Vereadores aprovam títulos de cidadania, debatem segurança, parabenizam a eleição da OAB e os 77 anos da Assembleia de Deus, e elogiam ações de infraestrutura realizadas pela prefeitura

19.11.21

Por iniciativa do presidente da Câmara Municipal de Caxias (CMC), vereador Teódulo Damasceno de Aragão (PP), a promotora pública Lítia Teresa Costa Cavalcanti e a irmã Clara Lopes Jovita serão distinguidas em data ainda a ser marcada com o título de cidadania honorária caxiense, em reconhecimento pela atenção especial dispensada ao Município de Caxias. A decisão aconteceu com a aprovação unânime de dois projetos de decretos legislativo, durante a sessão ordinária da manhã dessa quarta-feira (17). Um terceiro projeto de decreto legislativo, também aprovado por unanimidade na sessão, mas de autoria do vereador Daniel Barros (PDT), concedeu também o título de cidadania caxiense ao senhor Fábio Roberto Gomes Helal, pelos mesmos motivos.

A promotora Lítia Cavalcante, natural de São Luís, atualmente é a promotora titular da 15ª Promotoria de Justiça Especializada na Defesa dos Direitos do Consumidor da Comarca de São Luís (Entrância Final), desde 04 de julho de 2006. Entretanto, ela atuou na Promotoria de Justiça de 3ª Entrância da Comarca de Caxias, de 25 de maio de 1998 a 13 de março de 2004, e fez jus ao merecimento pelo trabalho exemplar que realizou na terra de Gonçalves Dias.

Por sua vez, a irmã Clara Lopes Jovita, que nasceu em Esperantinópolis (MA), desde 2005 está aposentada de suas funções no magistério, depois de lecionar por mais de três décadas no tradicional Colégio São José, em Caxias, onde reside desde 1973, integrando a Ordem Católica Francisca Secular de Caxias, vinculada à Fraternidade Santa Isabel de Hungria, e é membro efetivo fundadora da Academia Sertaneja de Letras, Educação e Artes do Maranhão (ASLEAMA), onde ocupa a cadeira nº 21.

Já o senhor Fábio Roberto Gomes Helal, nascido em São Luís (MA), reside em Caxias desde março de 1982, inicialmente trabalhando como representante comercial na área de máquinas e equipamentos, e depois esteve à frente do restaurante “Quero Mais”, foi vendedor de livros, de funerária e de títulos de lazer, e atualmente é funcionário público concursado há 14 anos, atuando na Secretaria Municipal de Educação, além de ser o produtor cultural representante da agremiação carnavalesca “Bloco do Mocotó”, que se apresenta há 28 anos sempre nas quartas-feiras de cinza, proporcionando alegria, lazer e entretenimento aos caxienses.

Confira mais informações clicando aqui

0 comentários:

Postar um comentário