma irresponsável. Será o Governo Federal esquizofrênico a ponto de a presidente dizer uma coisa e seus ministros agirem de forma completamente diferente? A única explicação possível é a prevalência da agenda política, do interesse do partido do ministro, e isso eu denunciei, pois acho inaceitável. Eu atendi ao pedido do Governo, apoiando o esforço fiscal, ainda que responsabilizando o Governo pela crise. Isso teve um alto custo político, que eu topei pagar. Aí vem um ministro na minha terra e diz aos eleitores maranhenses que tá tudo bem e que o governo vai fazer em três anos muito mais do que fez em nove, quando a economia ia bem? Deixei claro ao ministro e ao Governo Federal que não somos uma aldeia de ingênuos

No Maranhão, as medidas tomadas pelo governo para enfrentá-la estão corretas?
Não conheço em profundidade as medidas tomadas pelo Governo. Isso envolve um leque amplo de ações. Penso que é papel do Governo colocar a sociedade a par da extensão da crise, preparando a população para as medidas duras que será obrigado a tomar.

Bastidores & bastidores

A volta dos que não foram
O vereador caxiense, Ronaldo Chaves, embora licenciado do mandato e distante de Caxias, estará na cidade até o fim do mês para marcar sua volta ao partido de origem, o PC do B. Chaves alimenta sonhos de altos voos na política... regional. É jovem e tem carisma.

Ninguém é de ferro...
Depois de uma semana cansativa, a família Coutinho (HC, esposa, filhos e netos) viajou em caravana para endereço luxuoso no interior de São Paulo.

Silêncio
O que teve de mensalinho doido para falar mal do titular do blog nas redes sociais quando da festa da neta de Humberto Coutinho não tá escrito no gibi. O medo de receber a crítica dos demais internautas pelo fato de ter ficado de fora da lista de convidados, mesmo puxando o saco, falou mais alto.

Reage Caxias
Embora com muitos dos seus membros aliciados, o grupo Reage Caxias se movimenta firme na discussão de planos e projetos futuros com vistas a eleição de 2016.

Amadorismo
As falhas no grupo geralmente se dão pelo amadorismo da maioria dos seus componentes, mas nada que tire o brilho do movimento.

Ciúmes
Para político sem expressão, conviver no baixo clero, mesmo quando pensa que tem alguma importância, é uma luta diária com a insignificância. Para esses, mesmo quando ‘ganha’ um pedacinho do poder, nunca o recebe de "porteira fechada". Sem força para indicar aliados , vive a falar mal de colegas que possuem prestígio. A ciumeira tá grande e pode explodir no colo do deputado Humberto Coutinho logo, logo.

Apresentador
O publicitário Clidenor Filho está fazendo o maior sucesso na tela da TV Record em São João do Sóter. Com prestígio na região, Clidenor consegue entrevistar autoridades e políticos importantes de Caxias que se deslocam até aquele município para falar sobre assuntos variados.

Candidato
Paulo Marinho afirmou nesta semana ao blogueiro John Cutrim que seu filho, PMJ, é candidato a prefeito de Caxias. PM afastou apoio ao vereador Fábio Gentil, que também é pré-candidato.

De fora
Com a contratação de novo marqueteiro para cuidar da imagem do governo Léo Coutinho, o ex-poderoso da comunicação em Caxias, Carlos Alberto, fica definitivamente de fora da publicidade no município. Seu reinado se restringe apenas ao deputado Humberto Coutinho enquanto este for presidente da Assembleia Legislativa.

Dureza
Mas que ninguém pense que será fácil a vida do novo e caríssimo marqueteiro contratado pela Prefeitura de Caxias. Transformar o governo Léo Coutinho num produto palatável  ao público é missão duríssima.

Aldeias Altas - Ponte que liga as Vilas Costa Pinto e Rita Reis em fase de conclusão

25.7.15
Falta pouco para a conclusão da Ponte que liga a Vila Costa Pinto à Vila Rita Reis, em Aldeias Altas. O trabalho de concretagem da pista já foi finalizado. Agora os operários irão intensificar a construção das rampas de acesso nas cabeceiras da ponte, trabalho este que deve terminar nos próximos dias.

A ponte tem um comprimento total de 12 metros por 7 de largura. Além de diminuir o percurso entre os bairros e o centro da cidade, a ponte de concreto vai melhorar a trafegabilidade. Quando a obra estiver concluída, veículos e pedestres vão circular com mais segurança pelo local.

A ponte de concreto vem atender as necessidades da comunidade aldeias-altense, que durante muitos anos, sofriam ao trafegar a mesma que já não oferecia condições mínimas de segurança de trafegabilidade.

Vale salientar que a obra está sendo construída com recursos próprios da Prefeitura Municipal.

ASCOM: Aldeias Altas – MA

Governo do MAranhão coloca 30 mil motoristas na lista do SERASA por conta de IPVA atrasado

No primeiro semestre de 2015 a média mensal da arrecadação do imposto cresceu para R$ 49 milhões

A Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) encaminhou, neste mês, ao SERASA, um novo lote com mais de 30 mil proprietários de veículos com débitos do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), totalizando R$ 20 milhões em cobrança do imposto.

O secretário de Estado de Fazenda, Marcellus Ribeiro Alves, afirmou que o esforço da Sefaz para ampliar o controle sobre os pagamentos do IPVA, além da intensificação da cobrança administrativa dos débitos em atraso, inscrição em dívida ativa e no SERASA, acarretou expressivo resultado obtido na arrecadação do imposto no primeiro semestre de 2015.

De acordo com a gestora da unidade de arrecadação da Sefaz, Fátima Pereira, nos seis primeiros meses do governo Flávio Dino, a arrecadação do IPVA cresceu 18,13 % com relação ao mesmo período do ano passado, alcançando R$ 290,9 milhões em comparação com os R$ 246,3 milhões obtidos em 2014.

A receita do tributo se concentra no primeiro semestre de cada período. No primeiro semestre de 2015 a média mensal da arrecadação do imposto cresceu para R$ 49 milhões, em comparação com a média de R$ 41,5 milhões, nos seis primeiros meses de 2014.

A previsão da Sefaz é que a arrecadação de 2015 alcance um total de R$ 380 milhões, superando amplamente a receita de 2014 que totalizou R$ 322 milhões.

Como realizar a consulta

Para o proprietário de veículo interessado em fazer a consulta, a Sefaz facilitou a verificação das informações de débitos por pessoas e empresas que possuam veículos com registro de propriedade em seu nome ou razão social, disponibilizando um sistema de consulta no portal da Sefazhttp://portal.sefaz.ma.gov.br/portalsefaz/jsp/ipva/consultaVeiculoDebito.jsf

No portal, o interessado deve acessar o ícone IPVA, a opção IPVA-Notificados/SERASA e informar o número do CPF ou CNPJ.

No rodapé da página o interessado localiza o RENAVAM do veículo e pode emitir o documento de pagamento DARE com o código de barras para fazer o recolhimento no Banco do Brasil e seus correspondentes. O pagamento pode ser feito nos caixas eletrônicos do BB e pela Internet para os correntistas do Banco.
Contestação

Os contribuintes que desejarem contestar o lançamento dos débitos de IPVA, nos casos de veículos roubados, sinistrado, com comunicação de venda no Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MA) ou leilão do Detran, podem verificar as orientações no portal da Sefaz e a documentação necessária para recorrer dos débitos. No endereço http://portal.sefaz.ma.gov.br/portalsefaz/files?codigo=5737

Um golaço!!! Sabiá dá Sorte com um gol 0km e prêmios em dinheiro neste domingo

E mais 10 rodadas da sorte de R$ 200 reais

O Sabiá dá Sorte deste domingo está imperdível. Além de prêmios em dinheiro, um gol 0km na última chance.

E o preço da sua cartela continua em conta: somente R$ 10,00 (dez reais) no seu termo de doação.

Confira a premiação completa:

1o PRÊMIO: 01 poupança de R$ 2 mil reais

2o PRÊMIO: 01 poupança de R$ 3 mil reais

3o PRÊMIO: 01 poupança de R$ 05 mil reais

4o PRÊMIO: 01 GOL TREND 0KM

Isso mesmo. 01 Gol Trend 0km no último prêmio.

Todo o dinheiro arrecadado com a venda das cartelas será em benefício do projeto da escolinha de base do Sabiá Futebol Clube e a construção da Fazenda da Esperança Nossa Senhora das Graças.

E atenção

O sorteio será transmitido ao vivo pelo canal 3, a partir das 10h, pela Rádio Tropical FM, além da rádio FM Nova Cidade do município de São João do Sóter.

Não fique de fora!

Aldeias Altas - UBS da Vila Rita Reis está quase concluída

24.7.15
Com 90% da obra concluída, a Unidade Básica de Saúde da Vila Rita Reis, construída pela Prefeitura de Aldeias Altas, através da Secretaria de Infraestrutura e Obras, já é aguardada com ansiedade pela população do bairro, que até então é atendida pelo Centro de Saúde.

A UBS da Vila Reis é uma das 2 unidades básicas de saúde em construção e outras 3 que estão sendo reformadas e ampliadas no município. O prédio já recebeu pintura e acabamento, faltando agora apenas a parte elétrica e hidrossanitária, além claro, da mobília e dos equipamentos que serão utilizados no atendimento à população aldeias-altense.

No bairro São Francisco, a UBS também está adiantada. Lá, os trabalhos de levante das paredes já foram concluídos. Na próxima etapa serão as vigas de ferro que darão lugar à laje de sustentação do teto. A obra está na sua 3 etapa e com previsão de conclusão ainda para este ano.

As futuras unidade contarão com Consultório Odontológico; Sala de Vacina; Consultórios Médicos; Sala de Curativo; Sala de Inalação; Sala de Coleta; Sala de Estocagem e Dispensa de Medicamentos; Sala de Expurgo; Sala de Esterilização; Sala de Observação; Sala de Espera com cadeiras confortáveis; Sala de Atividades Coletivas e Reuniões; Banheiros para usuários e funcionários e sala de administração.

Nossas unidades de saúde estão todas adiantadas. Em breve, todas serão entregues e nossa cidade testemunhará uma nova era em sua saúde pública, com suas portas de entrada do SUS adequadas às necessidades da comunidade e humanizadas. É a transformação de Aldeias Altas que não para”, enfatiza o prefeito Dr. Tinoco

ASCOM: Aldeias Altas – MA

(Descaso) Caxiense corre risco de morte em Presidente Dutra por falta de vaga em Hospital de São Luís

 Caxiense é mais uma que sofre por falta de vaga em hospital da capital

A caxiense Marinete Barbosa da Silva está sofrendo há vários dias no Hospital Regional de Presidente Dutra por falta de vaga em hospital da capital.

O sofrimento de Marinete Barbosa dá-se pela necessidade de delicado procedimento cirúrgico que só pode ser feito por neurologistas e com centro cirúrgico apropriado.

No início da semana, vindo de Marabá até Santa Inês, a caxiense caiu dentro do ônibus da empresa Chagas Turismo no momento em que se deslocava até o banheiro após o carro passar num buraco.

Com a estrada em estado precário, e o veículo viajando em alta velocidade, Marinete Barbosa bateu com a cabeça no teto do ônibus, fraturando uma das vértebras da coluna cervical, e sofrendo outra na lombar, quando caiu em seguida. Socorrida pelos demais passageiros, ela não recebeu nenhuma atenção do motorista, que a deixou na cidade mais próxima.

Levada para Presidente Dutra, a unidade hospitalar daquele município não tem condições de realizar tão complexa cirurgia. Como as partes lesionadas são extremamentes delicadas, qualquer movimento brusco pode agravar o seu quadro.

Praticamente imobilizada no leito do hospital de Presidente Dutra, a família se movimenta para tentar sensibilizar as autoridades e conseguir a transferência para São Luis.

O drama vivido por essa caxiense demonstra bem a grave situação da saúde no interior do Maranhão, principalmente Caxias, que mesmo tendo importância política e geográfica, não tem um hospital a altura para tratar casos graves como esse vivido por Marinete Barbosa.