Legislativo de Caxias abre ciclo de palestras sobre combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes

6.5.21

O poder legislativo caxiense iniciou na manhã desta quinta-feira (6) a sua participação na Campanha Maio Laranja, evento de caráter nacional que aborda a problemática do combate ao abuso e à exploração de crianças no país. Por volta das 10h da manhã, o presidente da Câmara Municipal de Caxias (CMC), vereador Teódulo Aragão (PP), abriu oficialmente o programa de palestras que, a partir do plenário da sede do legislativo caxiense, estarão sendo transmitidas ao vivo pelo próprio sítio da CMC, baseado na internet, uma vez por semana, ao longo do mês de maio em curso.

Ao abrir formalmente o ciclo de palestras da campanha, e saudar a palestrante do dia, a vice-presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e Adolescente do Maranhão (CEDCA-MA), Naane Viana Maia Lima Sousa, o vereador Teódulo Aragão destacou que, em razão de muitos abusos que vêm sendo praticados contra crianças e adolescentes de Caxias, chegara a hora do Poder Legislativo Municipal participar mais decisivamente de uma causa nobre, colaborando para fortalecer  o referencial teórico e prático dos profissionais da rede municipal de proteção da criança e do adolescente.

População chamada a participar

No entendimento do presidente da CMC, há necessidade de ser elevado o número de pessoas capazes e dispostas a denunciar os casos concretos de violência sexual contra crianças e adolescentes, assim como também de sensibilizar mais as famílias para que protejam esse público do abuso e da exploração sexual. Ele ressaltou que o trabalho a cargo do legislativo terá como lema a seguinte expressão: “Faça bonito! Todos e todas na linha de Proteção às Nossas Crianças e Adolescentes!”.

A palestrante do dia, Naane Lima Sousa, explanou por cerca de 40 minutos, da tribuna da CMC, os objetivos da Campanha Maio Laranja. Sua palestra foi dividida em cinco módulos de abordagem do problema. Mas, no contexto geral, suas palavras foram para chamar a atenção das pessoas, das famílias, para prestarem mais atenção às crianças e adolescentes caxienses que, a toda hora e a qualquer momento, mesmo sem dizerem nada, estão sendo vitimadas por esses problemas. Para a palestrante, a ação da campanha Maio Laranja não deve se resumir somente ao mês fluente, mas durante todo o ano.

“Às vezes, crianças e adolescentes ficam caladas porque o agressor é pessoa conhecida e membro da própria família. Há casos que acontecem na própria morada das vítimas. Daí porque é importante observar o comportamento, o convívio, procurar entender, por exemplo, porque o estudante, de repente, passou a tirar notas baixas, deixou de ser comunicativo e a viver em regime de reclusão voluntária. Assim, também, as crianças, que de uma hora para outra preferem não brincar, como faziam, ou passam a apresentar ferimentos e machucados sem comprovada explicação. O agressor pode ser um conhecido, um vizinho. É fundamental prestar atenção também no lado psicológico das vítimas. Se há dúvida, melhor denunciar primeiro. Todas as pessoas que percebam esse tipo de coisas contra crianças e adolescentes não devem ficar caladas, mas procurar as autoridades, o Conselho Tutelar. Para não se comprometerem, vale até a denúncia anônima. E essas denúncias, de casos de maus-tratos e negligência a crianças e adolescentes, podem ser feitas aos Conselhos Tutelares, às Polícias Civil e Militar, e ao Ministério Público, podendo ser noticiadas também aos serviços de disque denúncia: (Disque 100, nacional; Disque 181, estadual; e Disque 156, municipal). O Conselho Tutelar de Caxias também atende pelo telefone (99) 3421-7600”, ressaltou a vice-presidente do CEDCA-MA.

Vereadoras apoiam

Durante  apresentação da palestrante, duas vereadoras caxienses acompanharam atentamente  a primeira preleção: as vereadoras Cynthia Lucena (PPP) e Ângela Machado (PTC). Na ocasião, Cynthia Lucena disse: “Como assistente social e vereadora de Caxias, tenho a campanha Maio Laranja como uma das mais importantes do município, exatamente por abordar a questão do abuso e a exploração de crianças e adolescentes, e provocar uma maior conscientização das pessoas para esse grave problema. Como parlamentares, estamos solidárias ao abraçar esta causa que começa com palestras hoje, mas vai se estender semanalmente até o próximo dia 27 de maio. Como caxienses, como cidadãos, como mulheres compromissadas com o social de Caxias, temos que lutar, e não ficar calados diante dessa violência que tanto assola nosso município. Vamos combater. Vamos nos conscientizar. Não vamos calar. Vamos ligar para o Conselho Tutelar, procurar as autoridades, a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social. Se a pessoa não quiser ir pessoalmente, ligue para o disque 100”.

Ângela Machado, por sua vez, assim se expressou: ”Hoje eu fiquei feliz, porque a Câmara abraçou essa campanha que está se iniciando. Espero que as pessoas se conscientizem; que não só parta do poder legislativo, dos vereadores e vereadoras, mas que também seja orientadas aos pais, porque, às vezes, o bicho-papão não está só em baixo da cama, não está só na escuridão, mas dentro de casa com os próprios familiares; que as famílias se atentam às crianças, que ouçam o grito dos inocentes, para que, realmente, possa fazer a sua proteção, da criança e do adolescente, afim de que eles iniciem suas vidas, até mesmo a vida sexual, de uma maneira com amor, e não com violência. Eu espero que a campanha não fique apenas na superficialidade, em todo o país, e que, de fato, venha proteger nossas crianças e adolescentes desses abusos, para haver um basta. Então, que os familiares fiquem atentos para ligar para o disque 100, para denunciar. Não vamos nos calar. Vamos ouvir o grito das crianças e dos adolescentes. O grito de socorro, os sinais pedindo socorro, e que os pais atentem para o que está se passando. Espero também que esse trabalho que se inicia não se resuma apenas à Câmara Municipal; que as pessoas assistam as palestras e dêem relevância a elas”.

Certificado digital

A Campanha Maio Laranja, na Câmara de Vereadores de Caxias, prosseguirá na próxima quinta-feira, dia 13, com transmissão pelo site da casa, às 10h da manhã. Desta feita com a palestrante Kiara Fernanda Rodrigues Braga, que é assistente social, abordando o tema “Ações municipais de enfrentamento ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes”.

Ao final das quatro palestras, no dia 27 de maio, será conferido um certificado digital a quem participou efetivamente da programação. Fará jus ao seu diploma quem responder a um questionário com quatro perguntas relacionadas com as palestras. Ao respondê-lo, a pessoa terá que informar seus dados. Depois, um comissão especial avaliará as respostas e poderá emitir, ou não, o certificado de participação digital.

(Fonte: Ascom/CMC)

0 comentários:

Postar um comentário