Rompimento entre prefeita Josa Silva e Clodomir Rocha favorece candidatura de Wellington Moura em São João do Sóter

1.10.20

A troca de farpas entre correligionários da prefeita de São João do Sóter, Josa Silva (PRB) e os aliados dos ex-prefeitos Clodomir e Luiza Rocha, que lançaram o filho Tairo Rocha (PSDB) como candidato a prefeito, pode dividir o eleitorado fiel ao denominado grupo da Esperança, junção de lideranças criado há mais de 20 anos por Clodomir e que tem conseguido importantes vitórias políticas desde a fundação do município.

Tendo no ex-prefeito Clodomir Rocha o grande líder do grupo da “Esperança”, desde o rompimento com a atual prefeita Josa, é o marido dela, o primeiro-damo Naêmio Fernandes, que não consegue elaborar um discurso nem em inauguração de poço artesiano, que vem sendo apontado por assessores como ‘líder’ político na cidade, o que tem motivado críticas entre os sotenses.

O mais recente episódio de atrito entre os ex-aliados governistas aconteceu quando integrantes do Partido Verde no município, que é comandado pelo ex-prefeito Clodomir Rocha, tentaram formalizar uma aliança com a chefe do Executivo, mas tiveram que engolir uma dupla decisão contrária, pois o diretório estadual da sigla recomendou que o PV marchasse com a oposição e a justiça eleitoral, em decisão de primeiro grau, também decidiu pela não validação da ata da convenção que favorecia a candidata a reeleição.

Diante do imbróglio, os ânimos entre o casal de ex-prefeitos e a atual mandatária estão cada vez mais acirrados, o que, em tese, favorece a candidatura do oposicionista Wellington Moura, que assiste ao conflito de camarote.

0 comentários:

Postar um comentário