Prefeitura de Caxias anuncia antecipação da 1ª parcela do 13º para maio e três abonos aos profissionais da educação em 2022

26.2.22

Durante a acolhida de gestores, professores, coordenadores e toda a comunidade escolar, no Centro de Treinamento João Paulo II, nessa quinta-feira (24), o prefeito de Caxias, Fábio Gentil, destacou que a Prefeitura Municipal vai inovar mais uma vez em 2022, e será a primeira cidade do Brasil a antecipar a 1ª parcela do décimo terceiro salário para o mês de maio.

“Caxias será a primeira cidade do Brasil a antecipar a primeira parcela do décimo terceiro, enquanto alguns pagam em junho, nós vamos pagar em maio”, disse Fábio Gentil, prefeito de Caxias.

Além dessa novidade, o gestor também afirmou que a gestão municipal vai conceder três abonos para a área da educação nos meses de julho, outubro e dezembro.

“Em julho pagaremos o primeiro abono, em outubro o segundo, e em dezembro o terceiro. E digo mais, estes abonos serão pagos para todos os funcionários da educação, isso mostra que a prefeitura é enxuta e responsável”, acrescenta Fábio Gentil, prefeito de Caxias.

O Prefeito destacou que o reconhecimento acontece por conta do avanço obtido na educação caxiense, mas lembrou que devido a pandemia, o município vai precisar ainda mais do esforço dos profissionais da educação no acolhimento e orientação dos alunos e da comunidade escolar. (Da assessoria)

Força Tarefa vai fazer fiscalizações no período carnavalesco em Caxias

25.2.22

Primeiro encontro para tratar sobre a Força Tarefa que vai atuar no período do Carnaval foi realizado nessa quarta-feira (23), no Quartel da Policia Militar (2ºBPM) 

A primeira reunião para tratar sobre a Força Tarefa que vai atuar no período do Carnaval em Caxias foi realizada nessa quarta-feira (23), no quartel da Polícia Militar, envolvendo a Secretaria Municipal de Segurança, a Guarda Municipal, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Defesa Civil, além da PM.

O objetivo é traçar estratégias para a atuar na fiscalização, visando coibir a realização de eventos públicos que promovam aglomerações, bem como a fiscalização em ambientes privados onde há a limitação de público, que devem seguir os protocolos sanitários.

“Mesmo sabendo que não teremos Carnaval, todos os órgãos de segurança e a Prefeitura irão trabalhar como se houvesse a festividade. Pedimos a comunidade, que atenda aos órgãos de segurança, principalmente som automotivo, pois sabemos que é proibido”, destacou o coronel Ricardo Almeida, comandante do 2º BPM.

“Estamos aqui reunidos com a Guarda Municipal e a Polícia Militar, justamente para fazer cumprir o decreto, que regula a questão do Carnaval em Caxias. Então, nós vamos fiscalizar toda cidade para evitar aglomerações”, destaca Sargento Mesquita, secretário municipal de Segurança. (Da assessoria)

REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA – Prefeitura de Caxias (MA) vai regularizar aproximadamente 200 famílias no bairro São Pedro

24.2.22

A Prefeitura de Caxias (MA), por meio da Coordenação de Regularização Fundiária, realizou nessa terça-feira (22) a Assembleia Geral Convocatória de Regularização Fundiária, em uma casa de eventos em frente a comunidade, para explicar como vai se dar o processo que vai permitir que todas as, aproximadamente, 200 famílias tenham seus títulos de propriedade. Para os moradores esse é um momento impar e de grande relevância. 

“Nós só temos o comprovante de compra e venda, recebendo o título, vamos ser donos de verdade, pois só com esse comprovante ninguém está seguro. O bairro está recebendo vários benefícios, asfalto, escola e calçamento”, disse Raimundo Nonato, morador do bairro São Pedro.

“Eu fiquei ansiosa para saber quando seria a nossa vez. Os meus pais juntaram dinheiro a vida toda para comprar nossa casa, pois eu não tenho condição de pagar. Eu moro com meu pai idoso de 87 anos e isso vai ajudar muito”, disse Elzilene Ferreira, moradora do bairro São Pedro.

Todo o trabalho de georreferenciamento já foi realizado. Vai começar agora o cadastro social. “A Regularização se dá em duas frentes, o específico e o social. O cadastro sócio econômico serve para que possamos fazer uma triagem de todas as famílias que se enquadram no processo social. Aquela pessoa que não ganha até 3 salários mínimos, se enquadra no perfil social, ou seja, quem tem Auxílio Brasil e número do NIS. O outro processo é o levantamento pra saber se a pessoa tem algum registro, alguma casa no nome dela, porque a pessoa só pode ser contemplada uma vez nesse programa”, explica Joel Gaspar, supervisor social da Regularização Fundiária.

“Estamos no bairro São Pedro, onde foi feito o serviço de georreferenciamento, o levantamento, as plantas das quadras e de casas de forma individual. Agora partimos para a Assembleia Geral e Cadastro Social. Vamos montar uma equipe para atender todos os moradores para fazer o cadastro. Desta forma, a gente consegue trazer mais dignidade, são medidas urbanísticas e sociais, jurídicas e ambientais”, destaca Ronyara Albuquerque, coordenadora da Regularização Fundiária.

O evento contou com a participação do Prefeito Fábio Gentil, vereadores e o secretário estadual do Turismo, Catulé Júnior. Todos destacaram os benefícios para a comunidade.

“O prefeito Fábio Gentil entendeu que era necessário. Nós estamos regularizando, dando título a todos aqueles que precisam dessa ajuda. Dessa forma que a regularização fundiária de Caxias tem sido premiada como a melhor do nordeste”, disse Catulé, vereador.

“Imagina que essas pessoas vêm há anos querendo esse benefício, mas o único prefeito que teve coragem de fazer foi o Fábio Gentil”, disse Chiquinho, vereador.

“Sabemos que hoje o cartório é caro. A Prefeitura vem ajudando essas famílias. Chegou no bairro São Pedro e esperamos que chegue a outros bairros também”, disse Torneirinho, vereador.

“A regularização foi instituída, e hoje é uma política pública que prosperou em Caxias sendo referência em todo o Maranhão, como uma das mais produtivas e completas do estado. Hoje, o bairro São Pedro ganha esse presente da Prefeitura de Caxias”, frisa Catulé Júnior, secretário estadual do Turismo.

“Fizemos o serviço de recapeamento e o trabalho de topografia para tirar a água do meio do bairro. Estamos também colocando iluminação em LED e calçando o bairro. Vamos construir uma escola na própria comunidade. Agora a Regularização Fundiária é um documento e a Prefeitura de Caxias está trabalhando para documentar todas as casas de Caxias (MA)”, reforça Fábio Gentil, prefeito de Caxias (MA).

A partir do dia 14 de março haverá o cadastramento, todas as famílias devem iniciar o cadastro social na sede da Coordenação de Regularização Fundiária, na Rua Siqueira Campos no Centro, próximo à Escola Gilberto Barbosa. (Da assessoria)

Aldeias Altas: audiência pública avaliará metas fiscais no exercício de 2021 pelo Poder Executivo do município

A Prefeitura Municipal de Aldeias Altas, com objetivo de demonstrar a transparência e avaliar o cumprimento das metas fiscais, conforme estabelece o Art. de Nº 9º, § 4º, da Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei Complementar nº 101/2000), convida toda a população aldeias-altense para participar da Audiência Pública, relativo ao exercício de 2021. 

A audiência pública acontecerá nesta quinta-feira (24) na sede do Poder Legislativo Municipal com início previsto para às 10h.

SÃO JOÃO DO SÓTER - Prefeita Josa Silva anuncia pagamento dos professores do município com reajuste integral de 33,24%

23.2.22

A prefeita de São João do Sóter, Josa Silva, anunciou para o mês de fevereiro o pagamento dos professores e professoras efetivos da Rede Municipal de Educação com reajuste salarial integral de 33,24% sobre o piso nacional para professores de 40h, o que corresponde a R$ 3.864,63 (três mil oitocentos e sessenta e quatro reais e sessenta e três centavos).

A notícia foi confirmada pela secretária de Educação do Município, Rosenilde Araújo, que informou que o projeto será encaminhado à Câmara e, após a aprovação, o reajuste será repassado aos professores.

De acordo com a prefeita Josa, a gestão municipal aguardava a oficialização do percentual de reajuste salarial do magistério, integrando os professores da educação básica, para anunciar a implantação do aumento para a rede municipal. O valor foi confirmado no último dia 27 de janeiro pelo Governo Federal, após estudo técnico e jurídico do Ministério da Educação (MEC).

Ainda de acordo a prefeita, a implantação do novo reajuste de 33,24% para os professores e professoras é possível graças ao equilíbrio fiscal da gestão municipal de São João do Sóter, respeitando a política de valorização do servidor público implantada desde o início de sua gestão.

Em fevereiro os professores da rede municipal de ensino receberão reajustado conforme o novo piso salarial (40h).

(Fonte: Blog do Wilque Gomes)

Daniella destina emenda para obras de pavimentação em Presidente Dutra e encaminha indicação solicitando a recuperação asfáltica da MA-034 (trecho Caxias/Baú)

Durante a sessão plenária desta quarta-feira (22), a deputada Daniella (DEM) confirmou a destinação de emenda parlamentar no valor de R$ 1 milhão para a pavimentação asfáltica de ruas e avenidas do município de Presidente Dutra.

A parlamentar informou que também encaminhou Indicação ao Governo do Estado, atendendo à solicitação da Câmara Municipal de Caxias, solicitando a recuperação asfáltica da rodovia estadual MA-034, que liga a sede do município ao povoado Baú.

“Seguimos trabalhando intensamente pelo nosso Maranhão, atendendo às demandas das cidades do interior do estado, objetivando melhorar a infraestrutura e garantir acessos mais seguros e dignos tanto para o povo de Presidente Dutra quanto para os moradores do povoado Baú, em Caxias”, destacou a deputada.

(Assecom/Daniella

Governo do Maranhão entrega pacote de obras em Riachão

22.2.22

(Foto: Nael Reis)

Uma série de obras para impulso, estímulo e promoção da educação, infraestrutura, segurança, cidadania, assistência e turismo foram inauguradas na cidade de Riachão, durante agenda de Governo, neste sábado (19). A solenidade de entregas e anúncios das melhorias foi conduzida pelo governador Flávio Dino.

“Com a graça de Deus, conseguimos concretizar muitas metas, apesar das imensas dificuldades que o Brasil atravessa. Mais uma vez, demos essa prova de união, parceria e fé no nosso estado, com essa presença na cidade de Riachão. Conseguimos já concretizar vários pontos solicitados pela prefeitura e vamos avançar em outras conquistas”, frisou o governador Flávio Dino.

O vice-governador Carlos Brandão destacou sua ligação com o município. “Temos acompanhado de perto a gestão, sendo parceiros, do planejamento passando pelo início das obras, às fiscalizações e inaugurações. Essa parceria está consolidada e, ao assumirmos o governo, a partir do dia 31 de março, temos o compromisso com Riachão, da qual sou muito próximo e onde fui deputado. Tenho também, compromisso com o povo do Maranhão, de dar continuidade a esse trabalho exitoso, levando obras e ações para desenvolver o nosso estado”, disse.

O município recebeu a 85ª biblioteca da rede Farol do Saber, entregue pelo Governo do Estado. O Farol do Saber Dr. Euclides Matos vai disponibilizar acervos atualizados para estudantes e comunidade em geral. Entregou, ainda, o Centro de Ensino Luso Rocha, que recebeu obras de reforma, além de equipamentos. A escola agora conta com 10 salas climatizadas, sala de professores, auditório, banheiros com acessibilidade, laboratório de informática e quadra esportiva. A biblioteca da escola também passou por reforma e ganhou novo acervo literário.

O secretário de Estado da Educação (Seduc), Felipe Camarão, pontuou as ações do programa Escola Digna. “Importantes obras educacionais do Escola Digna, hoje em Riachão. O governador Flávio Dino e o vice-governador Carlos Brandão entregam, pela segunda vez, a reforma desta que é a maior escola da região. E o Escola Digna é isso, proporciona oportunidade e hoje estamos aqui, garantindo estas oportunidades. Sentimento de dever sendo cumprido, do início ao fim da gestão do governador Flávio Dino e que o vice-governador Carlos Brandão dará continuidade a esse belíssimo programa”, frisou.

Para o prefeito de Riachão, Ruggero Felipe, o momento foi de alegria. “É muito importante termos a presença do nosso governador Flávio Dino e do vice, Carlos Brandão. Essa parceria do Governo com a gestão municipal garante desenvolvimento e faz as ações andarem. É um momento de gratidão a Deus e ao governador, por tudo que vem fazendo pela nossa cidade”, destacou.

“Agradecemos ao governador pela reforma dessa importante escola da região e dizer que temos gratidão por ele atender nosso pedido e sempre nos respondendo com humildade e de forma atenciosa. O governo tem realizado importante melhorias no ensino do Maranhão. Avante a educação”, enfatizou o representante do Grêmio Estudantil Estadual e que presidiu o Grêmio da escola, Joerdson Costa.

A cidade foi contemplada com entrega de obras de iluminação do estádio municipal, de nova ambulância para as ações de saúde e viatura à Polícia Militar, reforçando a segurança, além de mais de 770 cestas básicas do programa Comida na Mesa, kits de robótica. Na ocasião, Dino assinou ordem de serviço autorizando a construção da Praça de Eventos e reforma do Hospital Municipal Dr. Edimar Alves de Oliveira, além de anunciar a implantação de um Restaurante Popular na cidade.

Por iniciativa da Câmara de Vereadores, o governador Flávio Dino e o secretário de Estado da Educação (Seduc), Felipe Camarão, receberam Título de Cidadão Riachãoense.

TURISMO

Marcaram a agenda ações de infraestrutura que impactam na melhoria e impulsionam o turismo na cidade e região. Flávio Dino inaugurou estradas que dão acesso a 17 atrativos roteiros turísticos da Chapada das Mesas. Na ocasião, também foi assinada a ordem de serviço para construção da Praça de Eventos do município.

“Com o fluxo cada vez maior de visitantes na Chapada das Mesas, percebemos que esse polo turístico precisava de melhorias no acesso a alguns atrativos turísticos. Mapeamos, nesse primeiro momento, quase duas dezenas de cachoeiras, pontos de banhos, locais de turismo e melhoramos as estradas de acesso a eles”, frisou o secretário de Estado do Turismo (Setur), Catulé Junior.

As obras têm como objetivo implementar a infraestrutura turística da região, com a melhoria dos acessos a estes roteiros, localizados em Riachão, Carolina e Fortaleza dos Nogueiras. Em Fortaleza dos Nogueiras foi melhorado o trecho para o Castanhão. Em Carolina, os serviços contemplaram 16 km de pavimentação, ligando o Encontro das Águas, Beleza Pura, Giro da Chapada,  Balneário Urupuxete, Rancho das Estrelas, Encontro das Famílias, Cachoeira do Dodô e Balneário Mont Serrat.

Em Riachão, a Setur ligou os roteiros Poço Azul e Encanto Azul, principais atrativos da região, além de garantir parceria com a prefeitura para melhorar aproximadamente 36 km da estrada dos Picos. A via serve de acesso para vários pontos turísticos, a exemplo da Cachoeira da Aldeia, do Ribeirão, Rancho Águas Douradas e Morro das Araras. (Da assessoria)

O fator Alckmin nas eleições de 2022 no MA e a delicada missão de Brandão e Dino para barrar Lula no palanque de Weverton Rocha

21.2.22

Alckmin e Lula podem ditar os rumos da eleição no MA

Não é nada fácil a tarefa do vice-governador do Maranhão, Carlos Brandão, em evitar a presença do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva no mesmo palanque do senador Weverton Rocha (PDT) nas eleições deste ano. Mesmo contando com a força e influência de Flávio Dino para atrair Lula para o palanque de Brandão, a tarefa precisa de uma costura bem maior que a torcida e o desejo do atual governador.  

Com uma preferência nas intenções de votos no MA medida em várias pesquisas, Lula tem um histórico de votações expressivas no Estado que garantem a ele uma força eleitoral inconteste e que tornam seu apoio a grande joia da coroa nestas eleições, como tem sido assim no últimos 20 anos.

Pragmático como poucos políticos no Brasil, Lula não hesita muito quando determinado apoio político lhe garanta mais votos. Age quase sempre de olho no retorno imediato na costura das suas alianças.

Em 2006 Lula agiu sem nenhum constrangimento no Maranhão quando sua interferência foi fundamental para impedir a eleição de João Castelo (PSDB) para o senado.

Mesmo o PT tendo Bira do Pindaré como candidato a senador naquele pleito, Lula gravou um vídeo em favor de Epitácio Cafeteira (PTB) que foi explorado a exaustão no horário eleitoral. Lula sabia que eleito senador, o tucano João Castelo seria um osso duro de roer, por isso a operação que favoreceu Cafeteira e tirou a vaga de Castelo.

O vídeo gravado por Lula não pedia voto para Cafeteira (o que a legislação eleitoral impedia). O então presidente apenas falava das qualidades do petebista, deixando claro seu apoio e que sacramentou a vitória do petebista.

O pragmatismo de Lula de 2006 não é nada comparado com o de 2022. Em Pernambuco, já retirou o favorito senador Humberto Costa do páreo para o governo do Estado abrindo espaço para o candidato do PSB. Fez isso para garantir o apoio dos socialistas ainda no 1º turno nestas eleições.

Ainda no PSDB, mas já de mala arrumada para o PSB, o vice-governador Carlos Brandão ainda não fez o desembarque para o ninho socialista certamente de olho no cenário nacional. A simples filiação ao PSB, mesmo partido de Flávio Dino, não significa a garantia do apoio de Lula ou mesmo a sua neutralidade na disputa estadual. E é nesse contexto político que entra o fator Alckmin no Maranhão.

Não é certa ainda a filiação de Geraldo Alkmin ao PSB, uma vez que a sigla insiste na candidatura de Márcio França ao governo de SP, Estado onde o PT não abre mão da candidatura de Fernando Haddad.

Talvez pela indefinição sobre qual partido o ex-governador paulista irá se filiar e ser candidato a vice-presidente de Lula (o que já dado como certo), o vice-governador maranhense também não tenha decidido ainda por onde será candidato a governador. Brandão precisa se garantir ao lado de Alckmin, vá para onde ele vá.

Uma composição nacional, que envolva o Maranhão, é a única garantia de que Lula não apareça por aqui pedindo votos ou fazendo vídeos ao estilo 2006, onde não pedia voto para Cafeteira, mas demonstrava claramente sua preferência para o senado mesmo tendo um petista disputando o cargo. Se fez isso com um companheiro petista, quem dirá com um simples membro do partido do seu vice...

A operação para barrar Lula no palanque de Weverton Rocha é hoje a maior disputa que Flávio Dino terá que enfrentar nestas eleições.

O fator Alckmin/Lula tem potencial para ditar os rumos da política do Maranhão.

Por enquanto Weverton Rocha está na dianteira na costura desse apoio, já tendo recebido forte sinalização de Lula nesse sentido.

Corre, Flávio Dino.

Corre, Brandão...

Homenagem à memória de Dona Nazaré Rodrigues

19.2.22

Dona Nazaré Rodrigues faria 95 anos nesta sexta-feira(18/02/2022).
(Foto: Arquivo de Célia Rodrigues)

95 Anos de Dona Nazaré

Artigo escrito em 2017 pelo engenheiro Chico Leitoa em homenagem à memória de sua mãe Dona Nazaré Rodrigues, que faria 95 anos na última sexta-feira, 18/02/2022. 

Nazaré tinha uma história muito peculiar. Sua mãe, segundo dizem, uma preta bonita ainda jovem foi trazida do povoado Chapadinha, (hoje anexado a zona urbana de Teresina, através da Santa Maria da Codipe), para trabalhar como doméstica na casa dos patrões.  Chapadinha era propriedade da família Castelo Branco, uma das mais ilustres e abastadas do Estado do Piauí. Pois bem, Francisca caiu nos encantos de um dos membros da família e engravidou.  Imediatamente a devolveram para Chapadinha. No ventre, uma filha que viria a ser batizada com o nome de Nazaré. Todos os membros da família de Francisca eram e são de cor preta. Nazaré nasceu branca como sāo seus parentes sanguíneos paternos, como se diz: pra tirar a māe da culpa.

Francisca veio a casar-se com Honório Eduardo das Neves, que criou Nazaré como se fosse sua filha (mas não registrou) e tiveram outros cinco filhos e filhas (todos de cor preta). 

Nazaré foi portanto criada praticamente confinada em Chapadinha e nunca estudou, sequer aprendeu ler ou escrever.

Ainda muito nova, conheceu Estevam, um lavrador galanteador que morava do outro lado do rio Parnaíba, no povoado São Gonçalo, do lado maranhense, que atravessou o rio e conquistou seu coração jovem, com quem começou a namorar.  Namoro ia firme, mas Estevam, mulherengo, arrumou uma outra namorada em São Gonçalo (de nome Francisca), com quem se casou. Do casamento nasceram cinco filhos e filhas: João, Maria do Carmo, Luciano, Teresinha e Francisca. 

O casamento durou dez anos, e Francisca (esposa de Estevam) veio a falecer.

Nazaré sempre em sua vida pacata, estava prestes a casar-se quando Estêvam, viúvo, dez anos mais velho e cheio de filhos pequenos, apareceu novamente e com seus encantos, convenceu Nazaré a casar-se com ele. Coisas do destino e do amor. 

Estevam e Nazaré tiveram seis filhos: Eu, Célia, Alberto, Estevinho, Socorro e Orcélia. Nazaré portanto, criou e ajudou na criação de 11 crianças. Nos 12 primeiros anos em São Gonçalo, numa vida dura cuidando da casa com tanta gente, e depois, outros 10 anos na zona urbana, quando o casal resolveu se deslocar para que pudéssemos dar sequência aos estudos. Implantaram 18 canteiros suspensos no quintal de nossa casa na beira da linha férrea que nos entregaram para cuidarmos puxando água de um poço cacimbão. Meu pai foi vender numa pequena quitanda na Av. Maranhão com Rua Lisandro Nogueira e dona Nazaré colocou uma banca para venda de verduras no mercado central em Teresina, onde sempre que possível eu a ajudava. 

NAZARÉ, algum tempo depois começou a se queixar de dor de cabeça, sua saúde foi se debilitando e se agravando de médico em médico, de hospital em hospital, veio a falecer aos 47 anos. 

Sempre tive curiosidade pois no meu registro de nascimento não consta o nome do meu avô paterno. Minha mãe nunca permitiu falar no assunto. Os outros membros da família também sempre se recusaram a tratar da questão.

Na beira da linha, conheci dona Rosa, uma preta que lavava roupa para os “bacanas” em Teresina. Soube de minha curiosidade, sobre meu misterioso avô paterno, e me falou que sabia parte da história, alcançada através de convivência em tarefas caseiras, na casa de um dos Castelo Branco. Contou-me o que sabia (ou o que podia). Conversei superficialmente com uma tia e guardei mais algumas informações. 

Depois de muitas batalhas e já formado em Engenharia, no final da década de oitenta, já ensaiando a entrada na disputa política, fui dar uma entrevista na TV clube. Terminada a entrevista, fiz algo que havia decidido depois das investigações. Atravessei a Av. Valter Alencar e entrei naquela casa em frente, que tem dois leões no muro tomado por um sentimento de muita curiosidade. Fui recebido pelo dono da casa, um senhor simpático, pelas informações se tratava do Médico Dr. Mariano Castelo Branco. Ele estava sentado na varanda e tinha assistido a entrevista. Depois da apresentação conversamos por alguns minutos. E veio o momento: Perguntei àquele senhor se ele se lembrava de Nazaré, egressa de Chapadinha, e que por um tempo foi vendedora de verdura no mercado central. Ele imediatamente lembrou. Aí eu falei: sou filho dela. Ele tomou um susto e acrescentou que na verdade quem conhecia Nazaré era uma irmã sua (Bizinha, se não me engano), que morava na ladeira do Uruguai.  Falei que queria apenas saber das minhas origens. Mas o Doutor interrompeu a conversa e fui embora. Parece que ele julgou que eu estivesse atrás de algo, talvez de interesse material, coisa que nunca nos moveu. Queria apenas checar as coisas e, se possível, conviver. Mas apesar do desapontamento, confesso que vi naquele homem os "traços" de minha mãe. 

Passados alguns anos, eu estava no primeiro mandato de prefeito de Timon e fui convidado para uma festa de lançamento de um jornal numa casa de eventos em Teresina. Muita gente, inclusive o Reitor da UFPI, Dr. Anfrísio Neto (Anfrísio Lobão Castelo Branco Neto), que na arrumação da festa, acabamos ficando na mesma mesa. Falei que tinha sido, durante sete anos, aluno da Escola Industrial e Escola Técnica Federal (depois Cefet e hoje IFIP) e que tinha à época assistido a uma palestra proferida por ele ainda muito jovem, que versava sobre Jornada Problemática da Juventude. Ele claro, achou interessante eu guardar detalhes. Em seguida, numa agradável conversa e depois de alguns goles de whisk, falei sobre a Chapadinha e perguntei se por acaso ele já tinha ouvido falar em uma pessoa de nome Nazaré, que seria filha de um dos membros de sua família com uma preta chamada Francisca. Ele não lembrava direito, mas deu a entender que sabia algo e levou na esportiva. Em tom humorado, passou a me chamar de parente. Foi o único momento que senti a presença, mesmo superficialmente de um "parente" sanguíneo do avô paterno que nunca conheci. Pelo que sei, mesmo tão perto, Nazaré nunca conviveu com nenhum deles. 

Minha mãe era uma criatura maravilhosa. Tinha uma coração de ouro. Mesmo pobre, sempre que vinha do mercado, o pouco que lhe sobrava ainda dividia com quem precisava mais. 

Depois que ela se foi, a Rede Globo exibiu uma novela, cujo título era o do personagem principal (Dona Xepa) que era interpretado por Iara Cortes e eu sempre via nela, DONA NAZARÉ.

....Sempre quis, e fez tudo  que pôde  para eu me formar, mas partiu sete anos antes do que seria de certa forma, um dia de resgate da sua "origem nobre" que lhe foi negada conviver. Sendo originária das duas extremidades da pirâmide social só lhe foi possível conviver com uma. Mas a sua luta propiciou que avançássemos na busca de espaço como que em recompensa à sua história de vida e as injustiças a ela cometidas.

Dia 18/02/2017 (um sábado), seria seu aniversário de 90 anos e com certeza teria uma grande festa, hoje já com dezenas de netos e netas, e vários bisnetos e bisnetas. Dois dos Netos com mandatos (Luciano e Rafael).

Que DONA NAZARÉ não me recrimine por externar essa história, sempre guardada de forma misteriosa que até então pouca gente conhecia, mas o faço em homenagem à sua história de superação e bondade.

Que Deus a tenha, pois há 42 anos e sete meses, fomos privados de sua bondosa convivência.

Eng. Chico Leitoa

Fevereiro de 2017

Luciano Genésio retorna a Prefeitura de Pinheiro

18.2.22

Nesta sexta-feira (18), o prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio (PP), conseguiu uma liminar e já pode retornar ao comando da prefeitura.

A liminar foi concedida pelo desembargador Cândido Ribeiro, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1). Luciano Genésio esteve afastado da Prefeitura de Pinheiro um pouco mais de um mês.

O afastamento de Luciano Genésio se deu por pedido da Polícia Federal, após deflagração da Operação Irmandade na cidade de Pinheiro.

Na decisão, o desembargador lembrou que  não existe mais contrato em vigência com as empresas investigadas e que os contratos não foram aditivados.

“A respeito, entendo que a defesa do investigado demonstrou que os contratos objeto deste procedimento investigativo foram encerrados em dezembro de 2021 (ID n. 181626541), sem aditivo. Em outras palavras, não há em vigor contrato com as empresas investigadas, quais sejam, INGEO AMBIENTAL LTDA-EPP e POSTO KIEFFER EIRELI”, diz trecho da decisão.

Desta forma, o desembargador Cândido Ribeiro decidiu substituir o afastamento de Luciano Genésio, pela proibição de contratar as empresas pela Prefeitura Municipal de Pinheiro. Veja abaixo e clique aqui para ver a decisão completa

Durante o período em que esteve afastado, Luciano foi substituído pela vice-prefeita Ana Paula Lobato. A expectativa é que nas próximas horas Genésio reassuma o comando da Prefeitura de Pinheiro.

É aguardar e conferir.

(Fonte: Blog do Jorge Aragão)

Pesquisas eleitorais divulgadas no MA são vistas com desconfiança; institutos de pesquisa maranhenses colecionam falhas grosseiras nas eleições em Caxias

17.2.22

Ainda é cedo para que pesquisas de Intenção de votos sejam levadas a sério e reflitam a
realidade do quadro sucessório do MA

A polêmica criada nos últimos dias após a divulgação de sondagens eleitorais no Maranhão tem alimentado o noticiário. Políticos e blogueiros desenvolvem teses, ora para condenar e apontar falhas nos questionários e nos respectivos institutos ou então para festejar os números favoráveis aos candidatos que apoiam.

Os institutos de pesquisa conhecidos no Maranhão possuem um histórico de projeções nas eleições em Caxias que merecem uma reflexão dos eleitores. Na disputa de 2016, com o candidato do grupo Coutinho amargando uma rejeição absurda, foi apresentado por todos eles como líder nas pesquisas e acabou sofrendo uma derrota fragorosa. O único instituto que apontou uma vitória para o então oposicionista Fábio Gentil foi o Fênix, de Pernambuco.  

Nas eleições de 2020, o candidato a prefeito Adelmo Soares, que sofreu a derrota mais acachapante da história política do município, chegou a ter sua candidatura apresentada como competitiva por institutos maranhenses, com exceção do Escutec, que registrou o quadro eleitoral em várias pesquisas dando uma dianteira folgada para Fábio Gentil em todas elas.

Muitos podem dizer que sondagens pretéritas “refletiam apenas o retrato do momento”, que é o mantra criado para justificar fraudes ou tentativa de manipulação do eleitorado, mas que números tão discrepantes entre o período da campanha e o resultado das eleições em Caxias não corroboram com isso.

Numa campanha aberta para governador há mais de 1 ano, o senador Weverton Rocha figurar como primeiro colocado nas pesquisas não chega a ser algo absurdo ou irreal.

Embora Laésio Bonfim, Roberto Rocha, Josimar de Maranhãozinho, Edivaldo Holanda, Simplício Araújo e Enilton Araújo tenham se apresentado como pré-candidatos, a tendência é de uma polarização entre Weverton e Brandão, os nomes mais lembrados até o momento. Mas como política é um mar de incertezas, o quadro pode sofrer mudanças entre qualquer um desses postulantes ao cargo de governador.

Adotando uma postura discreta, embora toda a classe política soubesse das suas pretensões políticas, o vice-governador Carlos Brandão respeitou o prazo dado pelo governador Flávio Dino e não colocou o bloco na rua. Anunciado como sendo o candidato de Dino recentemente, nenhuma sondagem deve ser levada ainda em consideração para medir o real potencial eleitoral de Brandão.

Assumindo a cadeira de governador dentro de poucas semanas, o cargo deverá fortalecer ainda mais o seu nome no cenário político maranhense e uma pesquisa eleitoral feita pelo menos 30 dias após a posse certamente apresentará um cenário mais confiável, desde que seja feita por um instituto de projeção nacional sem as amarras dos interesses provincianos.

Aguerrido como poucos, o senador Weverton Rocha terá pela frente a força do Palácio dos Leões e a articulação de Flávio Dino em favor de Carlos Brandão, o que fará destas eleições as mais disputadas desde 1994, quando Roseana Sarney venceu o pleito contra o senador Epitácio Cafeteira.

Na última disputa pela presidência da Famem o senador pedetista mostrou seu poder de articulação e sua disposição para enfrentar qualquer embate político no MA, mas as últimas movimentações e os acordos feitos por Carlos Brandão mostram que o jogo terá início mesmo somente após a sua posse como governador.

Será uma eleição com fortes emoções e com pesquisas de todo tipo e para todos os gostos.

Secretário Catulé Junior recebe Prêmio Mérito do Turismo Cazumbá

16.2.22

Homenageados do Cazumbá, o mais importante prêmio do turismo no Maranhão, são indicados por jornalistas especializados em turismo, turismólogos, entidades do setor e profissionais da área.

Na solenidade, realizada sexta-feira (11), no Rio Poty Hotel, Catulé Junior, visto ao lado com o
organizador do evento, jornalista 
Reginaldo Rodrigues (Fotos/Instagram/Divulgação)

Na solenidade, realizada sexta-feira (11), no Rio Poty Hotel, Catulé Junior, visto ao lado com o organizador do evento, jornalista Reginaldo Rodrgues (Fotos/Instagram/Divulgação)

O secretário de Estado do Turismo, Catulé Junior, foi um dos vencedores do Prêmio Cazumbá de Turismo e Cultura na categoria “Mérito do Turismo e Cultura 2021”. Os homenageados do Cazumbá, orquestrado pelo jornalista Reginaldo Rodrigues, o mais importante prêmio do turismo no Maranhão, são indicados por jornalistas especializados em turismo, turismólogos, entidades do setor e profissionais da área. A solenidade aconteceu na última sexta-feira (11), no salão Babaçu no Rio Poty Hotel, em São Luís.

A quinta edição da premiação teve 22 categorias disputadas por profissionais, agências de viagem, hotéis e restaurantes. Na cerimônia, receberam o prêmio os mais votados pela internet. Em sua postagem no Instagram, Catulé Junior, que é pré-candidato a deputado estadual, agradeceu a homenagem: “Agradeço a premiação recebida hoje de mérito ao turismo e cultura no 5º prêmio Cazumbá. Parabéns ao organizador e jornalista Reginaldo Rodrigues e a todo o trade turístico do nosso estado!”.

Pré-candidatura

Fazendo um balanço de sua gestão frente à Setur-MA, numa entrevista recente, o secretário de Estado do Turismo, Catulé Junior, destacou: “Investimos bastante, tanto na promoção do estado, no destino turístico do Maranhão nacionalmente e internacionalmente, ampliamos nossa participação em feiras. Investimos na infraestrutura turística e temos um turismo pujante, ainda que todas as condições mundiais sejam desfavoráveis”.

Em relação a sua pré-candidatura a deputado estadual, Catulé Júnior conta que nasceu praticamente dentro da política. “Assistindo e aprendendo o que a política pode fazer de bom para as pessoas e aquilo também que pode fazer de negativo. Caxias precisa há muito tempo de um grande representante, tanto na esfera estadual como na federal. Sou grato pela educação que tive e pela estrada que eu construí”.

(Fonte: blog do Ned)

Prefeitura de Caxias decide ampliar reajuste dos professores e em vez de 34,5% envia projeto à Câmara com 35,1% bem acima do piso nacional

A Prefeitura de Caxias decidiu ampliar o reajuste aos professores, agora em vez dos 34,5% anteriormente anunciado, a gestão resolveu após avaliação do impacto no orçamento aumentar o reajuste para 35.1%. Enquanto o reajuste do governo federal de 33,24%, eleva o salário dos educadores de R$ 2.886 para R$ 3.845, o aumento da Prefeitura de Caxias faz com que o salário passe de R$ 2.886 para 3.898,98, ou seja, 1,86% a mais que o Governo Federal, o que em dinheiro representa R$ 1.012,98 acima do piso nacional anterior.

No Maranhão e em outros estados, muitas prefeituras e governos apontam dificuldades financeiras para conceder o reajuste, mas a gestão municipal de forma pioneira no estado sai à frente com mais este reajuste.

“Nós valorizamos e respeitamos os professores, então decidimos colocar um aumento superior ao do Governo Federal, e será pago retroativo referente ao mês de janeiro. Nós estamos enviando um projeto para a Câmara Municipal. Os professores são os segundos pais dos nossos filhos, e isso mostra que o município tem compromisso com a educação”, afirma Fábio Gentil, prefeito de Caxias (MA).

Essa não é a primeira vez que a Prefeitura de Caxias (MA) apresenta a iniciativa. Em 2020, a gestão municipal também encaminhou Projeto de Lei à Câmara Municipal concedendo reajuste salarial de 13% para os professores da rede municipal de educação, aumento superior ao do Governo Federal, que concedeu na ocasião um reajuste de 12,84% no piso salarial dos professores da Educação Básica em todo o país. (Da assessoria)

Aldeias Altas: Prefeitura promove mutirão de consultas, exames e cirurgias em parceria com o Hospital de Referência Oftalmológica de Caxias

A Prefeitura Municipal de Aldeias Altas trabalhando para todos, realizou no último sábado e domingo, dias 12 e 13 de fevereiro, um mutirão oftalmológico com cirurgia de catarata e pterígio em parceria com o Hospital de Referência Oftalmológica, localizado no anexo do Complexo Hospitalar Gentil Filho, em Caxias. 

O mutirão foi destinado para pessoas que já tenham indicação médica para realização de cirurgia de catarata e pterígio, mas, a pedido do prefeito Kedson Lima, sensível às pessoas que sofrem com problemas de visão em no município, requisitou aos profissionais que acompanham os pacientes aldeias-altenses, que fosse realizada uma triagem para identificação do maior número possível de pessoas para serem beneficiadas também através dos procedimentos ali realizados.


"A gestão trabalhando para todos, atua com um olhar carinhoso e buscamos mais do que nunca, voltar nossa atenção maior à aqueles que nunca foram vistos e que por sofrerem os maus tratos de gestões irresponsáveis, foram castigados a ponto de chegarem a comprometer um dos sentidos tão essencial à vida de todos, a visão. Estamos atentos e enquanto houver recursos, os aplicaremos em vista da melhor qualidade de vida da população." Afirmou o prefeito Kedson Lima.


Com todo o suporte prestado aos munícipes, transporte, alimentação, água e acompanhamento de profissionais da área de saúde, sendo duas enfermeiras e uma assistente social. Nesse primeiro momento alcançamos o número de 20 pacientes, dos quais 15 realizaram com sucesso suas cirurgias.

(Da assessoria)

COERÊNCIA HISTÓRICA - Em artigo publicado em 2014, Chico Leitoa expôs tratativas do PDT na eleição daquele ano no Maranhão

15.2.22

PDT do Maranhão: uma decisão a altura de sua história

É na adversidade que se revelam as grandes virtudes. De repente o PDT do Maranhão se viu às voltas com um problema no mínimo complicado. Depois de dois anos anunciando que indicaria o Vice na chapa de oposição encabeçada por Flávio Dino, tudo combinado, inclusive já ter escolhido um nome com história e respeito no partido, o bom caráter Márcio Honaiser, fomos submetidos a um grande constrangimento pois o PSDB se aproximou e propôs apoio, mas exigiu a indicação de Carlos Brandão a Vice. Forçando uma repactuação, teoricamente aumentar as chances de vitória na complicada eleição para o governo do Maranhão. 

Qualquer gesto do PDT do Maranhão se traduziria na consolidação ou num baque sem precedentes para a oposição ou mesmo num tiro certeiro no grupo dominante.

Estava portanto nas mãos do PDT do Maranhão, uma grande responsabilidade. Ou discutir fortemente na tentativa de digerir o problema e depois enfrentar a direção nacional extremamente chateada pelo não cumprimento do compromisso ou radicalizar e colocar mesmo fora de tempo, uma candidatura própria uma vez que o outro caminho (convite do PMDB ofertando a vaga de Vice e vários espaços no governo que estava em curso), de cara foi matéria vencida pela opinião da maioria esmagadora dos Companheiros. Restou portanto, depois de exaustivas reuniões, o posicionamento a ser homologado no mesmo local e data da convenção nacional na sede do partido em Brasília, que contou inclusive com a presença da Presidenta Dilma, celebrando o apoio do Partido à sua reeleição, numa aliança com o PMDB, exatamente o Partido que no Maranhão tentava de todas as formas ter o PDT no seu leque de aliança. Dilma fez um discurso, claro, falando das suas dificuldades e avanços, mas principalmente como ex-pedetista, e em tom de emoção reviveu sua convivência com Brizola. Naquele momento, percebi que mesmo tendo o desejo do alinhamento do PDT do Maranhão com o PMDB, dificilmente faria carga pois naquele instante se traduzia algo ligado a sentimento, e a nível de Estado entrava em cena a cassação e as circunstancias da morte de Jackson, o grande representante da oposição maranhense nos últimos tempos. 

De volta ao Maranhão fizemos uma reunião na sede do PDT para tratativas finais, sob a liderança do então Deputado Federal Weverton Rocha e lá esteve presente o então candidato Flávio Dino que de forma humilde pediu nossa compreensão e que sem ressentimentos o ajudasse a vencer. Um militante do partido ao se manifestar se dirigiu da seguinte forma; Flávio, hoje todo mundo aqui tá cheiroso, espero que depois de eleito não passemos a ser fedorentos… rs. 

A âncora do partido portanto, é a história e o legado dos seus grandes líderes e o foco, os interesses da população.  A posição do Partido   não poderia ser outra e ela foi respeitada pela direção Nacional.

O PDT do Maranhão deu uma lição de desprendimento e se mostrou grande porque grande é sua história. Não viu somente a árvore…viu a Floresta. 

Espera-se o mesmo de todos os partidos de oposição.

Por Chico Leitoa

Junho de 2014

Deputada Daniela rompe o silêncio sobre separação e diz que é vítima de violência psicológica

Como defensora das mulheres, jamais poderia seguir com um casamento falido e sofrendo violência psicológica”, diz deputada Daniella.

O pronunciamento da deputada Daniella (DEM), na sessão plenária desta terça-feira (15), ganhou enorme repercussão após o desabafo que ela fez na tribuna expondo os ataques covardes e machistas que vem sofrendo por parte de blogueiros depois que o seu casamento com ex-prefeito de Tuntum, Cleomar Tema, chegou ao fim.

Visivelmente emocionada e indignada, Daniella leu algumas das manchetes sensacionalistas, misóginas e carregadas de Fake News – até onde se sabe, todas patrocinadas pelo ex-marido – com o objetivo de desonrá-la. Nas matérias, Daniella é colocada como a vilã, traidora e oportunista na relação com Tema.

Veja algumas das manchetes absurdas que atacam a parlamentar: “Mulher bonita é como alça de caixão, quando um larga tem outro botando a mão”; “Deputada Daniella tema é a nova novinha do ‘véi’ da lancha”; “A máscara da deputada Daniella caiu”; “Deputada Daniella se recusa a trocar sobrenome”; “Após traição, deputada maranhense rompe casamento com ex-prefeito”.

Pegando o gancho dessa última manchete, Daniella iniciou seu forte e corajoso desabafo na tribuna. A parlamentar desfiou o novelo afirmando que ao longo de mais de uma década de casamento teve de conviver com as incontáveis traições do ex-marido. Segundo a deputada, as puladas de cerca de Tema eram rotineiras e variavam de casos isolados a casos fixos, envolvendo, inclusive, relacionamentos com garotas de programa.

A deputada chegou a afirmar que seu casamento estava falido e que, como defensora da mulher, jamais poderia dar sequência ao casamento. “Seria incoerente”, apontou Daniella.

Ao final de sua fala, Daniella recebeu apoio e acolhimento dos deputados Wellington do Curso e Duarte Junior.

Ainda no plenário da Alema, a deputada concedeu uma entrevista, na qual revelou mais detalhes da relação conturbada, humilhante e desrespeitosa que vivia na companhia do ex-marido, Cleomar Tema.

“O fato de eu estar à Frente da Procuradoria da Mulher e defender a causa da mulher, foram dois dos motivos que me deram coragem para dar um basta nesse relacionamento. Não posso pregar uma coisa e, na prática, viver outra. Eu tentei levar o casamento e não consegui. Tenho pregado que as mulheres realmente tem que ter voz, tem que se empoderar, mas, na prática, estava vivendo algo completamente diferente, me submetia às humilhações quando ele (o ex-marido) me diminuía afirmando que eu estava no lugar que ocupo porque ele me colocou, mesmo sabendo que trabalhei para isso e o quanto nós construímos juntos essa trajetória, eu sabia de todas as traições, inclusive, traições com garotas de programa. Quando aconteciam as brigas, ele me mandava sair de casa porque a casa era dele. Eu vivi tudo isso e aguentei porque queria proteger a minha filha de toda essa situação desagradável. E, como toda mulher, sabia que iria ser julgada pela sociedade, sabia que iria ser apontada por ser uma mulher mais jovem que meu ex-marido. Eu só não sabia que ele próprio incentivaria todos esses ataques. Esse lado dele me pegou de surpresa, eu não esperava. Não queria ter que tornar público tudo isso, mas, infelizmente, diante de tudo que tem acontecido me fez ter que abrir a boca e romper o silêncio”, desabafou.

(Fonte: blog do Gilberto Léda)

Weverton Rocha leva a melhor em périplo de pré-candidatos a governador em Caxias

Pré-candidatos a governador movimentaram a política caxiense

A intensa movimentação dos 3 principais pré-candidatos a governador nos últimos dias em Caxias animou a classe política do município.

O primeiro a dar o ‘start’ político/eleitoral na princesa do sertão ainda na sexta-feira (11) foi o deputado Josimar de Maranhãozinho (PL). Ao lado do vice-prefeito e pré-candidato a deputado federal Paulo Marinho Júnior (PL), Josimar fez o “pacote básico” na cidade: concedeu entrevista em emissoras de TV e também para um podcast; visitou o mercado central em busca de boas imagens e participou de um almoço com algumas lideranças.

No sábado (12) foi a vez o vice-governador e pré-candidato a governador Carlos Brandão (ainda PSDB e provavelmente PSB) fazer algumas visitas ao lado do prefeito Fábio Gentil. Em Caxias, mesmo diante da liderança do gestor caxiense, a viagem de Brandão não foi considerada proveitosa. Com uma agenda voltada em boa parte para a zona rural, o vice-governador não foi muito feliz na escolha dos redutos visitados e sua estada em Caxias teve uma repercussão circunscrita quase que exclusivamente ao aparato midiático em torno de Fábio Gentil.

Já o senador Weverton Rocha (PDT), embora sem uma retaguarda política de encher os olhos em Caxias, seguiu milimetricamente o script político de quem sabe jogar o jogo. O pedetista escolheu a princesa do sertão para fazer a entrega de veículos para os conselhos tutelares de Capinzal do Norte, Coelho Neto e São Francisco do Maranhão. A escolha de um município chave na região leste como sede do evento serviu para ecoar o feito.

A vinda dos prefeitos das cidades beneficiadas, bem como a de gestores de outras cidades que apoiam o projeto de Weverton governador, mostrou o poder de articulação do PDT maranhense. Coube a Weverton Rocha devolver a Caxias os tempos áureos das grandes movimentações políticas do Estado, coisa que vimos pela última vez na época que as articulações eram comandadas pelos ex-governadores José Reinaldo Tavares e Jackson Lago.

A campanha ainda não começou, mas a passagem dos principais pré-candidatos a governador por Caxias mostrou a força e a articulação que cada um terá a partir de 16 de agosto, data que podem ser realizados comícios, caminhadas, distribuição de material gráfico e propagandas na internet.

O crime e a ameaça

14.2.22

Por José Sarney

A sociedade se organizou como Estado para enfrentar o medo da morte violenta, diz a velha fórmula de Hobbes. Se não evita a morte, todo o Estado desmorona, como um castelo de cartas. E, infelizmente, há muito tempo o Brasil tem falhado nesta tarefa. Tenho escrito aqui repetidamente contra a violência, que nos cobra preço maior do que o de muitas guerras, atingindo os que morrem e suas famílias, também vítimas irremediavelmente marcadas.

Os episódios recentes no Rio de Janeiro acentuam uma das faces mais terríveis desse massacre: o aspecto racial das mortes. As estatísticas mostram que as vítimas são principalmente os negros, e os negros jovens; e como é grande essa preferência. Os que defendem as armas dizem que armas não matam, que as pessoas matam. A verdade é que as armas matam porque estão na mão de pessoas que querem matar.

O caso de Moïse Kabogambe, o refugiado congolês, que foi morto a pauladas, mostra que as pessoas matam com as mais diversas armas. A brutalidade do ato, longo e prolongado pela agonia, não pode esconder sua causa. Moïse não era suspeito de nada, mas culpado de ser negro e estrangeiro em terra de milicianos. Sua morte ignominiosa, crudelíssima, a pauladas e pontapés, põe de joelhos o Brasil.

Também gratuito foi o assassinato de Durval Teófilo Filho, que, sendo negro, era vizinho de brancos preconceituosos. Seu assassino, ao entrar no condomínio em que ambos moravam, viu aproximar-se um negro com a mão numa mochila e, tendo um revólver — não é por ser sargento que ele tinha a arma, mas pela leniência da regulamentação da lei —, achou que devia atirar em “legítima defesa”.

Há quem pense, portanto, que a presunção de ameaça legitima o crime. A extensão desse raciocínio absurdo é que o diferente — e o diferente no Brasil nem sempre é minoria numérica, pois são maioria de nossa população os descendentes de africanos e as mulheres — é uma ameaça para os que se pensam superiores. Essa ideia desintegra não somente o Estado, como também a sociedade, nos aproximando do que os Estados Unidos têm de pior, que nunca jamais em tempo algum deveria ser copiado.

Uma continuação desse raciocínio de legitimidade da intolerância e da violência é o espetáculo da defesa do direito ao nazismo e dos nazistas fazerem o que quiserem, debate que dominou as mídias sociais essa semana. Eu exagero ao dizer que é esta a síntese do que se discutiu nos últimos dias? Creio que não. O nazismo, como outras intolerâncias, pouco se importa com o argumento dos outros. O seu argumento é ação, e a sua ação é a destruição do outro.

A intolerância foi sempre fonte de violência. Não podemos esquecer que a intolerância religiosa causou as terríveis guerras de religião e ainda hoje alimenta o terrorismo. Não podemos esquecer que a intolerância está na origem dos genocídios que envergonham a Humanidade.

Estes crimes são uma ameaça à sobrevivência do Estado e das pessoas. Por isso é preciso dizer não à violência.

Eleições 2022 – Candidatos a governador agitam Caxias tentando marcar território

11.2.22
Pré-candidatos a governador aportam em Caxias tentando marcar território
 

Em apenas 4 dias, 3 pré-candidatos a governador suam a camisa em solo caxiense tentando marcar território na região.

O pontapé desse ‘arrastão’ foi dado pelo deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL), que nesta quinta-feira (10) aportou na cidade para visitar o vice-prefeito de Caxias e pré-candidato a deputado federal Paulo Marinho Júnior. Josimar concedeu ainda uma entrevista à TV Band Caxias falando sobre projetos para o Maranhão.

Neste sábado (12) será a vez do vice-governador Carlos Brandão aportar na princesa do sertão onde cumpre uma concorrida agenda ao lado do prefeito Fábio Gentil. Brandão irá vistoriar obras na sede do município e também na zona rural, numa programação que tomará toda a manhã deste sábado.

Na segunda-feira (14), o senador Weverton Rocha (PDT) começa seu dia em Caxias concedendo uma entrevista coletiva às 10:00h no Hotel Alecrim. A assessoria do senador ainda não divulgou demais compromissos da agenda.

Sendo considerada a cidade de maior importância política do leste maranhense, a visita dos 3 pré-candidatos a governador num curto espaço de tempo mostra o fascínio que a cidade desperta naqueles que pretendem governar o Estado a partir do próximo ano.

Essa efervescência política, que em Caxias é muito forte, atiça os ânimos dos correligionários dos 3 pré-candidatos a governador e fornece matéria-prima nas rodas de conversa da cidade.

Zé Inácio solicita que UFMA recorra da decisão que anula bonificação aos estudantes maranhenses

10.2.22

O deputado estadual Zé Inácio usou a tribuna da Assembleia esta terça-feira (08) para  anunciar que protocolou indicação solicitando que seja enviado ofício ao Reitor da Universidade Federal do Maranhão – UFMA, Dr. Natalino Salgado Filho, solicitando que a universidade, através da sua Procuradoria Federal, recorra da decisão judicial do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) que anulou a Resolução Nº 1653/2017 – CONSEPE, a qual dispõe sobre o acréscimo na nota do ENEM aos estudantes que cursaram o último ano do Ensino Fundamental e o Ensino Médio em escolas públicas e privadas do Estado do Maranhão.

 “É necessário que esta Casa se manifeste ressaltando a importância da bonificação aos estudantes maranhenses para terem acesso à UFMA e não ocorra que estudantes de outros estados concorram de forma desigual por essas vagas e, depois de formados, não fiquem no estado. Enquanto os estudantes daqui, na sua quase totalidade, optam por exercer a sua profissão no estado.”, afirma Zé Inácio.

A referida Resolução estabelece, como política de ação afirmativa, no Sistema de Seleção Unificado (SISU), um acréscimo de 20% (vinte por cento) na nota final do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) para os estudantes que cursaram o último ano do Ensino Fundamental (90 ano) e os três anos do Ensino Médio (10 ao 30 ano) em escolas públicas e privadas do Estado do Maranhão.

Ainda segundo Zé Inácio essa política permite aos estudantes maranhenses a superação de desigualdades, além de se mostrar como importante meio de democratização do acesso à Universidade e estímulo a entrada de estudantes de escolas públicas e privadas locais ao ensino superior do Estado.

O parlamentar ainda destaca que a política de bonificação já é uma realidade em vários estados, existindo inclusive decisões judiciais no âmbito do STJ e STF reconhecendo a sua constitucionalidade com base no princípio da autonomia universitária e garantindo esse direito de ação afirmativa aos estudantes. (Da assessoria)