Juiz Antonio Manoel Velozo faz uma reflexão sobre industrialização, emprego e dependência de favores políticos em Caxias

10.4.15
Juiz Antonio Manoel Velozo
Sempre atento a questões sociais de Caxias, o juiz Antonio Manoel Velozo, titular da 4a Vara desta Comarca, usou na tarde desta sexta-feira, 10, sua página na rede social facebook para fazer uma pequena análise sobre geração de emprego, industrialização e dependência do cidadão por um emprego público.

A análise do magistrado é precisa e nos entrega um choque de realidade diante da situação em que vivemos em nossa cidade.

Abaixo, o texto de Velozo publicado na internet:

Certa feita ouvi de uma professora universitária, cujo nome lamento não recordar , durante um encontro realizado no auditório da UEMA de Caxias(MA), que o processo de industrialização de uma região ou de uma cidade, além de outras eventuais vantagens ou desvantagens, proporciona certamente uma maior independência política para os trabalhadores desse setor. O cidadão empregado ganhando um salário digno, proporciona pra si e para os seus bem estar e dignidade, sem ter que mendigar emprego público. 

Caxias MA já teve seu tempo de industrialização pujante. Hoje , não tem sequer uma política de governo definida que estimule a industrialização. Não posso afirmar que a total ausência dessa política seja deliberada, mas posso concluir que em uma cidade onde o grande empregador é o poder público, o cidadão fica a mercê do proselitismo , fisiologismo e do favoritismo político, que atingem de morte seu livre arbítrio , sua liberdade política e sua liberdade de manifestação do pensamento. Saudações democráticas!!!”, Antonio Manoel Velozo, juiz de Direito.

9 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Esse Governo Municipal atual de Caxias não trazem indústria, por que esse empreendimento não dá voto pra eles. Se tiver indústria pra cidade, ninguém vai se humilhar por causa de emprego de prefeitura.

  1. Anônimo disse...:

    O que é pior, Dr Manoel Veloso, além de matar o livre arbítrio em todos os seguimentos do Setor Público, as pessoas ficam simplismente alienadas com direito apenas de dizerem, certo ou errado,sim, sim e sim,caso contrario vão direto para guilhotina sem direito ao contraditório.O prefeito. é, um bom homem,mais é orientado por pessoas do mau,que,sento orgasmo com a derrota de outrem.Fique atento , um dia quem sabe,não será vc o prefeito desta amada terra.
    sudações democráticas.um fan do Juiz António Manoel Veloso

  1. Anônimo disse...:

    Excelentíssimo Juiz de Direito Senhor Antônio Manoel Veloso, fico muito satisfeito com a constatação. Sei que tens o conhecimento que este estado que nos encontramos, resulta, também, das autoridades constituídas, que em nome da democracia, da liberdade, do desenvolvimento e muito mais, tomaram por assalto o poder político no nosso Estado e conseqüentemente em nosso Município e nos trouxeram até aqui. Levaram tudo de nossa prospera província: nossa cultura, nosso trabalho, nossa dignidade até mesmo a nossa fé. O Criador há de nos restituir em dobro e tirar de nosso meio o devorador e o migrador.

  1. Anônimo disse...:

    Indago: QUAL A AÇÃO DO JUIZ APÓS A "INUSITADA" REFLEXÃO?????

  1. Anônimo disse...:

    é verdade Dr. e digo mais, eles políticos acham isso muito bom, não trazendo industria e podendo dar emprego em troca de votos eles não estão nem ai para o desenvolvimento das cidades, o certo seria a constituição proibir esse tipo de empreguismo ai eles teriam que contar com o voto do cidadão que precisa do município e não do Prefeito pessoas física.

  1. Anônimo disse...:

    Esse é o juiiz que deveria ser o titular da fazenda pública da jústiça de Caxias.

  1. Anônimo disse...:

    Insisto: QUAL A AÇÃO DO JUIZ APÓS A "INUSITADA" REFLEXÃO?????

  1. claudio saba disse...:

    Caro comentarista insistente, estou intrigado com sua indagação, pois não vejo nenhuma ação possível do juiz após sua reflexão. Ele apenas exerceu o direito de analisar uma questão social do município, não lhe cabendo nada mais que isso.

  1. Anônimo disse...:

    Sabá apenas uma reflexão a mais para quem não "entendeu" o assunto do douto magistrado : http://seuhistory.com/noticias/veja-como-o-perfil-de-hitler-foi-tracado-pelo-servico-secreto-dos-eua-durante-segunda.

    Espero que alivie o pensamento do insistente já que a analise reflexiva contém vários elementos basta ele procurar uma boa biblioteca de pesquisa. E antes que comparem o que não é pra comparar veja como antes funcionavam as coisas.

Postar um comentário