“Cadê o Dinheiro que estava aqui?!” Operação da PF iniciada após denúncia do Fantástico aponta para Caxias

4.12.14
Operação cumpre mandados sobre supostos desvios de R$ 9 mi no MA.Foram realizadas buscas e apreensões em São Luís e Itapecuru-Mirim. Ao todo, Operação Geist, das polícias Federal e Civil, cumpriu 14 mandados.

Do G1 e blog do Caio Hostilio - Catorze mandados de busca e apreensão em São Luís e em Itapecuru-Mirim, no Maranhão, foram cumpridos na manhã desta quarta-feira (3), durante operação da Polícia Federal e Polícia Civil. Entre os alvos da investigação, está o apartamento do empresário Fabiano de Carvalho Bezerra, na área nobre da capital maranhense. Ele é suspeito de participar de um suposto esquema de desvio de R$ 9 milhões em verbas públicas com a Prefeitura de Anajatuba, no norte do estado. A denúncia foi feita em reportagem do quadro “Cadê o dinheiro que tava aqui?”, do Fantástico. A informação foi publicada pelo Ministério Público do Maranhão (MP-MA).

Fabiano é proprietário das empresas Vieira Bezerra Ltda (atual FF Produções) e A4, que possui contratos com a Prefeitura de Anajatuba para prestação de serviços de transporte, incluindo o escolar, mas não possui automóveis registrados. De acordo com o MP-MA, no apartamento dele, foi encontrado um carimbo do cartório “Celso Coutinho” e uma planilha apontando que uma das empresas teria firmado contratos para a realização do carnaval 2013 em municípios do interior do Maranhão, cujos valores somados ultrapassam os R$ 12 milhões.

Ao todo, 12 residências e dois estabelecimentos comerciais foram alvo da operação, incluindo endereços de empresas que mantêm contrato com a Prefeitura de Anajatuba. Também foram recolhidos documentos, computadores, pendrives, talões de cheques e carimbos que podem ter relação com as supostas fraudes.

Estiveram envolvidas nove equipes formadas por policiais, delegados e técnicos dos órgãos envolvidos, que realizaram simultaneamente as ações de busca e apreensão. A operação, que leva o nome de “geist” (significa “fantasma”, em alemão), foi autorizada pelo desembargador Raimundo Nonato Magalhães Melo e teve participação do Grupo de Atuação Especial no Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) do MP-MA e da Controladoria Geral da União (CGU).

O objetivo foi recolher documentos e arquivos, entre outros materiais, para subsidiar as investigações de supostas fraudes em licitações da Prefeitura de Anajatuba, na gestão do atual prefeito Helder Aragão.

Investigações
No dia 9 de novembro, o Fantástico exibiu reportagem mostrando que o Ministério Público havia avançado nas investigações. “A investigação já aponta também para outros municípios”, afirmou o promotor de Justiça Marco Aurélio Rodrigues.

Os promotores montaram o esquema do que seria um grupo criminoso organizado para fraudar licitações em pelo menos 21 municípios maranhenses. Uma quinta empresa apareceu nas negociatas, a FCB Produções e Eventos, que fechou R$ 22,5 milhões em contratos com prefeituras nos últimos dez anos. Com isso, o esquema de desvio passa dos R$ 31 milhões.
O repórter Alex Barbosa foi até o endereço da empresa FCB, em Itapecuru-Mirim, e encontrou o local fechado. Segundo as investigações, um dos líderes do grupo criminoso é Fabiano Bezerra, que também teria participação na empresa FCB Produções e Eventos.



Em entrevista coletiva, hoje 3, na PGJ, membros do Ministério Público do Maranhão, Controladoria Geral da União, Polícia Civil e Polícia Federal, falaram dos detalhes da Operação Geist.

O que chamou a atenção foi o coordenador do Gaeco quando disse que os valores dos contratos com suspeita de irregularidades já somam mais de R$ 30 milhões e que as mesmas irregularidades estão ocorrendo no mínimo em mais 30 municípios.

Por fim dizer que entre esses 30 municípios estão Caxias, Codó, Trizidela do Vale, Chapadinha e Itapecuru-Mirim.

9 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    A cobra vai fumar. E deve ser diamba. Um dia a casa cai. Só quero ver por cima de quem...Não morro sem ver um bocado de filhos da puta na cadeia. Deus é maior!!!

  1. Anônimo disse...:

    Será se o village coutinhiano vai ruir mais cedo do que se imaginava??
    CQC...PF...os fundilhos, como estarão,passa um alfinete???

  1. Anônimo disse...:

    É...um dia tudo virá à tona. Ou será que os de Caxias caíram do Céu? A PF tácalada , mas age em sigilo. Só vão na certeza...Esses bichos só desfilam em carrões importados. Vão se dar mal quando forem jogados na porta trazeira de uma viatura da PF. E se não tiverem curso superior, ai pioram as coisas. Mais eu tô torcendo. Assim vão pagar pelo desvio de recursos destinados aos pobres.

  1. Anônimo disse...:

    nem um escrito nesta reportagem vir mencionar a cidade de caxias como alvo. Sei Não mas torno achar que este blog é pura politicagem. Já imagino quem pode estar por trás

  1. Anônimo disse...:

    esse é o maior ladrão que já conheci em licitações no maranhão, falta citar o nome do chefe dele o Fernando Junior dono da F & F PRODUÇÕES

  1. Anônimo disse...:

    Aqui na Terra tudo o que plantar também vão colher!

  1. Anônimo disse...:

    A questão meu caro contrario, é que, aqui em Caxias tem ladrão que não se conta. Esses, se forem pegos, estarão colhendo os frutos podres. Por enquanto, estão por cima da carne seca. Vamos aguardar, se não deverem que continuem como estão.

  1. Anônimo disse...:

    Tomara que haja justiça nessa cidade, chega Meu Deus de tanta roubalheira e crimes hediondos, o povo caxiense não aguenta mais. Queremos o fim da impunidade, da ditadura, da oligarquia, do monopólio. Queremos liberdade, paz, saúde, educação, moradia digna e direitos iguais!

  1. Anônimo disse...:

    O Pau vai quebra nas costas do prefeito!

Postar um comentário