Hospital de Campanha de Caxias tem 100% de leitos para pacientes com covid-19 ocupados; Complexo de Saúde tem 70% de ocupação

31.12.20

A disseminação da covid-19 em Caxias só aumenta. O Boletim Epidemiológico já contabiliza 5.824 pessoas com covid-19.  Embora 5.097 pessoas tenham se recuperado, 121 pessoas já foram vítimas da doença em Caxias. Nos últimos dias, a população tem se descuidado e não tem usado máscaras em muitos lugares, a exemplo do Parque Balneário Veneza no Natal, onde a recomendação é que se utilize máscara do lado de fora do lago, mas muitos insistem em não usar.

“O negócio é sério e as pessoas ficam brincando com as coisas. Eu estou aqui com os meus familiares, mas só eu estou usando máscara, eles estão todos sem máscara. Aí desse jeito não dá”, disse Roberto, visitante que faz parte do grupo de risco.

“Tem que se proteger, usar álcool em gel, usar máscara. As pessoas não estão se conscientizando em usar a máscara, que é muito importante. As pessoas estão aglomeradas e não usam máscara, aí fica ruim desse jeito”, lembra George Cabral, visitante.

Esta situação preocupa a Coordenação da Vigilância Epidemiológica, pois a doença não escolhe idade ou classe social.

“A gente tem sentido que as pessoas estão acostumadas com a situação, achando que a pandemia já passou, e a gente sabe que não é bem assim. O que as autoridades previam, de que poderia ter uma segunda onda, acreditamos que estamos entrando nela. A gente já teve relatos de pessoas que foram pra confraternização de amigos, dois dias depois apresentou sintomas gripais. Então, uma pessoa jovem que sai pra se divertir pode trazer o vírus e infectar os seus pais, pessoas idosas, que tenham uma comorbidade”, afirma Verônica Aragão, coordenadora da Vigilância Epidemiológica.

Nesta terça-feira (29), o Hospital de Campanha Centro Médico, alugado pela Prefeitura de Caxias, atingiu 100% de leitos de UTI com ventilação mecânica ocupados. Ainda existem leitos de enfermaria desocupados, mas o índice de ocupação atual preocupa os profissionais de saúde. No Complexo Municipal de Saúde, 70% dos leitos de UTI voltados para pacientes com covid-19 estão ocupados.

“Esses pacientes que a gente está fazendo a triagem com swab são a maior parte dos pacientes que eu atendo. São pacientes que precisam cumprir o isolamento social, sintomáticos, que precisam da medicação e vão cumprir o isolamento social, até o resultado do teste. Aumentou sensivelmente, e agora com as festas de Natal e confraternização, a gente observa que as pessoas não estão se isolando. E aquelas pessoas que se isolaram o ano todo estão saindo para as festas familiares, são esses pacientes que agora estamos atendendo. São pessoas que no início não se expuseram ao vírus, mas agora nas festas familiares estão se descuidando e são os casos que estão aparecendo com maior gravidade. A gente percebe na rua que as pessoas não estão usando máscara e precisam usar”, lembra Leandro Moura Fé, médico.

O pedido da Prefeitura de Caxias, do Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Novo Coronavírus e da Secretaria Municipal de Saúde é para que todas as pessoas redobrem os cuidados: usem máscara, lavem as mãos com água e sabão ou álcool em gel e mantenham o distanciamento social, pois a situação pode se agravar ainda mais caso a população não colabore com as medidas restritivas e preventivas.

“O nível de internação está alto, já tem tido casos de crianças, temos um caso de óbito de criança de 4 meses. Então, não vamos achar que sendo jovem não há perigo de você pegar o vírus. Então, o vírus não escolhe idade e nem classe social. O aviso da Vigilância é que a gente possa se proteger”, explica Verônica Aragão. (Ascom)

STF prorroga estado de calamidade pública em meio à pandemia de Covid-19

Com isso, continuam impostas as medidas sanitárias até que a Organização Mundial da Saúde (OMS) afirme que a pandemia acabou

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu prorrogar o estado de calamidade pública em função da pandemia da Covid-19. As regras emergenciais adotadas por causa da doença perderiam validade nesta quarta-feira (31/12).A decisão de Lewandowski mantém o estado de calamidade e as medidas sanitárias decorrentes deste até que a Organização Mundial da Saúde (OMS) ou o governo brasileiro atestem que a pandemia acabou. A prorrogação do estado de calamidade era um desejo dos governadores, que temiam que o fim do regramento de exceção dificultasse a aquisição de equipamentos, a compra de vacinas nos estados e a contratação de profissionais de saúde.

A decisão do ministro do STF foi tomada após um pedido do partido Rede Sustentabilidade. A equipe econômica do governo Jair Bolsonaro (sem partido) é contra a prorrogação, por temer que o estado de calamidade acabe por forçar a prorrogação do auxílio emergencial. (Fonte: Metrópoles)

Bispo de Caxias recebe alta depois de ser internado para tratar covid-19

30.12.20

A notícia foi divulgada pelo bispo diocesano na tarde desta quarta-feira (30).

"Depois de 11 dias internado no Centro Médico do município de Caxias, recebi alta hoje. Venci a covid-19", disse o bispo da Diocese de Caxias, dom Sebastião Duarte, em uma publicação no seu Facebook na tarde desta quarta-feira (30).

Ainda na publicação, ao lado de profissionais de saúde da unidade médica, o bispo diocesano agradeceu a todos que lhe deram suporte durante o período de tratamento.

(Fonte: Portal Noca)

VÍDEO: 8ª Caravana do Bem

"Sorriso no rosto e muita alegria foram as reações mais marcantes deste período natalino durante a entrega dos brinquedos arrecadados na 8ª Caravana do Bem em Caxias. Somos tomados todos os anos por grande emoção, onde levamos para as famílias e crianças carentes mais do que um brinquedo, levamos solidariedade, carinho e amor. É claro que este ano foi preciso formatar um novo modelo, nos adaptando às condições sanitárias, mas não deixamos de fazer. É importante que continuemos essa corrente do bem, conjuntamente com esse grupo de voluntários, de amigos",

Catulé Júnior

Equatorial emite nota sobre interrupção no fornecimento de energia elétrica em Caxias

29.12.20

Fato ocorreu no último sábado (26), afetando o funcionamento da captação do Rio Itapecuru, reservatório da Vila Alecrim e ETA Ponte. 

A Equatorial Energia emitiu uma nota de esclarecimento sobre a interrupção no fornecimento de energia elétrica na rede de média tensão ocorrida no último sábado (26), que afetou o funcionamento da captação do Rio Itapecuru, reservatório da Vila Alecrim e ETA Ponte:

Nota de esclarecimento

A cerca de situação apontada sobre falta de energia que afetou o abastecimento de água em Caxias no último sábado (26), a Equatorial Maranhão informa que problemas na rede de distribuição causaram a interrupção no fornecimento de energia. A Companhia logo identificou a causa e no mesmo dia realizou as correções necessárias para que a energia fosse normalizada o mais rápido possível.

Parceria consolidada - Catulé confirma candidatura a presidente da Câmara e diz que “não se mexe em time que está ganhando”

28.12.20


O decano da Câmara Municipal de Caxias, vereador Catulé (Republicanos), confirmou nesta segunda-feira, 28, que é candidato a presidente da Câmara Municipal de Caxias para a próxima legislatura, cargo que já ocupa atualmente.

Aliado de primeira hora do prefeito Fábio Gentil, Catulé coleciona uma longa trajetória de batalhas políticas ao lado do prefeito Fábio Gentil, com destaque para o fato de ter deixado o grupo Coutinho em 2013 para se tornar um dos mais valorosos soldados na disputa de 2016, quando sua participação foi de fundamental importância para o êxito naquele pleito.

Como presidente da Câmara durante todo o atual mandato de Fábio Gentil, Catulé conduziu o legislativo com maestria, não tendo o prefeito enfrentado nenhum problema no parlamento durante esse período, o que o habilita para seguir como presidente.

Com 16 vereadores eleitos na coligação de Fábio Gentil em novembro último, a candidatura de Catulé representa a união do grupo e facilita a articulação do prefeito, que elegendo apenas 3 vereadores em 2016, conseguiu reunir apoio suficiente para bancar a presidência de Catulé, mas que agora reúne todas as facilidades de manter o compromisso com o aliado.

8ª Caravana do Bem: brinquedos arrecadados alegram o Natal de milhares de crianças carentes de Caxias

Iniciativa levou cerca de três mil brinquedos a crianças do bairro Pai Geraldo e povoados Centro das Cabeceiras, Cabeceira dos Cavalos, Passagem da Ema e Engenho D'Água 

Sorriso no rosto e muita alegria foram as reações mais marcantes deste período natalino durante a entrega dos brinquedos arrecadados na 8ª Caravana do Bem em Caxias. A iniciativa levou cerca de três mil brinquedos a crianças carentes do bairro Pai Geraldo e povoados Centro das Cabeceiras, Cabeceira dos Cavalos, Passagem da Ema e Engenho D’Água.

Como forma de prevenção ao contágio pelo novo coronavírus, este ano a distribuição dos brinquedos foi realizada em dois dias, que antecedem o Natal, de casa em casa e em locais com pouca concentração de pessoas. Os voluntários da Caravana do Bem tomaram todos os cuidados necessários, a exemplo do uso de máscaras e álcool gel.

A estudante Camila Chaves, uma das crianças contempladas com a ação social, gostou de ter recebido um brinquedo. “Porque tem muitas pessoas que não ganham presente no Natal, como eu, que não ia ganhar, mas hoje ganhei”, declarou ela.

De acordo com a dona de casa Maria Divina, “uma excelente iniciativa. Que bom seria se muitos fizessem o mesmo. Representa o espírito natalino de bondade, solidariedade e amor ao próximo, muito importante no nosso dia a dia”.

Para os líderes comunitários Edvan Carvalho e Alex Lima, “é um gesto muito bonito, uma grande festa para as comunidades humildes e simples. É gratificante ver as crianças felizes”.

Os vereadores Mário Assunção e Catulé marcaram presença em mais uma edição do evento. Ambos elogiaram o idealizador da Caravana do Bem, o empresário e advogado Catulé Júnior, por não desamparar as crianças mesmo em tempos de pandemia.

“Somos tomados todos os anos por grande emoção, onde levamos para as famílias e crianças carentes mais do que um brinquedo, levamos solidariedade, carinho e amor. É claro que este ano foi preciso formatar um novo modelo, nos adaptando às condições sanitárias, mas não deixamos de fazer. É importante que continuemos essa corrente do bem, conjuntamente com esse grupo de voluntários, de amigos”, frisou Catulé Júnior.

O Menino é um de nós

27.12.20

José Sarney

O ser humano sempre teve, na longa história de sua presença no mundo — que, diante da história da vida, é curtíssima, e um nada diante da do universo — uma imensa vontade de compreender a si mesmo. Mas o momento decisivo de todo o seu percurso é algo que ele não pode compreender, um mistério. Essa palavra significava justamente algo fechado à percepção. Mistério altíssimo e, no entanto — ou por isso mesmo, por ser divino —, tão simples em sua narrativa, tão banal na sua forma exterior, aparente, repetida tantos bilhões de vezes: o nascimento de uma criança. Só que essa criança é Deus. É Deus quando o anjo Gabriel diz à jovem Maria: “O Senhor está contigo!” — e explica: — “O Espírito Santo virá sobre ti.” É Deus quando ela aceita: “Eu sou a serva do Senhor!” É Deus quando “se cumpriram os dias … e depois de envolver seu filho em panos deitou-o numa manjedoura”. É Deus quando o anjo fala aos pastores: “anuncio uma grande alegria”.

Esse mistério se prolonga, e o menino cresce na casa humilde de José e Maria, e nos ensina que há um mandamento, o do amor, e, por isso, por esse mandamento, morre “morte de cruz”, não sem antes ter tido medo, pois é Deus e é homem. E por isso ressuscita.

É da alegria do nascimento de Jesus que alimentamos nossa vida. O que podemos saber desse mistério de Deus se tornar homem e “habitar entre nós”? Nada, e tudo, pois os últimos anos de sua vida foram passados para nos revelar essa lição tão curta, tão clara e que às vezes parece tão difícil de cumprir: Deus, Jesus, o Menino Jesus é um de nós, e, portanto, esse “nós” é imenso, é tão grande que inclui toda a humanidade, a que vive e a que viveu. Amar ao próximo “como a si mesmo” ou “como Ele nos amou” é amar a si mesmo, pois somos todos uma coisa de nada, mas imensa, incomensurável, porque “temos parte” — assim disse Jesus, diante de João, que nos contou, a Pedro — com Ele.

Este ano terrível da pandemia nos afastou, mas não afastou o nosso amor pelo próximo, por nossa família, por nossos amigos. Não apenas porque, pela internet, pudemos falar e estar com os outros, mas porque ela, a pandemia, nos aproximou, ela fortificou os nossos laços de união, ela nos fez sentir que somos parte da humanidade, que nossa vulnerabilidade é a fragilidade de todos e cada um de nós, que não podemos escapar ao destino comum — que, se podemos escapar, é pelo caminho que se abre para todos.

Muitos anos antes desse dia eterno, Isaías disse: “Ele próprio virá e nos salvará… / e [aos] que foram reunidos por causa do Senhor / … uma alegria os tomará. / Para longe foram dor, tristeza e suspiro.”

Diante do Presépio, diante desse Menino que nasce na humildade absoluta, se vestindo assim da glória nas alturas que cantam os anjos, a fraternidade é porta que nos é aberta para a salvação.

Artigo publicado também no jornal Estado do Maranhão e no site josesarney.org.

Mais um hospital privado de Teresina está com UTIs lotadas sem vagas para pacientes com Covid-19

A situação da Covid-19 no Piauí voltou a se agravar de forma alarmante. Ontem à noite, o diretor técnico do Hospital São Marcos, Dr. Marcelo Martins, enviou um documento às principais autoridades do Estado e do Município de Teresina chamando a atenção para a saturação da rede privada quanto à capacidade de atendimento de pacientes infectados pelo novo coronavírus e pedindo providências urgentes para conter o avanço da doença.

Marcelo Martins relata que o Hospital São Marcos está com 100% dos leitos de UTI ocupados, consequência do aumento significativo do número de atendimentos por síndromes gripais na unidade de pronto atendimento daquela casa de saúde. A situação é tão grave que, nos últimos dias, a diretoria do hospital teve que fechar a unidade de pronto atendimento por diversas vezes, por não ter mais como acomodar pacientes em sua estrutura.

Esta situação não é muito diferente da que está ocorrendo no restante da rede privada de saúde da capital, que tem recebido um número crescente de pacientes, especialmente vindos do interior do Estado. O documento lembra ainda que, em outros meses, quando a rede privada ficou lotada, em seguida, a rede pública também chegou ao limite de atendimento.

Como alguns leitos exclusivos para Covid-19 já foram desativados, e levando em consideração a exaustão das equipes de saúde que estão trabalhando ininterruptamente desde março, o diretor médico do HSM alerta as autoridades e pede medidas necessárias para evitar o colapso do sistema de saúde o mais rápido possível.

O aviso foi dado e convém não desobedecer a ciência porque, sempre que isso acontece, o preço é pago com vidas humanas. As aglomerações realizadas durante a campanha eleitoral e as comemorações de vitória dos eleitos estão mostrando os resultados agora. Da mesma forma, as confraternizações e festividades de fim de ano são um estopim para o surgimento de novos casos em janeiro. Um colapso anunciado que pode ser prevenido com determinações rígidas, corajosas e urgentemente necessárias. Não há o que festejar quando milhares de vidas são perdidas para uma doença que pode ser prevenida.

Situação se repete em outros hospitais privados

Em outros hospitais privados em Teresina também não há mais vagas para pacientes com Covid-19. Para esta segunda-feira (28) está prevista uma reunião do Comitê de Operações Emergenciais (Coe Municipal). (Fonte: Cidadeverde.com)

‘Coisa de Satanás’, diz Dino sobre discurso de Bolsonaro no Natal

26.12.20

Blog do Gilberto Léda - O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), subiu ontem nas redes sociais após um discurso do presidente Jair Bolsonaro, durante sua live semanal, realizada na véspera do Natal.

Na transmissão, o presidente declarou, por exemplo, que é de seu desejo que o “povo brasileiro se arme, porque a vagabundagem já está armada”.

Para o comunista maranhense, “coisa de Santanás”.

Caxias tem 5.772 infectados por Covid-19 e 5.061 curados

Ainda dos casos confirmados, o município tem 416 pacientes em isolamento domiciliar e 52 em internação hospitalar.

Imagem de célula infectada pelo coronavírus — Foto: Cynthia Goldsmith e Azaibi Tamin/CDC

Até a noite dessa sexta-feira (25), Caxias registrou 5.772 casos confirmados com o novo coronavírus. Destes, 5.061 pessoas estão recuperadas. É o que revela o boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura e o comitê de enfrentamento ao coronavírus.

Ainda dos casos confirmados, o município tem 416 pacientes em isolamento domiciliar e 52 em internação hospitalar.

Mais

O Maranhão chegou a 199.906 casos confirmados do novo coronavírus, de óbitos chega a 4.458 e 190.152 recuperados, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES). (Portal Noca)

Interrupção de energia elétrica afeta abastecimento de água em bairros de Caxias

Em nota, o SAAE explica a falta de abastecimento de água neste sábado (26).


Em nota, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) explica a falta de abastecimento de água neste sábado (26) em alguns bairros de Caxias:

Flávio Dino diz que pretende deixar o governo em abril de 2022 para disputar eleições

24.12.20

Sem especificar cargo, Flávio Dino disse que tentará articular base aliada ao longo de 2021 para chegar em 2022 com "a casa arrumada".

Governador do Maranhão, Flávio Dino. — Foto: Reprodução/TV MIrante.

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), afirmou que pretende deixar o cargo estadual em abril de 2022 para concorrer às eleições. A declaração foi feita em entrevista à TV Mirante, nessa quarta-feira (23), onde falou sobre a aquisição de vacinas contra a Covid-19 para o estado e sobre o resultado das eleições municipais de 2020.

Flávio Dino, que cumpre o segundo mandato como governador, não especificou, no entanto, o cargo no qual pretende concorrer. Mas ao comentar a vitória do opositor Eduardo Braide (PODE) para a prefeitura de São Luís, minimizou as disputas internas na base do governo, que lançou três candidatos nas eleições deste ano, e disse que pretende se articular para reestabelecer o pacto entre os aliados ao longo de 2021.

"Provavelmente, devo concorrer às eleições e, por imperativos legais, devo deixar o governo em abril de 2022. Temos uma longa estrada até lá, são praticamente 15 meses [pela frente].Então, minha intenção é deixar tudo pactuado no que se refere a governo, vice-governador, senado, chapas, ao longo de 2021, para que a gente entre em 2022 com a casa arrumada", disse Flávio Dino.

O governador disse, ainda, que pretende usar a disputa interna da base aliada no pleito de 2020 como exemplo do que deve ser evitado nas próximas eleições.

"Em parte dos municípios do Maranhão, onde nós conseguimos nos unir, nós vencemos. Onde houve divisão, aí o resultado eleitoral fica mais difícil. É esse exemplo de 2020 que eu quero levar para 2022, para que a gente faça, agora no começo do ano, um pacto em que todos [base do governo] tenham liberdade de construir suas pré-candidaturas, mas submetidos a um pacto de união em favor da continuidade das transformações sociais no nosso estado", completou o governador. (Fonte: G1/MA)

Fiocruz rejeita pedido de vacina do STF e STJ; estoque é do Ministério da Saúde

 

O Globo

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) negou o pedido do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Superior Tribunal de Justiça (STJ) para reservas de vacinas contra a Covid-19. A instituição informou que a produção é destinada “integralmente” ao Ministério da Saúde. Segundo nota, a estratégia visa atender à demanda do Programa Nacional de Imunização (PNI). 

“A produção dessas vacinas será, portanto, integralmente destinada ao Ministério da Saúde, não cabendo à Fundação atender a qualquer demanda específica por vacinas”, diz o texto.

O STF encaminhou ofício pedindo a reserva sete mil doses de vacina  para a imunização de ministros e servidores da Corte e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O diretor-geral do STF, Edmundo Veras dos Santos Filho justificou que os servidores desempenham “papel fundamental no país” e que muitos deles fazem parte dos chamados grupos de risco. O documento foi enviado dia 30 de novembro.

“Tal ação tem dois objetivos principais. O primeiro é a imunização do maior número possível de trabalhadores de ambas as casas, que desempenham papel fundamental no país e têm entre suas autoridades e colaboradores uma parcela considerável de pessoas classificadas em grupos de risco”, diz um trecho do ofício.

Prefeito Fábio Gentil teria mandado Teodulo Aragão sair da disputa pela presidência da nova Mesa Diretora da Câmara

23.12.20



Por volta das 16 horas de ontem, terça-feira (22/12), o prefeito de Caxias MA, Fábio Gentil (Republicanos), foi à Câmara Municipal local para afirmar ao atual presidente da Casa do Povo, vereador Catulé (Republicanos), que o mesmo podia contar com seu apoio na disputa pela presidência da nova Mesa Diretora do Legislativo caxiense.

Tudo bacana, Catulé agradeceu pela confiança do chefe do Executivo, mas relatou as articulações do vereador eleito Teódulo Aragão (PP), seu rival, que vem trabalhando nos bastidores para tirar Catulé do comando do Parlamento na legislatura de 2021.

Em resposta, Cabeludo disse a Catulé que chamaria Teódulo Aragão para uma conversa definitiva… E, de fato, hoje pela manhã (23/12), Teódulo Aragão, acompanhado dos vereadores eleitos Luis Lacerda, Uaryny Cavalcante, Cintia Lucena, Ricardo Rodrigues, Ângela Machado, e dos reeleitos Durval Junior, Irmã Nelzir, Darlan Almeida e Ramos, também foi até a Câmara para comunicar a Catulé que Cabeludo lhe tinha dito, momentos antes, para sair da disputa.

Rompimento

No entanto… TA emendou afirmando a Catulé que havia rompido com o prefeito por conta disso e realçou que não vai parar, que vai continuar com as articulações no sentido de se eleger presidente da Casa do Povo!

A história é boa, está bem contada… Mas parece haver fios soltos nela… Teódulo Aragão teria rompido mesmo com Cabeludo, o principal fiador de sua eleição?

Por sinal, já agora, hoje, por volta das 13 horas e pouco, TA estava na Churrascaria Avenida almoçando com um monte de vereadores eleitos! (Fonte: Blog do Jotônio Viana)

Kedson Lima vai ser empossado prefeito de Aldeias Altas na virada do ano

Kedson Lima (PL) vai ser empossado prefeito de Aldeias Altas durante cerimônia que acontecerá na madrugada da virada de ano no dia 1º de janeiro de 2021. O vice-prefeito Marcio Gaido (PSC) e os 11 vereadores também serão empossados. O rito cerimonial, com algumas restrições por conta da pandemia da Covid-19, ocorrerá na sede da Câmara Municipal no Centro da cidade.

Em tempo - Kedson Araújo Lima, 54 anos, foi eleito com 7.212 votos (52,73% dos votos válidos) nas eleições do dia 15 de novembro. O ex-vereador e ex-presidente da Câmara fez uma campanha limpa e consagrou-se vitorioso no pleito municipal. O candidato do Partido Liberal (22) superou três adversários e foi eleito com a coligação “Unidos Venceremos” com os partidos: Cidadania, PL e PSC.

Abaixo o comunicado da Câmara Municipal de Aldeias Altas sobre a posse dos vereadores, prefeito e vice-prefeito. (Fonte: blog do Irmão Inaldo)

Estado premia Caxias e mais 24 municípios que avançaram no combate ao trabalho infantil

22.12.20

Redução dos casos foi possível, graças ao trabalho conjunto do Governo do Estado com outros órgãos.

Além do selo, os municípios foram premiados com kits multimídia, esportivo e
brinquedotecas (Foto: Honório Moreira)

Por meio da execução de políticas públicas intersetoriais, Caxias e outros 24 municípios maranhenses conseguiram reduzir o índice de trabalho infantil e foram premiados, na última sexta-feira (18), pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes), com o Selo Município sem Trabalho Infantil. Esta é mais uma vitória do Governo do Estado, após uma série de ações efetivas junto aos municípios, com a finalidade de garantir os direitos das crianças e adolescentes do Maranhão.

De acordo com o secretário da Sedes, Márcio Honaiser, estratégias como o acompanhamento permanente aos municípios, são essenciais para o combate ao trabalho infantil e à naturalização dessa prática.

“A Sedes desenvolve ações ininterruptas para a redução deste cenário de violação de direitos das crianças e adolescentes no Maranhão. Em 2019, lançamos o selo “Município sem Trabalho Infantil”, e agora premiamos, como forma de reconhecimento, os municípios que se destacaram na diminuição do trabalho infantil. Com muito trabalho e compromisso, estamos conseguindo reduzir de forma significativa o número de famílias com marcação de trabalho infantil no nosso estado”, pontuou o secretário.

A redução dos casos foi possível, graças ao trabalho conjunto do Governo do Estado com outros órgãos como Ministério Público do Trabalho (MPT), Procuradoria Regional do Trabalho (PRT), FEPETIMA, Conselhos de direitos e tutelares. Ao serem retiradas da condição de trabalho infantil, crianças e adolescentes são inseridas imediatamente em programas socioassistenciais como o Programa Bolsa Família e Serviços de Fortalecimento de Vínculos, para que as famílias tenham suporte para a superação desta situação, com atendimento e acompanhamento pelas equipes dos CRAS.

Representando os municípios premiados, Andrea Lauande, secretária municipal de Assistência Social de São Luís, destacou a premiação como relevante instrumento de busca a erradicação do trabalho infantil no Maranhão.

“Há um ano não temos cofinanciamento do Governo Federal para as ações estratégicas contra o trabalho infantil. Estamos contando com o apoio do Governo do Estado e com recursos próprios, mesmo assim conseguimos ficar entre os primeiros colocados entre os municípios que mais reduziram os índices de trabalho infantil no Maranhão. Estamos felizes com a nossa conquista e com a iniciativa do reconhecimento por esse importante trabalho”, disse a secretaria. 

Além do selo, os municípios foram premiados com kits multimídia, esportivo e brinquedotecas. Dentre os contemplados, estão Buriticupu, que foi em primeiro lugar, seguido de Grajaú, Imperatriz, Pedreiras, Açailândia, Paço do Lumiar, Santa Luzia, Balsas, São Luís, Pinheiro, Codó, Santa Helena, Timon, Vargem Grande, Bacabal, Timbiras, Colinas, Bom Jardim, Paulino Neves, Caxias, Araioses, Barreirinhas, Monção, Vitorino Freire e Coroatá.

Maranhão reduziu em 87,8% os casos de trabalho infantil em 2020

Segundo dados do Ministério da Cidadania, o Maranhão reduziu em 87,8% o número de famílias inseridas no Cadastro Único (CadÚnico) com marcação de trabalho infantil no Maranhão, em cinco anos. Em 2015, 18.298 famílias maranhenses inseridas no CadÚnico tiveram registros de trabalho infantil. Em 2020, essa estatística caiu para 2.226 famílias. 

Este número é um dos indicadores de que o plano de enfrentamento à esta prática tem sido exitosa. As crianças e adolescentes retiradas da condição de violação de direitos, são inseridas em serviços socioassistenciais com acompanhamento familiar, no âmbito da política de assistência social associada às demais iniciativas do Governo do Estado, em outras políticas públicas. (Secom/MA)

Comunicado sobre sessão solene de posse de vereadores, prefeito e vice-prefeito

21.12.20

 Será o próximo dia 31, às 23h, no Plenário Ver. Edson Vidigal.

Programa Destino Lençóis e Delta: Governo do Maranhão anuncia 20 milhões de reais para o turismo

20.12.20

O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado do Turismo (SETUR), lançou no sábado, 19, o Programa Destino Lençóis e Delta. Serão 20 milhões de reais destinados a obras e ações em 8 municípios nessa primeira etapa.

“Será um amplo pacote com objetivo de transformar nossos destinos em produtos turísticos consolidados nacional e internacionalmente, possibilitando o desenvolvimento sustentável da região. O que é bom para os turistas é bom também para os maranhenses!“ afirmou o gestor da Setur, Catulé Júnior.

A solenidade de lançamento que apresentou vídeo promocional e etapas das atividades que serão executados no ano de 2021, começou com a fala do governador do estado, Flávio Dino. 

“Após um ano difícil  para o o turismo, aportamos mais investimentos para estruturar e promover essa política pública que gera renda e empregos. Desde 2015 já foram investidos quase 300 milhões de reais na região em melhorias na infraestrutura e na urbanização. E no próximo ano vamos intensificar nossa parceria com foco no turismo ” explicou o governador do Maranhão.

Os polos Lençóis Maranhenses e Delta das Américas sos compostos pelos municípios de Araioses, Água Doce do Maranhão, Barreirinhas, Humberto de Campos, Tutóia, Paulino Neves, Primeira Cruz e Santo Amaro. 

Serão 16 obras como revitalização e construção de praças, Beira Rio, portais de entrada, instalação de sinalização turística, pontos de internet, qualificações, além de investimentos em outros eixos do programa como artesanato, kitesurfe, lazer e segurança.

O prefeito eleito de Barreirinhas, Almícar Rocha, aprovou as grandes obras anunciadas na região. “Eu e outros prefeitos presentes estamos agradecidos com esse grande investimento do governo que vai gerar desenvolvimento econômico regional. Nosso portal de entrada, pavimentação, cais flutuantes, são sonhos antigos que agora serão concretizados!”.

Na ocasião também foram entregues camisas com proteção 50 FPS para condutores de veículos, lanchas e de passeios de cooperativas locais. A entrega foi feita pelo gerente do Banco do Brasil em Barreirinhas, Paulo Feitosa, o secretário Catulé Júnior, e os atuais prefeitos e prefeitos eleitos de Barreirinhas (Almicar Rocha), Humberto de Campos (Luis Fernando), Paulino Neves (Raimundo Filho), Santo Amaro (Leandro de Moura) e Primeira Cruz (Nilson do Cassó).

O presidente da Cooptur, Francisco André de Sousa Júnior, comentou a importância da ação. “É fundamental essa atenção ao setor de transporte que é uma das áreas mais procuradas para visitação dos atrativos nos Lençóis. Contar com esse equipamento e esse apoio do governo será nosso diferencial na oferta dos serviços” explicou o presidente da cooperativa de condutores de veículos de Barreirinhas. (Da assessoria)

Cessar fogo na Guerra da Vacina

19.12.20

José Sarney

A vacina já fez parte de muitas guerras. Ninguém sabe qual foi a primeira, mas, na América, a ocorrência pioneira foi registrada em 1492, segundo Charles C. Mann em seu livro 1493. Nesta região até então não existia hepatite, varíola ou gripe. Quando estas doenças desembarcaram no bojo das caravelas, o cálculo feito pelos historiadores é que elas dizimaram dois terços da população indígena. Esse terrível genocídio acabou provocando resistência de seu organismo a alguns vírus e bactérias.

Na China, sempre pioneira, a inoculação do vírus da varíola, hoje chamada variolação, já era praticada no século X. “A vacinação é precursora da medicina moderna e não produto dela”, diz Eula Biss em seu livro Imunidade. O que veio a tomar o nome de vacina era praticado desde o século XVIII na Inglaterra, onde se começou a praticar a variolação. De lá, em 1733, Voltaire — que tivera varíola dez anos antes — escreveu que “as mulheres do Caucáso desde tempos imemoriais dão a varíola aos filhos já aos seis meses, fazendo-lhes uma incisão no braço e inserindo uma pústula que retiravam de uma outra criança.” É ainda Biss quem lembra que Voltaire censurava o fato de os embaixadores franceses não terem levado esse hábito de Constantinopla para Paris.

Essas práticas provocaram grandes controvérsias e muitas revoltas. Não só no passado: sempre a vacinação esteve ligada à violência. Na caçada a Bin Laden os americanos simularam uma vacinação de hepatite tipo 2 no Paquistão e no Afeganistão para ter o pretexto de visitar casa a casa — vacinavam as pessoas, mas verdadeiramente queriam descobrir o esconderijo do terrorista que mandara explodir as torres gêmeas.

Aqui no Brasil a guerra da vacina de 1904, que envolveu grandes nomes da História brasileira, teve várias motivações: os cadetes da Escola da Praia Vermelha valeram-se dela para tentar um levante contra Rodrigues Alves; contra Osvaldo Cruz havia o ciúme pela ascendência profissional; e o nosso grande Rui Barbosa invocava o Direito, sustentando que a obrigação de submeter alguém a receber o vírus da doença em seu próprio corpo era uma violência do Estado.

Por trás, ontem e hoje, o egoísmo do homem, que tem algo, ou material ou intelectual, a defender em proveito pessoal. A guerra atual é entre laboratórios ingleses, americanos, chineses, alemães e de todo lado, cada qual querendo chegar na frente e tirar proveitos comerciais.  Já os governos e políticos desejam obter dividendos eleitorais.

Mas, para felicidade nossa, a disputa que demorou esses longos meses — tempo em que se perderam tantas vidas — parece pacificada. O inimigo é o vírus e as outras discussões são secundárias. Tem lugar para todo mundo e, em âmbito mundial, todos serão vacinados, afastando o medo e a ameaça à vida.

As sequelas, contudo, são subjacentes, e aqui a luta continua, agora sob o manto de entendimento entre União, Estados, Municípios. Meios científicos e políticos continuam em fogo brando.

Mas, como acontece em todas as guerras, na nossa se acaba de fazer um pacto de cessar fogo. Já é uma grande coisa e a volta ao bom senso e a substituição da esperança pela certeza.

Habemus vacina. Ufa!

Artigo publicado também no jornal O Estado do Maranhão e no site josesarney.org.

Kedson Lima é diplomado em Aldeias Altas

18.12.20
Prefeito eleito Kedson Lima recebe o diploma das mãos de Dona Raimunda
(sua mãe), ladeado pelo juiz Antonio Veloso e o filho Kaique


O prefeito eleito do município de Aldeias Altas, Kedson Lima (PL), foi diplomado na manhã desta sexta-feira (18) durante solenidade restrita – ocasionada por conta da pandemia – realizada no Ginásio de Esportes da Escola Antonieta Castelo. 

Na cerimônia, comandada pelo juiz presidente da junta eleitoral da 5ª Zona, Antonio Veloso, também foram diplomados o vice-prefeito Marcio Gaido; os onze vereadores eleitos e seus suplentes.

Kedson Lima e Marcio Gaido, prefeito e vice de Aldeias Altas


“Nossa responsabilidade é muito grande, pois a população confiou em mim e no Marcio para realizarmos obras. E enfatizo que vamos resolver. Vamos trabalhar dia e noite para melhorar a qualidade de nosso povo e fazer de Aldeias Altas a melhor cidade para se viver”, declarou o prefeito eleito com 52,73% dos votos válidos.

A posse dos eleitos acontecerá no dia 1º de janeiro de 2021.

Vereador reeleito Mário Assunção é diplomado

 O vereador reeleito Mário Assunção (Republicanos) foi diplomado nesta sexta-feira (18). Ele e mais 18 vereadores estão aptos a assumir os cargos a partir do ano que vem.

Neste ano, por causa da pandemia de coronavírus, não teve cerimônia e todo o processo foi online. Os diplomas estavam disponíveis no sistema da Justiça Eleitoral para impressão.

Em suas redes sociais, Mário Assunção publicou a versão digital do diploma com a seguinte legenda: “Agradeço a Deus e ao povo de Caxias por mais essa oportunidade. Serão 4 anos de muito trabalho e dedicação. Contem sempre comigo!!!”.

Caxias: multas aplicadas a adversários do prefeito Fábio Gentil têm valor recorde de R$ 200 mil

Adelmo, Thaís, o esposo Daniel Barros e a deputada Cleide Coutinho: opositores de Fábio Gentil
foram multados em valor recorde
 

A somatória das multas aplicadas até o momento pelo Juízo da 4° Zona Eleitoral de Caxias em face de condenações por crimes eleitorais cometidos pelo grupo Coutinho e Soares no último pleito já entraram para a história das eleições no município. As penas já totalizam quase R$ 200.000,00 (duzentos mil reais) só em multas, podendo esse valor aumentar ainda mais após o julgamento das outras ações ajuizadas pelos advogados do prefeito Fábio Gentil.

O advogado especializado em Direito Eleitoral Breno Silveira Leitão, que coordenou a equipe jurídica da vitoriosa campanha à reeleição de Fábio Gentil, comentou o resultado positivo dessas eleições.

“Muitas pessoas não sabem da existência de embates jurídicos travados nos bastidores de uma campanha, mas, sempre com respeito e cordialidade. Tenho certeza que só obtivemos sucesso graças ao preparo e dedicação de toda equipe”.

Ações

Em uma das ações, o ex-candidato a prefeito e deputado estadual Adelmo Soares e sua então vice, Thaís Coutinho, foram condenados a pagar multa de R$ 25 mil por propaganda eleitoral irregular por confeccionarem e afixarem adesivos com suas fotografias e números de identificação partidária em desacordo com a legislação.

Em outra ação o vereador eleito Daniel Barros, esposo de Thaís Coutinho, foi multado em R$ 106.410,00 (cento e seis mil, quatrocentos e dez reais) por divulgar pesquisa de intenção de votos fraudulenta, sem o devido registro na Justiça Eleitoral.

Não cabe mais recurso da condenação imposta a Daniel Barros, pois o mesmo perdeu todos os prazos para apresentar contestação. Assim, o vereador eleito pelo grupo adversário de Fábio Gentil terá que desembolsar a expressiva quantia por tentar influenciar o resultado do pleito com um levantamento falso, sem nenhum respaldo legal. (Do blog do Daniel Matos)

Setur lança neste sábado Programa Destino Lençóis e Delta

17.12.20

O Governo do Estado do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado do Turismo (Setur/MA), irá lançar neste sábado, 19, no município de Barreirinhas, o Programa Destino Lençóis e Delta.

Na ocasião, será lançado um pacote de obras e ações ligadas ao turismo com investimentos de R$ 20 milhões de reais contemplando municípios como Araioses, Barreirinhas, Tutóia, Paulino Neves, Primeira Cruz e Santo Amaro que compõem os polos Lençóis Maranhenses e Delta das Américas.

Destaque para os investimentos que serão implantados em obras de revitalização e construção de praças, Beira Rio, portais de entrada e de instalação de sinalização turísticas de alguns pontos desses municípios, além de vários investimentos em outros eixos do programa.  

O objetivo é transformar os dois destinos em produtos turísticos consolidados nacional e internacionalmente, possibilitando o desenvolvimento sustentável da região, por meio da implantação de obras de infraestrutura; ações de qualificação na área de educação e tecnologia; fortalecimento do empreendedorismo, do trabalho e da renda; desenvolvimento cultural e incentivo ao lazer, além de segurança para atividades turísticas. 

No eixo promocional, serão desenvolvidas ações de fortalecimento do destino por meio da Rota das Emoções; do segmento do Ecoturismo e Turismo de Experiência e de ações voltadas para o segmento do Kitesurf. 

O evento contará com a presença do secretário de Estado do Turismo, Catulé Júnior, dos prefeitos dos municípios que serão contemplados com o programa, além da presença de outras autoridades e do trade turístico.   

Serviço

Assunto: Lançamento do Programa Destino Lençóis e Delta 

Data: Sábado, 19 de dezembro, às 10h.

Local: Espaço Casarão, Avenida Joaquim Soeiro de Carvalho, n°682, Centro, Barreirinhas-MA

ASSISTÊNCIA SOCIAL - Projeto Costurando pela Vida distribui máscaras faciais no Centro de Caxias (MA)

16.12.20

O Projeto Costurando pela Vida da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, dando continuidade aos trabalho de prevenção contra a covid-19, realizou mais distribuição de máscaras faciais na região central de Caxias (MA), a exemplo de praças e instituições bancárias.

"A gente continua com a distribuição das máscaras nas filas comerciais, nas agências bancárias. A gente continua com este trabalho da distribuição de máscaras. Aproveito a oportunidade para pedir às pessoas, que se previnam, e que usem máscaras quando saírem de casa", lembra Kiara Braga, secretária municipal de Assistência e Desenvolvimento Social.

Cresceu o número de pessoas que andam pelas ruas do Centro de Caxias. Um dos alertas da gestão municipal tem sido para o crescente aumento de casos confirmados de covid-19, além das internações. O pedido é para que as pessoas retomem o uso de máscaras, uso de álcool em gel e mantenham o distanciamento social.

Segundo o último Boletim Epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde, os casos confirmados de covid-19 desta quarta-feira (16) somam 5.666. Já os casos de pessoas que já se recuperaram da doença estão em 4988 casos.

"A gente tem que se cuidar. Toda vez que eu vou na casa de um vizinho ou venho na rua, eu estou sempre usando máscara", disse dona Maria de Lurdes, aposentada.

"Tem muita gente que não estão usando máscara. Essa doença não é brincadeira. Temos que usar máscara", disse Regiane, moradora do povoado São Martins.

A Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social já fabricou mais de 1 milhão de máscaras faciais, que são destinadas a locais de grande circulação de pessoas, a exemplo de escolas, unidades básicas de saúde, postos de combustíveis, hospitais, dentre outros espaços.

SAÚDE – UPA de Caxias conta com atendimento pediátrico e odontológico

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Caxias, que há mais de dois meses voltou ao atendimento normal à população da cidade, depois de ter sido a referência para acolhimento dos caxienses acometidos por covid-19, agora conta com atendimento pediátrico e odontológico.

“A UPA já voltou à sua rotina normal, de como era antes da pandemia. Passsamos por um momento difícil, porém, graças a Deus, vamos superando com luta. Vimos a necessidade da reabertura da unidade da forma como era anteriormente justamente para ajudar as demais unidades de saúde do município”, lembra Leosk Pinto, diretor da UPA.

Com o atendimento pediátrico funcionando na unidade, agora os caxienses que moram na margem esquerda do Rio Itapecuru não precisam se dirigir ao Hospital Infantil para terem atendimento para as crianças, podem recorrer direto à UPA, pois, além de ser mais próximo, o atendimento é 24 horas.

“Estamos contando com atendimento pediátrico 24 horas para que as nossas mães caxienses possam contar com a gente neste sentido. É importante deixar claro que o Hospital Infantil continua atendendo as crianças, mas a região da Trezidela e Pirajá também tem uma escala de pediatra para facilitar o atendimento das nossas crianças”, explica o diretor da UPA.

“A UPA está abarcando toda esta região para as mais diversas situações relacionadas às crianças, no caso de quedas, mal-estar, vômitos, diarréia, qualquer situação que apareça. Se for caso de observação, permanece com a gente, e se for caso de internação, nós encaminhamos para o Hospital Infantil pelo fato de ser uma unidade de pronto atendimento, não há internação”, explica Leanne Rodrigues, coordenadora de Enfermagem da UPA.

Além disso, uma gama de outros atendimentos são realizados, a exemplo de pequenos procedimentos, urgências e emergências.

“Aqui é unidade de pronto atendimento. Os casos que a gente não consegue resolver nós estabilizamos e encaminhamos ao Complexo Municipal de Saúde. Temos ambulância, temos equipe. Estamos de braços abertos para atender e dar o melhor para a população de Caxias”, frisa Leosk Pinto.

O secretário municipal de Saúde, Carlos Alberto Martins de Sousa, também visitou a unidade de saúde nesta segunda-feira (14) para acompanhar o andamento dos trabalhos.

“Nós entendemos a necessidade de voltar a UPA às suas atividades normais. E, dessa vez, nós voltamos mais fortes, porque estamos atendendo também as crianças. Neste sentido, se aplica ao fato de a UPA estar localizada em uma região bastante populosa, e isso facilita a logística. A UPA está perfeitamente adequada, foi totalmente revitalizada e está pronta para atender os caxienses. Nós reabilitamos o atendimento de odontologia. Ou seja, nós estamos prontos para atender todos os cidadãos de todas as idades”, lembra o secretário. (Da assessoria)

Recuperado de Covid-19, Fábio Gentil agradece ao povo de Caxias e do Maranhão pelas orações

15.12.20

Nesta segunda-feira (14), o prefeito de Caxias, Fábio Gentil (Republicanos), recebeu alta do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, onde estava internado desde a semana passada para tratamento de Covid-19.

“Agradecendo em primeiro lugar a Deus, pelo dom da vida e, em segundo lugar a você, que orou a Deus ou simplesmente torceu pela minha recuperação”, iniciou Gentil na mensagem de agradecimento publicada nas redes sociais na noite desta segunda-feira, 14.

“Hoje recebi alta e posso concluir os últimos dias de tratamento perto das pessoas que amo”, diz outro trecho da nota.

O prefeito não revelou o dia exato do retorno à sua cidade natal, que deve acontecer a qualquer momento.

SAÚDE – Governo federal informa desabastecimento de medicamento PQT MB Adulto para tratamento da hanseníase

14.12.20

A Prefeitura de Caxias informa à população que, devido a um desabastecimento nacional, o medicamento PQT MB Adulto, para tratamento da hanseníase, está em falta no município. Este medicamento só pode ser adquirido através do Ministério da Saúde e da Organização Mundial de Saúde.

Segundo explica a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Verônica Aragão, este problema só pode ser resolvido “a nível de Ministério da Saúde porque é uma medicação que não se encontra para vender, a gente não encontra em farmácia e nem em distribuidora. É distribuída gratuitamente pelo Ministério da Saúde, que repassa para o estado. As regionais abastecem os municípios”.

O problema vem acontecendo desde o início de novembro, de acordo com a coordenadora. “Temos cerca de 60 pessoas que fazem uso dessa medicação, para a hanseníase nas formas mais avançadas. Queremos esclarecer que é um problema a nível de ministério, a nível de Brasil, e estamos aguardando que seja resolvido”, informa. (Da assessoria)

A ciência perderá

13.12.20

Da Coluna do Sarney

Este título é apenas provocativo e me foi inspirado pela atitude do famoso Laboratório Pfizer de colocar no frontispício das suas instalações, na sua sede em Nova York, a frase Science Will Win (A ciência vencerá), numa resposta àqueles que estão envolvidos no mundo inteiro numa discussão sobre a eficácia dos medicamentos, a obrigatoriedade da vacina, sua eficiência e a confiança nelas, temas que servem de debate político, como também ameaçam seu negócio, que vive de descobrir remédios e vendê-los.

Evidentemente que vacinas e medicamentos, sendo problemas sérios de saúde pública, têm que estar sob constante vigilância, para evitar falsidades, charlatanismo e falsificações. Essas agências têm essas altas responsabilidades. Como exemplo basta citar a FDA dos Estados Unidos, tão temida e selo de qualidade.

Essa hipótese de confrontação entre política e ciência dá margem a uma meditação mais profunda, que é se existe antagonismo entre elas, e a uma indagação mais instigante: a política é uma ciência? Esta felizmente já é uma questão superada.

Mas sempre me levou a refletir sobre os benefícios da política e da ciência para a Humanidade. A base da ciência é a experimentação e a observação; a da política, a busca de meios, métodos e caminhos de se fazer a felicidade do povo, resolver seus problemas e, sobretudo, assegurar a paz mundial. Harmonizar conflitos e encontrar soluções que sejam regras e formar objetivos de convivência humana e entre os povos. O abandono da força e a busca de decisões em que o povo tenha participação cada vez maior.

Daí o papel de base da política é o de ser a guardiã da liberdade. Através dela assegurar os direitos humanos. A síntese desse conceito está na Declaração Universal dos Direitos Humanos, feita sob o choque da 2ª Guerra pela ONU, redação admirável, cujos fundamentos vêm da Revolução Gloriosa inglesa, da Revolução Francesa e da Revolução Americana:“Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direitos.”

Ela fixa liberdade de pensamento, direitos civis, políticos, econômicos, sociais, culturais, ambientais e de autodeterminação, inclusão digital.

Os políticos ao longo dos milênios civilizaram a humanidade e deram condições a que a ciência se desenvolvesse. Mas é com a maior franqueza que temos que reconhecer que a ciência prestou muito mais serviço à qualidade de vida e à sobrevivência da Humanidade do que todos os sistemas políticos inventados e desenvolvidos pelos políticos.

Hajam vista as vacinas, que evitaram que as doenças desconhecidas acabassem com a vida na face da Terra.

Qual político ou sistema político fez para a Humanidade tanto quanto fizeram Fleming descobrindo a penicilina; Sabin, a vacina contra a paralisia infantil; Pasteur, descobrindo bactérias e microrganismos.

Assim, se o lema da Pfizer não fosse verdadeiro e ali fosse escrito “A ciência perderá”, o mundo não poderia ler aquela afirmação. Todos estaríamos mortos.