Prefeitura de Caxias consegue mais vacinas e piso intertravado junto ao Governo do Estado

30.6.21

A Prefeitura de Caxias e o Governo do Estado realizam mais uma parceria. O prefeito Fábio Gentil, direto da capital maranhense, onde esteve em reunião com a equipe do governador Flávio Dino, afirmou que a gestão municipal trará mais investimentos na área da Infraestrutura, com a aquisição de piso intertravado para várias ruas da cidade. O gestor também destacou que conseguiu mais vacinas.

“Estou aqui no Palácio dos Leões, levando boas notícias para nossa cidade. Conseguimos mais vacinas, além de bloquetes e piso intertravado para usar em várias ruas da nossa Princesa do Sertão. Não paramos, vamos continuar trabalhando para fazer de Caxias, a cidade que a gente quer”, afirma Fábio Gentil, prefeito de Caxias.

A gestão municipal tem feito muitas parcerias com o Governo do Maranhão nos últimos meses, com a chegada das seguintes obras: Centro de Ciências da Saúde; Praça da Família; Nova Avenida Beira Rio; Parque Ambiental; Restaurante Popular; dentre outras, beneficiando milhares de famílias, gerando emprego e renda. (Da assessoria)

Caxias já aplicou mais de 88 mil doses da vacina contra covid-19

Município totaliza 107.681 doses recebidas.

A vacinação contra a covid-19 em Caxias continua e o município, nessa terça-feira (29), chegou a marca de 88.572 doses já aplicadas.

De acordo com o vacinômetro, disponível no site www.caxiascovid19.com.br, Caxias totaliza 107.681 doses recebidas.

Mais

Pessoas a partir de 25 anos já podem tomar a primeira dose da vacina contra a Covid-19. A vacinação está acontecendo, das 8h às 17h, no Ginásio de Esporte Governador João Castelo, no Caxias Shopping e no SESI/SENAI.

Para ser vacinado (a), é necessário apresentar os seguintes documentos: CPF ou Cartão do SUS, documento de identificação com foto e comprovante de residência.

(Portal Noca)

Caxias vai vacinar jovens de 25 anos a partir desta terça-feira

29.6.21

O prefeito de Caxias, Fábio Gentil, divulgou na noite desta segunda-feira que, a partir de amanhã, terça-feira, será iniciada a vacinação para pessoas com 25 anos de idade ou mais.

A divulgação foi feita por meio de um vídeo nas redes sociais.

Veja:

Nesta terça-feira, por conta do feriado, só haverá vacinação no Ginásio João Castelo e no Caxias Shopping, a partir das 8 horas da manhã.

É preciso levar documento de identificação com foto, cartão do sus ou CPF e comprovante de residência.

Gestão Financeira de Kaio Saraiva na OAB tem contas aprovadas com Louvor pelo Conselho Federal

28.6.21

Na manhã desta segunda-feira, 28 de junho, o Conselho Federal da OAB aprovou com destaque de louvor e por unanimidade as constas de 2019 da OAB/MA. No julgamento o relator destacou o cumprimento aos Provimentos 101 e 185 do CF, em especial relacionados a boa gestão, equilíbrio financeiro e transparência.

A gestão que tem à frente do financeiro e diretor-tesoureiro Kaio Saraiva tem sido destaque na advocacia pelo compromisso com qualificação, defesa de prerrogativas e estruturação de serviços para a advocacia maranhense.

A gestão financeira de 2019 foi essencial para que a OAB/MA pudesse enfrentar os desafios trazidos pela pandemia e não reduzir os serviços prestados. Mesmo diante desse contexto, a OAB seguiu com os investimentos em qualificação, infraestrutura e melhorias para a classe, mantendo todos os colaboradores do quadro. “Não tinha dúvidas em relação a gestão do Kaio Saraiva, que mais uma vez surpreendeu de maneira positiva, pois o bom gestor se conhece nos momentos de crise, onde precisa de criatividade para manter os investimentos em alta mesmo com a elevada inadimplência em virtude da pandemia”, enfatizou Thiago Diaz.

“Ficamos satisfeitos pela aprovação das contas pelo Conselho Federal. Isso reflete a integridade do trabalho e da aplicação responsável dos recursos da advocacia, e que foram revestidos sempre em melhores condições de trabalho para todos os advogados e advogadas do nosso Estado”, disse Kaio Saraiva.

(Fonte: Blog do Glaucio Ericeira)

A quarentena e o Estado

Da Coluna do Sarney

Mais uma vez, esta semana, o Brasil proibiu a entrada de estrangeiros por via terrestre ou aquática. Curiosamente não proibiu o acesso por via aérea. Essa tentativa de impor barreiras físicas faz parte da rotina em todo o mundo desde o desenrolar da pandemia de Covid-19.

Não é a primeira vez que se impõem restrições em razão de uma doença. Já o Levítico mandava isolar os leprosos. Avicena, o grande sábio que revelou Aristóteles para o Ocidente, recomendava a separação dos doentes com doenças transmissíveis. E na transição entre Idade Média e Renascimento surgiu na língua vêneta a palavra quarentena, que, escrita como em português, marcava os quarenta dias de isolamento necessários a quem quisesse entrar na Sereníssima República, tentando assim barrar as pragas de peste.

A partir daí o sistema se generalizou, sobretudo nas fronteiras marítimas, sem evitar completamente os surtos — na gripe espanhola morreram 50 milhões de pessoas. Com a explosão das viagens aéreas as coisas se complicaram, porque a doença dá a volta ao mundo antes de ser identificada e cria focos de contágio aqui, ali e acolá. Foram geradas muitas convenções multilaterais, até se chegar à adoção de regras internacionais — os Princípios de Siracusa — pela ONU.

Com a Covid foi, e é, comum a restrição ao fluxo de pessoas. Hoje mesmo nós, brasileiros, não podemos entrar em muitos países, pelo péssimo juízo que se faz de nossos controles e de nosso combate à pandemia.

A falta de uniformidade nas medidas de isolamento mostra dois grandes problemas: o primeiro, o do progressivo enfraquecimento do sistema das Nações Unidas, devido em parte ao boicote das três maiores potências no Conselho de Segurança. Esse é um problema que a humanidade tem que resolver, pois precisamos de mais autoridade coletiva, não de menos, sobretudo para agirmos contra as desigualdades.

O segundo aspecto é a erosão sistemática do Estado democrático que, sob o pretexto de criar um Estado mínimo, tem sido levado rapidamente para o autoritarismo e o populismo que tanto mal causam, como com Hitler, Mussolini, Stalin, Hirohito e tantos outros monstros. Mesmo os regimes em que a democracia resiste sofrem enorme perda em sua capacidade de agir, com governos desprestigiados. Não podemos ignorar a relação entre a crise do Estado e os danos provocados pela doença. Assim aconteceu com a Itália e a Espanha, que não têm conseguido estabilidade para seus governos; com a Inglaterra, onde o Brexit dividiu a população e assumiu a figura exótica de Johnson; com a França, onde Macron não consegue convencer; com os Estados Unidos, no tempo do inqualificável Trump; e em vários países da América Latina — sem falar dos lugares onde só há um fio de democracia, como a Hungria.

Precisamos resistir a esses ataques e restaurar as bases do Estado democrático e da solidariedade internacional.

Covid-19: vacinação mostra progresso entre quilombolas da microrregião de Caxias, no Maranhão

25.6.21

No município de Caxias, todos os quilombolas registrados já receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19, segundo a Secretaria Municipal de Saúde

A vacinação contra a Covid-19 chegou para os povos tradicionais quilombolas da microrregião de Caxias, localizada no Leste do Maranhão. A região é formada, ainda, pelos municípios de Timon, Parnarama, Matões, Buriti Bravo e São João do Sóter, que juntos habitam mais de 11 mil pessoas autodeclaradas descendentes e remanescentes de escravizados, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). 

No município de Caxias, por exemplo, todos os quilombolas registrados, cerca de 700, já receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19, segundo a Secretaria Municipal de Saúde.  Entretanto, os dados do município apresentam discrepância em relação aos dados oficiais do IBGE, que apontam que a região possui cerca de 5 mil habitantes quilombolas.

A coordenadora do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Francieli Fantinato, explica a importância da vacina nos grupos prioritários. “As comunidades quilombolas são populações que vivem em situação de vulnerabilidade social. Elas têm um modo de vida coletivo, os territórios habitacionais podem ser de difícil acesso e muitas vezes existe a necessidade de percorrer longas distâncias para acessar os cuidados de saúde. Com isso, essa população se torna mais vulnerável à doença, podendo evoluir para complicações e óbito.”

Claudiane Silva, coordenadora da Associação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas do Estado do Maranhão (ACONERUQ), reforça que a vacina é o meio mais eficaz para prevenir a propagação da doença. Mesmo com a divulgação das recomendações sobre a imunização, ela lamenta o fato de que nem todos os membros quilombolas aceitaram a vacina em um primeiro momento.

“Algumas pessoas de dentro da comunidade não quiseram se vacinar, por medo. É uma falta de informação mais apurada. É importante vacinar para prevenir, para não ter que chorar a morte de alguém”, destaca Claudiane.

A coordenadora de Imunização do município de Caxias, Elisângela Fabiana Silva Ferreira, explica que os quilombolas da região estão distribuídos em seis comunidades, registradas pela Fundação Palmares. Ela afirma que as vacinas para combater a Covid-19 foram aplicadas in loco, com o intuito de preservar esse público do deslocamento para a zona urbana.

“Eles fizeram questão de ser vacinados. Foi preparado um calendário com data específica para o atendimento de cada uma dessas comunidades, para que dessa forma todos fossem imunizados. A vacinação dessa população é de fundamental importância, já que eles vivem em áreas distantes, com difícil acesso”, pontua

Situação de outros municípios da microrregião

Timon – 1ª Dose Não informado | 2ª Dose: Não informado | População Quilombola: 214

Parnarama – 1ª Dose: 802 | 2ª DOSE: 0 | População Quilombola: 1338

Matões – 1ª Dose: 1.346 | 2ª Dose: 9 | População Quilombola: 2.842

São João do Soter – 1ª Dose: 611 | 2ª Dose 8 | População Quilombola: 2.116

Buriti Bravo – Não informado

Fonte: Ministério da Saúde/IBGE 

Prioridade quilombolas

O Maranhão é o terceiro maior estado do País em população quilombola, com mais de 170 mil habitantes, ficando atrás apenas da Bahia e de Minas Gerais. No Plano Nacional de Vacinação contra a Covid-19, divulgado no dia 16 de dezembro de 2020, grupos socialmente vulneráveis foram incluídos como prioridade no calendário de imunização.

Entre eles está a população quilombola que habita em comunidades tradicionais e que, segundo o último levantamento realizado pelo IBGE, representa mais de 1,3 milhão de brasileiros. Essa prioridade se faz necessária diante da falta de acesso desse público à saúde, já que grande parte vive em zonas rurais, afastadas do ambiente urbano. 

Para facilitar o enfrentamento da Covid-19 entre quilombolas e indígenas, o IBGE antecipou a divulgação da base de informações geográficas e estatísticas sobre essa população.

Cenário no Maranhão

De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde do Maranhão, até o dia 22 de junho, foram confirmados 308.520 casos de Covid-19. Desse total, 8.779 pessoas morreram e 269.174 se recuperaram da doença. 

Dados do Ministério da Saúde mostram que 3.741.170 de doses de vacinas foram distribuídas no estado: 2.576.382 já foram aplicadas, sendo 2.049.545 para a primeira dose e 565.693 para a dose de reforço. Ainda de acordo com a Pasta, para o enfrentamento da doença, foram destinados ao estado mais de R$ 5 bilhões. 

Mesmo que você já tenha sido vacinado, a recomendação é respeitar as medidas sanitárias para reduzir o risco de transmissão da doença. A vacina é segura e trata-se de uma das principais formas de proteção do coronavírus. Fique atento ao calendário de imunização do seu município. Para saber mais sobre a campanha de vacinação em todo o país, acesse.

Serviço

Quilombolas que vivem em comunidades quilombolas, que ainda não tomaram a vacina, devem procurar a unidade básica de saúde do seu município.  Para mais informações, basta acessar os canais online disponibilizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Acesse o portal gov.br/saude ou baixe o aplicativo Coronavírus – SUS. Pelo site ou app, é possível falar com um profissional de saúde e tirar todas as dúvidas sobre a pandemia.

Proteja-se

Se você sentir febre, cansaço, dor de cabeça ou perda de olfato e paladar procure atendimento médico. A recomendação do Ministério da Saúde é que a procura por ajuda médica deve ser feita imediatamente ao apresentar os sintomas, mesmo que de forma leve. Após a vacinação, continue seguindo os protocolos de segurança: use máscara de pano, lave as mãos com frequência com água e sabão ou álcool 70%; mantenha os ambientes limpos e ventiladores e evite aglomerações. 
(Fonte: Brasil 61)

Eleições 2022: Lula tem 49% e Bolsonaro, 23% das intenções de voto, mostra pesquisa Ipec

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera a corrida para a sucessão presidencial do ano que vem, com 49% das intenções de voto, 26 pontos percentuais à frente do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que tem 23%, na primeira pesquisa Ipec. O petista tem 11 pontos percentuais a mais do que a soma de seus possíveis adversários, e venceria o pleito em primeiro turno, caso as eleições fossem hoje.

O pedetista Ciro Gomes (PDT), que deve disputar a quarta eleição presidencial, tem 7%, empatado tecnicamente com o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que tem 5%. O ex-ministro da Saúde na gestão Bolsonaro Luiz Henrique Mandetta (DEM) aparece com 3% das citações, enquanto brancos e nulos somam 10%, e eleitores que não sabem ou não respondem, 3%. A margem de erro é de dois pontos.

A intenção de voto no ex-presidente Lula é mais expressiva entre os entrevistados que moram no Nordeste (63%), região em que Bolsonaro aparece com apenas 15% das menções — o menor índice entre todas as regiões do país. Lula aparece ainda à frente do presidente entre os mais jovens (53% a 17%); entre os que têm ensino fundamental II (59% a 19%); entre os que se autodeclaram pretos ou pardos (54% a 21%) e entre os que são de outras religiões que não a católica e a evangélica (54% a 19%).

Já Bolsonaro mantém a maior intenção de voto no eleitorado que integra a base de sustentação de sua popularidade. O presidente tem os maiores índices de ótimo e bom nas regiões Sul (29%), Norte e Centro-Oeste (28%); entre os homens (28%); entre os evangélicos (32%) e entre quem se autodeclara branco (29%).

A professora de Ciência Política Maria do Socorro Sousa Braga, da Universidade Federal de São Carlos (Ufscar), explica que o índice de intenção de voto do ex-presidente Lula é resultado de uma maior exposição do petista no cenário político e do início das articulações com vistas à 2022.

— Ele entrou mais no debate nos últimos meses, após o restabelecimento de seus direitos políticos, e vive uma maré positiva de notícias sobre processos a que responde, além de contar ainda com o queda na aprovação do governo do atual presidente. Outro ponto que devemos levar em consideração é o cenário de candidatos ainda incerto. Por enquanto, o centro ainda não tem nomes competitivos e não chegou a um acordo sobre alianças. Isso acaba levando as pessoas a aderirem aos polos, seja com Lula ou Bolsonaro — explica.

Enquanto Ciro busca apoio de setores da centro-direita em conversas com DEM, PSD, e com a centro-esquerda, com PSB e Rede, o PSDB vai definir um candidato somente após prévias no partido. Com isso, segundo Maria do Socorro, os eleitores tendem a buscar os nomes com maior estabilidade: Lula e Bolsonaro.

Avaliação do governo

Com o avanço das investigações e depoimentos na CPI da Covid no Senado, a reprovação do presidente Bolsonaro subiu 10 pontos , de 39% para 49%, segundo pesquisa do Ipec. Já a aprovação do mandatário caiu de 28% para 24% — quatro pontos a menos em relação a fevereiro, antes do início dos trabalhos da comissão parlamentar de inquérito.

A pesquisa mostra que entre os entrevistados, 26% avaliam o presidente como regular — uma queda de cinco pontos em comparação com a pesquisa anterior, produzida em meio a recordes diários de mortes e casos confirmados de Covid-19. Com a instalação da CPI para apurar ações e omissões do governo Bolsonaro no enfrentamento ao vírus e a destinação dos estados e municípios dos repasses federais, a reprovação do presidente disparou.

A CEO do Ipec, Márcia Cavallari, afirma que os resultados da pesquisa de avaliação do governo refletem a percepção da população sobre o que está acontecendo no país. O levantamento ouviu 2.002 pessoas em 141 municípios entre os dias 17 e 21 de junho. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos para mais ou para menos, e o nível de confiança é de 95%.

— Os entrevistados levam em conta todas as informações sobre a atualidade. A pesquisa foi feita em uma conjuntura de divulgação dos 500 mil mortos por Covid-19, as manifestações contrárias ao governo e as apurações da CPI. Todo esse contexto se reflete na pesquisa. Há uma piora rápida na avaliação do governo, se compararmos com a pesquisa de quatro meses atrás — explicou Márcia.

Cerca de dois terços dos entrevistados pelo Ipec afirmaram que não concordam com a maneira do presidente governar (66%) e não confiam nele (68%). Os que aprovam a forma de gestão são 33% e os que confiam em Bolsonaro, 30%.

IPEC: sucessor do ibope

Entre o eleitorado evangélico, principal base de apoio de Bolsonaro, a queda na avaliação positiva foi ainda maior que a média geral. Aqueles que consideravam o governo bom ou ótimo eram 38% há quatro meses. No levantamento atual, o índice caiu nove pontos percentuais e chegou a 29%.

Para manter o núcleo duro de apoio coeso, Bolsonaro investe em acenos aos evangélicos. Recentemente, participou de uma “motociata”, em São Paulo, batizada de “Acelera para Cristo com Bolsonaro” e se aproximou de líderes neopentecostais, que ganharam força no governo. Apesar da queda nos índices de aprovação no segmento, os evangélicos ainda são os que mantêm o maior apoio ao governo (29%).

— O presidente mantém, desde a campanha de 2018, um apoio sólido entre evangélicos, homens e as pessoas com uma renda maior. A situação econômica e sanitária, com 500 mil mortes por Covid, parece começar a mudar como parte desse grupo vê o presidente, como vemos na queda do número de ótimo e bom do governo por parte dos evangélicos — afirma Maria do Socorro.

O Ipec foi fundado neste ano por ex-executivos do Ibope Inteligência, que encerrou as atividades. (Fonte: O Globo)

Flávio Dino: Bolsonaro não vai conseguir, mas vai tentar golpe de Estado

24.6.21

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), acredita que existe a possibilidade de o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tentar um golpe de Estado.

Em entrevista nesta quarta-feira (23) ao programa Ponto a Ponto, apresentado por Monica Bergamo e Antonio Lavareda na BandNews TV, Dino explicou crer que um eventual golpe teria apoio de determinados setores das Forças Armadas. Para o governador maranhense, o presidente da República busca deslegitimar instituições “por dentro”.

“A história brasileira, infelizmente, não autoriza um pensamento mais otimista quanto ao ethos legalista das Forças Armadas. Desde sempre, no Brasil, houve, infelizmente, essa presença exacerbada do fator militar na vida institucional civil, a chamada tutela militar”, argumentou.

“(Os militares) podem ser levados a uma aventura, sim. Não todas as Forças Armadas, todos os militares, mas setores podem, sim, aderir a este intento inconstitucional, golpista, a outros setores sociais que hoje são muito atraídos por essa visão belicista, militarista, que o Bolsonaro representa. Vejo um golpismo processual, que busca a deslegitimação das instituições por dentro, que pode – dependendo a conjuntura – levar até a uma tentativa aberta de golpe.”

Até aqui, segundo Dino, Bolsonaro protagonizou “um catálogo inesgotável” de crimes à frente da Presidência da República – em especial, ao acusar sem provas fraudes nas eleições de 2018. Segundo o governador, a lista de Bolsonaro inclui crimes de responsabilidade e improbidade administrativa.

O discurso faria parte, ainda de acordo com o governador, de uma tentativa de desorganizar o processo eleitoral. E, em última instância, tentar o já citado golpe de Estado.

“O Bolsonaro não pode ter uma disputa eleitoral em condições normais. Ele sabe disso (…). Qual é o objetivo disso? Ele não tem prova alguma (de fraudes eleitorais). O objetivo dele é apenas tumultuar para tentar vencer as eleições no grito, na marra, na violência. Ou, se perder, o que eu considero a hipótese mais provável, ter uma narrativa ou mesmo fazer uma virada de mesa”, afirmou.

“Ele vai ter um encontro marcado com vários tribunais ao longo dos próximos anos. Pela pandemia, por essas acusações, e pelo golpe de Estado que ele vai tentar fazer. Não vai conseguir, mas vai tentar”, acredita.

Lula, ‘uma solução’ contra Bolsonaro

Diante de pesquisas que apontam para uma disputa entre Bolsonaro e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na eleição presidencial de 2022, Flávio Dino acredita na possibilidade de que partidos de esquerda se unam em busca de alianças. No entanto, para o maranhense, a prioridade é negociar com a sociedade.

“Mais importante que a legenda A, B ou C é você dialogar com o centro na sociedade. As pessoas que não têm uma posição pré-determinada, de alinhamento ideológico. Isso corresponde ao pensamento médio, sem dúvida, da maioria da população. Mesmo que haja, de um ponto de vista partidário, uma frente eventualmente mais estreita, é preciso ter amplitude programática – ou seja, falar para além dos muros da esquerda, com programa de governo atualizado, moderno, que dê conta inclusive de questões novas”, argumentou.

Para Dino, existe apenas “uma remota chance” de que Lula fique fora da disputa presidencial em 2022 para apoiar outros nomes da esquerda. Este cenário com o petista na corrida seria, inclusive, “uma solução” contra Bolsonaro.

“Não me parece ser a hipótese mais provável não termos o ex-presidente Lula nas urnas em 2022. Creio que, por sua autoridade, sua trajetória, sua liderança, o mais provável é que ele esteja entre os candidatos. E não vejo nisso um problema”, disse, indo além.

“Acho que, inclusive, nesse momento, é uma solução. Ele pode ser um indutor desta frente política ampla capaz de derrotar o Bolsonaro e impedir um golpe de Estado. Porque, se o Bolsonaro puder dar um golpe de Estado, ele dará, sem dúvida alguma.” (Da Band)

‘Estarrecedoras’, diz Eliziane sobre denúncias relacionadas à Covaxin


A senadora Eliziane Gama (Cidadania) defendeu hoje, 23, que a CPI da Pandemia precisa mesmo investigar suspeitas de corrupção no contrato de compra de vacinas da Covaxin pelo governo brasileiro.

O MPF abriu inquérito criminal após suspeita de superfaturamento.

Para a parlamentar, as denúncias são “estarrecedoras”.

“As denúncias de irregularidades na compra da vacina Covaxin, a pressão para a compra da vacina e as informações trazidas pelo servidor e pelo deputado Luis Miranda são estarrecedoras. É preciso apurar se o PR sabia. A CPI precisa investigar. O bode está na sala”, destacou Eliziane. (Blog do Gilberto)

Em filiação ao PSB, Dino diz que derrotar Bolsonaro é tarefa de todos e defende união além da esquerda: “sobretudo aqueles que não têm opinião política”

23.6.21

O governador do Maranhão, Flávio Dino, defendeu hoje, em evento de filiação ao PSB, que o projeto do partido para as eleições de 2022 se faça com um debate amplo e que não fique restrito apenas à esquerda. Ele também negou que esteja entrando no partido para induzi-lo a apoiar Lula na disputa eleitoral de 2022, embora tenha reafirmado que todos conhecem sua posição. Junto de Dino, filiou-se ao partido também o deputado federal Marcelo Freixo (RJ).

“Com todos o respeito que eu tenho sobre a direção desse partido, eu venho trazer uma palavra em defesa de uma união em que os comunistas estejam presentes, os socialistas estejam presentes, os trabalhistas estejam presentes, os lulistas e petistas estejam presentes, mas também os liberais progressistas, os como eu adeptos da doutrina social da igreja, os católicos progressistas, evangélicos progressistas e sobretudo aqueles que não têm opinião política. É a eles que nós temos que falar. Acima de tudo”, afirmou Dino, após afirmar que “derrotar Bolsonaro não é tarefa de muitos, mas tarefa de todos”.

“Esta eleição de 2022 não é uma eleição qualquer. Não é uma eleição a mais. Pois é uma batalha fundamental em torno de tudo que nós conseguimos concretizar. Plasmado sobretudo na Constituição de 1988. Eleição de 2022 é plebiscito entre aqueles que querem a continuidade da democracia com o povo e um projeto de extermínio nacional e popular e de destruição da nação. É isso que está em jogo. Nós não podemos cometer erros”, afirmou.

Ao se filiar, Flávio Dino lembrou que gostaria muito que fosse possível ter sua ficha abonada por Eduardo Campos. O filho do ex-governador de Pernambuco, o prefeito de Recife, João Campos, disse também em sua fala que o pai sempre quis ter Dino em sua legenda. “Talvez ele não estaria aqui porque seria presidente da República e teria outras tarefas. Mas estar no PSB, me filiar, também é uma forma de homenagear Eduardo Campos”.

Nos bastidores do partido, o grupo da família Campos é a principal resistência a uma aliança com o PT. Dino, porém, rechaçou que esteja entrando no partido para isso.

“(Dizem que há um) plano mirabolante para, de fora para dentro, dominar o PSB e levá-lo a uma certa posição que, no caso, seria, ou será, o apoio ao ex-presidente Lula. Fantasia. Mistificação. Embora todos saibam da minha posição, e eu tenha orgulho dela. Ninguém aqui está enganado quanto àquilo que eu defendo. Mas jamais teria essa pretensão de subordinar um partido com a tradição e com a beleza que o PSB tem a interesses imediatistas. Não. Faremos o bom debate”, disse.

O governador do Maranhão pregou ampla união de todos os partidos a favor da democracia e de um projeto de governo contra a reeleição do presidente Bolsonaro.

“Minha vinda para o PSB é um encontro com este momento atual em que autenticamente se exige tanto da militância patriótica e socialista do Brasil (…) a nossa tarefa não é pequena, por mais absurdo que seja, o Bolsonaro será candidato a reeleição. Por sobre uma pilha de tragédias, nada de positivo a apresentar e obras não há. Derrota-lo não é tarefa de poucos, não é tarefa de muitos, é de todos”, afirmou.

Para o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, o ingresso de Flávio Dino no PSB significa um reforço em defesa da luta da democracia.

“Um reforço extraordinário nessa luta democrática que empreendemos junto aos partidos de oposição, de esquerda, e com todos os partidos democráticos do nosso país. Vocês, com a dimensão que tem, com a importância que tem e o que representam na política brasileira, estão dando valor também, ao ingressar ao Partido Socialista Brasileiro, a uma luta que já vem de muito tempo”, disse.

Entre os políticos maranhenses, estiveram presentes o vice-governador do Maranhão, Carlos Brandão; os senadores Weverton Rocha e Eliziane Gama, o presidente do PSB/MA, Luciano Leitoa, deputados estaduais e federais e lideranças partidárias.

Familiares e amigos dão o último adeus ao jornalista Arailton Santana

22.6.21

Familiares e amigos deram o último adeus ao jornalista Arailton Santana da Silva, de 44 anos, na manhã desta terça-feira (22), no cemitério municipal do bairro Salobro, em Caxias (MA). 

No trajeto até o sepultamento, foi realizado um pequeno cortejo fúnebre, com uma parada na casa da mãe do profissional, Dona Natividade, momento de muita emoção. “Meu filho estará para sempre em meu coração, um bom amigo, irmão e profissional”.

“O Arailton vai deixar um sentimento de saudade. Todos os dias ele chegava para trabalhar perguntado o que tinha para fazer, sempre de bom humor. Ele foi uma boa pessoa, o conheço antes mesmo de trabalhar na televisão, em 2007, e ele era bastante prestativo”, ressaltou Soyara Almeida, diretora de jornalismo do Sistema Guanaré de Comunicação.

O jornalista, morreu após sofrer um infarto, enquanto realizava reparos em sua residência, situada no Residencial Cidade Jardim,  próximo a Vila Paraíso, na manhã dessa segunda-feira (21).

“Eu lembro quando o Arailton começou sua carreira profissional em uma rádio chamada Panorâmica. Ele sempre foi uma pessoa alegre, introvertida, mas sempre foi um cara dedicado”, disse o Fábio Gentil, prefeito de Caxias. (Portal Guanaré)

Câmara concede título de cidadão caxiense ao vice-governador do Maranhão

Projeto de Decreto Legislativo que concede a honraria foi aprovado ainda na legislatura passada, por iniciativa do então vereador Sargento Moisés.

 

A Câmara Municipal de Caxias promoveu, na manhã desta segunda-feira (21), a sessão solene de entrega de título de cidadania honorária caxiense ao vice-governador do Maranhão, Carlos Brandão.

“Quando deputado destinei várias vezes emendas para o município, pois eu entendia que Caxias ajudava a região e também precisava ser ajudada. Essa honraria me deixa carregado de energia e, acima de tudo, aumenta meu compromisso com Caxias”, declarou Carlos Brandão na tribuna.

O Projeto de Decreto Legislativo que concede a honraria foi aprovado ainda na legislatura passada, por iniciativa do então vereador Sargento Moisés. “Hoje, oficialmente, Caxias adota como filho o nosso vice-governador Carlos Orleans Brandão Junior. Essa honraria me foi sugerida pelo saudoso deputado José Gentil, a quem aqui presto minha homenagem póstuma e agradecimento que, em vida, vislumbrou esse dia grandioso de reconhecimento a vossa excelência”, afirmou o autor da proposição no ato solene.

A palavra foi franqueada aos vereadores presentes, fazendo uso dela: Catulé, Darlan, Ricardo Rodrigues, Ângela Machado, Mário Assunção, Luís Lacerda, Irmã Nelzir, Cynthia Lucena, Ramos, Torneirinho, Ximenes, Júnior Barros, Gentil Oliveira, Thyago Vilanova, Durval Júnior e Professor Chiquinho.

Prefeitos e lideranças políticas da região participaram da solenidade. “Hoje Caxias te recebe como um filho. Quem é filho da mesma mãe, no mínimo é irmão. Quero agradecer ao meu irmão Brandão por estar aqui recebendo o maior título que a cidade possa oferecer”, disse o prefeito de Caxias, Fábio Gentil, na ocasião.

“Carlos Brandão tem uma força muito grande, não por ser irmão caxiense recebendo esse título, mas por saber que aqui estão presentes os melhores vereadores do estado do Maranhão, as pessoas com maior compromisso político dentro do Leste Maranhense. Você veio mostrar o apoio que Flávio Dino tem dado à nossa cidade, tanto é que está aí, mais de R$ 20 milhões em obras”, enfatizou o presidente da Câmara de Caxias, vereador Teódulo Aragão.

Carlos Brandão

Carlos Brandão nasceu em Colinas (MA), possui formação em Medicina Veterinária pela Universidade Estadual do Maranhão (Uema) e iniciou sua vida pública nos anos noventa, como assessor especial da Secretaria de Estado da Agricultura.

Nesse período, assumiu também o cargo de secretário adjunto de Estado de Meio Ambiente e a chefia de gabinete do vice-governador; seguidos da função de secretário de Estado de Articulação Política e de secretário chefe do gabinete do governador. A sua atuação de destaque em cargos públicos o promoveu a chefe da Casa Civil do Governo do Estado do Maranhão, em 2002.

Em 2006, Carlos Brandão disputou sua primeira eleição para o cargo de deputado federal, sendo eleito com quase 135 mil votos em 214 dos 217 municípios maranhenses.

Durante os seus dois mandatos (2006/2010), foi um dos poucos parlamentares maranhenses a liderar o ‘Ranking do Progresso’ – pesquisa promovida pela revista Veja – alcançando sempre posições de destaque. (Ascom/CMC)

Arailton Santana morre vítima de infarto aos 44 anos

21.6.21

O comunicador faleceu na manhã desta segunda-feira (21).

Na manhã desta segunda-feira (21), o comunicador Arailton Santana da Silva, de 44 anos, morreu após sofrer um infarto em sua residência, localizada no Residencial Cidade Jardim, próximo a Vila Paraíso.

De acordo com informações do Portal Guanaré, sua casa estava em obra e os pedreiros que acompanhavam a construção relataram que Arailton começou a passar mal.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada, mas quando chegou ao local o comunicador já estava sem vida.

Arailton Santana trabalhava no Sistema Guanaré de Comunicação como repórter, apresentador no Programa Comando Popular e locutor na Rádio Guanaré FM. (Portal Guanaré)

Perfil de internações é modificado em Caxias com aumento da vacinação contra a covid-19

19.6.21

Com o avanço da vacinação no Maranhão, o perfil dos pacientes internados com covid-19 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) mudou. Antes, a maioria das internações e de casos mais graves eram em idosos, agora os jovens e adultos são os que ocupam maior parte dos leitos nos hospitais. Em Caxias, o cenário é o mesmo, devido ao avanço da imunização com a primeira e segunda dose da vacina. A faixa etária das pessoas internadas por covid-19 segue diminuindo.

A diretora administrativa do Complexo Hospitalar Gentil Filho, Lívia Sena, falou sobre a mudança de faixa etária dos pacientes acometidos por covid-19 na unidade. “A grande demanda de paciente está na faixa etária entre 30, 40, 50, e no máximo chegando há 60 anos. Anteriormente, tínhamos uma faixa etária de 80 e 90 anos, que foi uma demanda de pacientes que sofreram bastante, e que teve muitos óbitos. Hoje a história é outra”, disse.

O descumprimento das medidas de proteção contra a covid-19, como aglomerações, desrespeito ao distanciamento social por jovens e adultos, é considerado um dos fatores para a mudança do perfil de internações nas unidades hospitalares.

Lívia Sena, diretora do Complexo Hospitalar Gentil Filho também destacou a necessidade do público composto por jovens em não respeitar as medidas de distanciamento orientadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS). “Hoje, quando acontece algum óbito a maior parte das vítimas são jovens e adultos, e isso têm nos preocupado bastante, porque é uma gama maior de pessoas. Se isso não mudar, se o comportamento das pessoas não mudar, ainda vamos ter muitas histórias triste para contar. Eu acredito que a desobediência dessas pessoas, em não querer cumprir com as normas sanitárias, o distanciamento social, tudo que a Organização Mundial de Saúde (OMS) nos informa e nos orienta, só vem a fazer crescer o número de jovens acometidos pela covid-19, provando que o fato de ser jovem, não quer dizer que não possa sofrer as consequências da doença” frisou a diretora.

O Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Novo Coronavírus em Caxias, segue orientando à população sobre a importância de se continuar mantendo:  o uso de máscara facial; distanciamento social; lavar as mãos com água e sabão ou álcool em gel, sendo essas as medidas mais eficazes para evitar a contaminação pelo vírus da covid-19.

O último Boletim Epidemiológico dessa quinta-feira (17), aponta que Caxias conta atualmente com: 12.987 casos confirmados, desde o começo da pandemia; 50.039 testes rápidos realizados; 12.080 pessoas recuperadas; 55 internações hospitalares (contando os pacientes do Macro Regional, Complexo Hospitalar e Hospital de Referência Covid-19); e 378 óbitos, desde o começo da pandemia.

Desse total, 7.017 casos de covid-19 são em pessoas do sexo feminino; e 5.970 casos confirmados em pessoas do sexo masculino. Em relação à vacinação, das 78.282 doses recebidas pela Prefeitura de Caxias, 68.931 vacinas já foram aplicadas. (Ascom)

Artistas caxienses assinam contratos para o São João Que a Gente Quer em Casa 2021

17.6.21

A Prefeitura de Caxias, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte, Turismo, Juventude e Patrimônio Histórico está realizando a assinatura dos contratos com os artistas caxienses que irão participar do São João Quer a Gente Quer em Casa 2021, entre os dias 24 e 30 de junho, no horário das 18h às 22h, no Centro de Cultura.

“Nós já convocamos os músicos e fazedores de cultura de Caxias para assinarem seus contratos para as lives que vão acontecer no Centro de Cultura. Ao todo são 167 contratos que vão contemplar mais de 800 a 900 pessoas. O evento acontece de 24 à 30 de junho”, afirma Léo Barata, secretário municipal de Cultura, Esporte, Turismo, Juventude e Patrimônio Histórico.

“Temos a programação oficial que acontece de 24 à 30 de junho, mas nós já começamos a realizar apresentações esporádicas. Já tivemos apresentação de cantor solo, no Mirante da Balaiada. São apresentações que nós não estamos fazendo divulgação para não gerar aglomerações”, frisa Maciel Mourão, secretário adjunto de Cultura. 

A novidade deste ano, é que não houve a necessidade da realização de sorteio e todos os artistas caxienses inscritos que fazem parte das diferentes manifestações culturais da cidade vão participar dentro das seguintes categorias: DJs (colecionador de vinil), cantor solo, cantor e músico, trio de pé de serra, apresentador teatral, grupos culturais, esquema musical, bumba-meu-boi e bandas.

O São João Quer a Gente Quer em Casa acontece por meio de lives, onde os artistas vão se apresentar e as pessoas vão assistir de casa todos os detalhes. Ao todo, 167 contratos já foram firmados. Para os profissionais, o momento é de grande alegria e todos já estão ensaiando para fazerem bonito no período de realização do festejo junino.

“Graças à Deus que a Prefeitura de Caxias abarcou todos os artistas que se cadastraram, eu e meus colegas músicos ficamos muito felizes porque realmente nesse período de pandemia a minha renda era só a música. E  graças a Prefeitura a gente está obtendo a renda”, afirma Vi Marinho, cantora.

“Já estamos fazendo nossos ensaios para que saia uma boa apresentação. Foi uma ajuda muito grande que a Prefeitura de Caxias nos deu, e certamente vai acolher muita gente”, frisa Jhony Rios, maestro.

“Sabemos que em Caxias e no Maranhão o reggae é muito forte. E graças à Prefeitura vamos poder participar do calendário cultural da cidade”, afirma Joseane dos Santos, DJ de reggae. (Da assessoria)

Flávio Dino pede desfiliação do PCdoB e deve migrar para o PSB

O governador Flávio Dino pediu, nesta quinta-feira (16), desfiliação do PCdoB.

“Informo que pedi desfiliação ao PCdoB. Desejo êxito ao Partido na sua caminhada em defesa de uma Pátria Livre e Justa. Uma grande Frente da Esperança é um vetor decisivo para um novo ciclo de conquistas sociais para o Brasil. A tal tarefa seguirei me dedicando”, disse.

Depois de 15 anos filiado ao PCdoB, Dino deve agora migrar para o PSB. “Diferenças que hoje temos, de estratégia e tática políticas, são menos importantes do que o meu reconhecimento ao papel histórico do partido na defesa de um novo projeto nacional de desenvolvimento para o Brasil”, afirmou. (Fonte: Blog do John Cutrim)

Flávio Dino anuncia visita de Lula ao Maranhão

15.6.21


O governador Flávio Dino (PCdoB) revelou à Rádio Bandeirantes, durante entrevista na segunda-feira, 14, que tem conversado com o ex-presidente Lula sobre uma nova visita do petista ao Maranhão.

Dino está de saída do PCdoB para o PSB, e muitos ainda cogitam seu nome como candidato a vice-presidente numa chapa encabeçada pelo ex-presidente da República.

“Tenho falado com Lula, mas jamais sobre isso. Esse debate é para 2022. Na semana passada mesmo conversamos sobre uma viagem que ele fará ao Maranhão, mas nada nesse sentido. Tenho cuidado dessas emergências da pandemia. E tenho trabalhado mais com a ideia de pré-candidatura ao Senado. Essa é a tendência mais forte”, disse.

Sobre sua filiação ao PSB, o ainda comunista afirmou que não tem nada certo, pelo menos por ora.

“Estou vendo ainda. Tem que definir antes as regras jurídicas da eleição. Na semana passada houve uma votação na Câmara de um projeto que cria as federações partidárias, permitindo a união de partidos. Vamos esperar essa votação para definir. Não há muita agonia porque temos prazo, mas a questão principal é essa: convergir, unir e ver quais são as regras do jogo. [A ida ao PSB] é uma possibilidade, ainda não é uma decisão”, explicou Dino. (Fonte: blog do Gilberto Léda)

Secretaria de Saúde de Caxias anuncia vacinação para pessoas com doenças crônicas a partir de 18 anos e população em geral a partir de 45 anos

A Secretaria de Saúde de Caxias atualizou mais uma vez a faixa etária de pessoas no cronograma de vacinação da covid-19. Agora, a população em geral a partir de 45 anos e pessoas com comorbidades a partir de 18 anos podem receber a primeira dose do imunizante. 

O cronograma inclui ainda, os trabalhadores da educação, sendo eles da rede municipal e particular; pessoas com Síndrome de Down sem necessidade de comprovação e paciente com deficiência permanente.

A vacinação acontece das 8h às 17, de segunda à sábado no Ginásio de Esportes Governador João Castelo e de segunda a sexta no Caxias Shopping Center, na modalidade drive thru. É necessário levar um documento de identificação com foto, comprovante de residência, CPF e cartão SUS.

Prefeitura de Caxias entrega plataforma com 17 pontos para lavagem de veículos no Parque da Cidade

13.6.21

A Prefeitura de Caxias, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura, em parceria com o SAAE Caxias, realizou a entrega de uma plataforma com 17 pontos para os lavadores de veículos que antes trabalhavam na Avenida Beira Rio. O espaço conta com banheiro, depósito, rede de água potável e água para lavagem dos veículos que vem direto do Rio Itapecuru, sendo que a água utilizada na lavagem dos veículos retorna ao rio com mais pureza do que quando foi retirada, graças à instalação de uma caixa de areia.

“O SAAE Caxias participou a pedido do Prefeito de Caxias, Fábio Gentil, em parceria com a SINFRA. Implantamos uma rede de água potável, que vai ser utilizada para o consumo humano nos banheiros, mas também instalamos uma bomba, que vai captar água do Rio Itapecuru, água bruta, que vai ser utilizada nas lavagens dos veículos. Toda a água de retorno, ela vai passar por um sistema de caixa de areia, com separador de água e óleo, com isso, minimizando os impactos no Rio Itapecuru”, afirma Arnaldo Arruda, diretor do SAAE Caxias.

“Além da oportunidade, também dá mais segurança para essas pessoas. Eles têm o direito de exploração desse serviço, de uma forma justa e ecologicamente correta. Nós vamos tirar a água do rio, e devolver a água tratada passando por um filtro, garantido a eles, que tenham as condições adequadas para que possam trabalhar”, afirma o prefeito Fábio Gentil. 

“A princípio é uma obra pequena, mas é uma grande obra de alcance social. Uma das preocupações foi não deixar os lavadores de veículos desamparados. Aqui eles vão deixar de ser clandestinos. Eles receberam boxes com iluminação e permissão. Além disso, tem o tratamento com a natureza, porque nós vamos devolver a água ao rio de forma melhor do que quando ela foi tirada”, lembra Murilo Novais, secretário municipal de Infraestrutura.

Participaram da solenidade, o prefeito Fábio Gentil, vereadores, secretários municipais, secretários adjuntos, assessores e os lavadores beneficiados. Na ocasião, a Prefeitura ainda sorteou dez hidrolavadoras para os profissionais.

“Quero parabenizar o prefeito Fábio Gentil, porque temos um projeto de relevância social e ambiental, na beira do Rio nós tínhamos um débito com o Rio Itapecuru por conta do óleo que caia na água, agora a água vai voltar com mais de 90% de pureza. Esse projeto é de cunho social, porque prefeitura está ajudando essas famílias”, disse Antônio Ximenes, vice-presidente da Câmara Municipal.

A Prefeitura de Caxias também já realizou a entrega das permissões por 20 anos, assegurando que eles estão amparados legalmente para exercerem suas atividades com toda tranquilidade.

“Ficou melhor, porque aqui temos mais segurança, lá a gente tinha problemas relacionados a drogas, e aqui ninguém vai aceitar. Os clientes vão poder frequentar com mais tranquilidade. Eu estou satisfeito, porque aqui é um local mais seguro”, afirma Antônio Carlos, lavador de veículos.

“Eu agradeço muito ao prefeito por sortear esses lava jato, porque eu estava lavando só com a bomba, e o pessoal mangando de mim, mas, Deus é maior. A gente tem toda a documentação, e isso ajudou muito”, afirma Raimundo Nonato, lavador de carro.

“Aqui foi uma grande melhora que foi feita para nós. A água que tínhamos era suja, e voltava ao rio mais suja ainda. Agora, nós vamos ter uma água mais pura, que vai voltar ao rio mais tratada contribuindo com o meio ambiente”, frisa Ney Costa, representante dos lavadores de veículos.

Os lavadores de veículos estão sendo remanejados pela Prefeitura de Caxias para o Parque da Cidade, por conta da execução da revitalização da Avenida Beira Rio, local onde antes todos os profissionais trabalhavam. A gestão municipal em parceria com o Governo do Estado, vão construir um novo ponto turístico da cidade, com área de lazer e academia ao ar livre, dando condições de sociabilidade e garantindo que a cidade impulsione ainda mais o turismo.

“Tudo começou com a ideia do nosso Secretário Estadual de Turismo, Catulé Jr, que trouxe para a nossa cidade o projeto da Avenida Beira Rio, que irá contemplar pista de cooper, parque de diversão, academia ao ar livre e quiosque. Você fazer o turismo acontecer, faz com que as empresas possam se instalar na cidade de Caxias. O município está desenvolvendo. Este ano de 2021 será um ano promissor para a cidade de Caxias”, afirma Fábio Gentil. 

(Ascom/PMC)

Recuperado da Covid-19, Fernando Sarney volta à CBF e cresce pressão para assumir entidade

11.6.21

Fernando Sarney, o mais importante entre os oito vice-presidentes da CBF, desembarcou hoje no Rio de Janeiro para reuniões na sede da entidade.

Por causa do isolamento social, ficou meses sem pisar no Rio. Estava em São Luís. No início da semana, aliás, Sarney teve alta. Foi contaminado pelo coronavírus. O filho de José Sarney virou o principal nome na condução da Copa América por parte do Brasil.

Voltou a crescer a pressão para Fernando Sarney, filho de quem o nome sugere e um dos vices da CBF, assumir a presidência da entidade no lugar do afastado Rogério Caboclo. O salário de presidente da Confederação Brasileira de Futebol é de R$ 270 mil mensais, além de bônus que elevam a quantia.

Pesa a favor dessa candidatura o fato de Sarney ser considerado, entre a alta cartolagem, um “pacificador” no meio da rede de intrigas que tomou conta da CBF.

Representante da Conmebol no Conselho da Fifa, Fernando Sarney, como Nunes vice da CBF, tomará frente no relacionamento entre Conmebol e CBF sobre a Copa América.(Fonte: blog do John Cutrim). 

Caxias não tem mortes por Covid pelo 6º dia consecutivo

A cidade contabiliza 371 óbitos por conta da doença. 

Portal Noca - O boletim epidemiológico divulgado nessa quinta-feira (10), pela prefeitura de Caxias e o comitê de enfrentamento ao novo coronavírus, não registrou novas mortes nas últimas 24 horas por covid-19. Já é o sexto dia consecutivo sem registro de óbitos pela doença.

A cidade contabiliza 371 óbitos por conta da doença.

Também conforme este novo informativo, já são 12.758 casos positivos e 11.629 recuperados desde o início da pandemia. Dos confirmados, 53 pacientes estão em internação hospitalar.

Começa a 3ª etapa de vacinação contra a Influenza em Caxias (MA)

Nessa quarta-feira (09) teve início mais uma etapa da vacinação contra Influenza em Caxias. Nesta fase, que acontece entre os dias 9 de junho a 9 de julho, serão vacinados os seguintes grupos: Pessoas com comorbidades; pessoas com deficiência permanente; caminhoneiros; trabalhadores de transporte coletivo rodoviário urbano, e, de longo percurso; forças de segurança e salvamento; forças armadas; funcionários do sistema prisional; população privada de liberdade; adolescentes e jovens em medida socioeducativa.

A enfermeira da Unidade Básica de Saúde da Vila Arias, Alzenira Albuquerque falou sobre a procura da população para tomar a vacina da influenza. “A demanda tem sido bem grande, a população está em massa buscando uma forma de se prevenir. Eu lembro que ano passado a demanda não foi tanto como nesse ano”, disse.

Ribamar Torres que já tomou as duas doses da vacina contra covid-19, ressaltou a importância de tomar também a vacina contra Influenza. “Tomar vacina é uma obrigação nossa. A vacina está disponível para todos, então não podemos deixar de nos prevenir e voltar para casa mais tranquilo. Já tomei as duas doses da vacina contra covid-19, e isso nos dá mais uma segurança de uma sobrevida. Nós vivemos em um mundo muito difícil, temos que colaborar com as campanhas de vacinação, não podemos deixar de cumprir uma obrigação nossa, e, ajudar o Ministério da Saúde cumprir sua meta que é vacinar toda nossa população”, frisou.

Além do início da nova fase da vacinação, nessa quarta-feira (09) também foi realizado a vacinação contra Influenza para professores das redes estadual e privada do município.  A professora Aline Siqueira, destacou a importância de se vacinar contra a Influenza. “Eu acho que é primordial para todos, para não disseminar mais esse vírus que está circulando. Você se protegendo contra gripe seu sistema imunológico com certeza vai ficar mais resistente se por um acaso você tiver a infelicidade de ter outros tipos de doença”, disse.

Joselma Lopes, coordenadora do Programa Saúde na Escola falou sobre a adesão dos professores durante o período que foi realizado o cronograma de vacinação contra influenza. “Nós iniciamos o cronograma desde o dia 17 de maio, hoje (09) estamos finalizando. Contemplamos os professores da rede municipal, e hoje estamos contemplando os professores da rede estadual e privada. Nós alcançamos nossa meta, tivemos uma boa procura dos professores. Sabemos que vacina é vida”, frisou.

A coordenadora também explicou que apesar do cronograma de vacinação nas escolas polos ter sido finalizado, os professores que não se vacinaram ainda, podem se imunizar na Unidade Básica de Saúde do seu bairro. “Hoje a gente fecha esse cronograma nas escolas, porém a vacinação continua disponível nas UBSs. Então os professores que não conseguiram se vacinar nas escolas, por favor, procurem a UBS do seu bairro, que a vacinação estará disponível”, finalizou Joselma Lopes, coordenadora do Programa Saúde na Escola Educação. (Da assessoria)

Carlos Brandão cancela visita que faria à cidade de Caxias (MA) nesta sexta-feira (11)

O vice-governador do Maranhão, Carlos Brandão (PSDB), cancelou na noite dessa quinta-feira (10), a visita que faria nesta sexta-feira (11) à cidade de Caxias (MA). A assessoria do político não deu maiores informações, mas informou que uma nova data será marcada em breve. 

Carlos Brandão viria à cidade, para dentre outros compromissos, receber o título de Cidadão Caxiense, uma das maiores honrarias do município. 

Além disso, estava agendada a Assinatura da Ordem de Serviço do Restaurante Popular e Assinatura da Ordem de Serviço da ampliação do Prédio da Ciência e Saúde; Inauguração da Fábrica de Blocos Sextavados (SEAP) e visita ao Programa Quintais Produtivos (AGERP/SEAP); além da visita às obras do estado na cidade, a exemplo da: Praça da Família; Inauguração do Laboratório de Línguas da UEMA; Restaurante Popular; Avenida Beira Rio – Centro; e, as obras do Parque Ambiental (Pirajá).

A Prefeitura de Caxias, também divulgou nota destacando a remarcação da visita para uma nova data ainda a ser definida. (Fonte: Pantheon do Brasil)

Vice-governador Carlos Brandão receberá Titulo de Cidadania Caxiense

9.6.21


O atual vice-governador do Maranhão, Carlos Brandão (PSDB), irá receber da Câmara de Municipal de Caxias o Título de Cidadania Honorária Caxiense. A sessão solene será realizada sexta-feira (11) às 09h no plenário da CMC. 

Brandão foi chefe da Casa Civil no governo Zé Reinaldo e deputado federal. Presidente do PSDB por muitos anos, passou uma temporada fora e agora retornou ao ninho tucano. O vice-governador se constitui como o natural sucessor de Flávio Dino, pela coerência e apoio fiel do comunista desde o primeiro mandato. 

A proposição da outorga é do ex-vereador Sargento Moisés, líder do governo no primeiro mandato de Fábio Gentil.

Carlos Brandão é formado em medicina veterinária e atualmente figura como nome forte na sucessão do governo dinista.

A parceria entre Brandão e Dino se fortalece a cada dia e a prova maior disso são as inúmeras obras que estão sendo realizadas na Princesa do Sertão, com o aval do governador e o pedido expresso do vice.

O município de Caxias tem sido agraciado com tais obras e quem mais ganha com isso é o povo caxiense.

Confira abaixo a programação oficial da visita do vice governador Carlos Brandão em nossa cidade dia 11 de junho a partir das 9:00 da manhã, conforme segue:

09h00 – Solenidade de Entrega do Título de Cidadão Caxiense do Vice-Governador, Carlos Brandão – Câmara Municipal de Caxias - Praça do Pantheon, 7 - Centro, Caxias – MA.

10h00 - Solenidade de Assinatura da Ordem de Serviço do Restaurante Popular e Assinatura da Ordem de Serviço da ampliação do Prédio da Ciência e Saúde - Auditório da Prefeitura de Caxias – Praça do Panteon, 600. Centro, Caxias – MA.

11h00 - Inauguração da Fábrica de Blocos Sextavados (SEAP) e visita ao Programa Quintais Produtivos (AGERP/SEAP) - Unidade Prisional de Ressocialização de Caxias Rua Manoel Gonçalves, nº888. Centro, Caxias- MA.

15h00 - Início das Visitas:

1.       Praça da Família;

2.       UEMA – (Inauguração do Laboratório de Línguas)

3.       Restaurante Popular;

4.       Beira Rio – Centro;

5.       Parque Ambiental (Pirajá)

(Da assessoria)