Fábio Gentil dá show em sabatina da TV Sinal Verde e mostra que não tem medo do jornalismo da emissora oposicionista

9.10.20

Pra quem duvidava da participação de Fábio Gentil na série de entrevistas promovidas pela TV Sinal Verde teve uma triste decepção na tarde desta quinta-feira (08), quando o prefeito deu um verdadeiro baile no apresentador que lhe formulava as perguntas.

A entrevista conduzida pelo líder da oposição na blogosfera, jornalista e blogueiro Ricardo Marques, serviu para mostrar porque Fábio Gentil é um prefeito bem avaliado nas pesquisas e que está preparado para enfrentar qualquer representante da oposição, seja numa entrevista ou em um debate. 

Logo na primeira pergunta, o blogueiro oposicionista mostrou a que veio e tentou emparedar o prefeito quanto as notas obtidas por Caxias no IDEB serem inferiores aquelas alcançadas pela cidade de Turiaçu, pois segundo o oposicionista, recebe uma quantia de recursos inferiores a Caxias. Fábio deu uma verdadeira aula em Ricardo Marques sobre a diferença entre as duas cidades, que, por serem de tamanhos diferentes (de acordo com o IBGE, Turiaçu tem 35 mil habitantes e Caxias 165 mil), as demandas em Caxias, o número de alunos, de professores, de escolas e de transporte escolar não podem ser iguais.

“Veja só, fala de um montante. Em momento algum foi retratado aqui, em que nós temos um maior número de escolas do que Turiaçu. Em nenhum momento foi retratado aqui que temos 5, 6, 7 vezes um número de funcionários do que Turiaçu. Em momento algum foi retratado a quantidade de alunos”, respondeu Fábio elegantemente, que, em outras palavras, explicou que os recursos da educação são proporcionais a quantidade de alunos em cada município em todo o Brasil.

Quando o prefeito comentava em uma das suas respostas que fazia um governo transparente, Ricardo Marques tentou aproveitar a deixa e emendou: “candidato, o senhor tem muitas criticas em relação ao seu portal da transparência, que não tá atualizado”. Fábio respondeu de forma fulminante: “... Quem julga o Portal é o Tribunal de Contas do Estado. E o Tribunal tem julgado constantemente, anualmente, a cada 4 meses tem julgado de forma regular. Quem tem que fazer o julgamento das contas do prefeito é o Tribunal [de Contas] e o julgamento político quem faz é o povo...”.

Sendo interrompido constantemente durante a entrevista, o que poderia cortar seu raciocínio nas respostas, Fábio Gentil mostrou-se preparado e não se intimidou com a estratégia adotada pela emissora oposicionista, concluindo todas as suas respostas sem perder o equilíbrio.

Aliás, as constantes interrupções do apresentador na entrevista do candidato do PRB não foram vistas nas edições anteriores da sabatina com os demais candidatos. Mas, se a intenção era prejudicar o entrevistado, que é alvo de uma forte campanha negativa da SV nessas eleições, o tiro saiu pela culatra, pois Fábio praticamente ignorou as investidas do apresentador manteve a serenidade o tempo todo.

Nas suas considerações finais, Fábio Gentil falou o que considera a maior obra do seu governo, que foi transformar a Carmosina Coutinho na maternidade da vida. “Eu queria dizer que a maior obra que nós fizemos no município de Caxias foi salvar vidas, foi mostrar que a Carmosina Coutinho não era local pra se morrer, era local pra se nascer e transformamos aquele pesadelo num sonho e numa realidade, num sonho positivo de que hoje a maternidade é a melhor maternidade do Brasil, é a maternidade com o menor índice de mortalidade materno infantil”.

Mesmo nas considerações finais, onde não se aplica, ou não poderia se aplicar, uma interrupção do entrevistado, Ricardo Marques interveio na fala do prefeito, mostrando que a TV Sinal Verde não respeita nem mesmo a condução de uma entrevista com os candidatos a prefeito, o que demonstra que a empresa ligada ao senador Weverton Rocha tem um lado bastante definido nas eleições em Caxias.

2 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    TACA TACA TACA ! KKKKKKKKKKKKK

    FOI MUITO BOM !

  1. Anônimo disse...:

    Seja homem, rapaz, publique os comentários, babão.

Postar um comentário