Ex-candidato a vereador em Caxias, Neto “corretor” é assassinado em sua residência

30.3.15
A população caxiense ficou abalada na noite deste domingo, 29, com a morte de José Francisco Feitosa da Silva, o “Neto corretor”, aos 55 anos de idade.

Ex-candidato a vereador pelo Partido dos Trabalhadores, Neto foi assassinado na sua residência, localizada próximo da Rodoviária de Caxias, no bairro Volta Redonda.

Informações preliminares dão conta de que teriam sido três homens envolvidos no crime.

Neto chegou em casa, vindo de uma missa, junto com sua mãe, e foi surpreendido pelos criminosos que efetuaram vários disparos.


(Foto: Análio Júnior)
Informações do blog Os Dois Lados da Moeda narram que Neto ainda teria fechado o portão inutilmente, pois os homens conseguiram abri-lo e continuaram com a sequencia de tiros contra a vitima.

Neto estava armado e reagiu contra seus assassinos, ferindo dois deles. No entanto, a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local.

Os criminosos atingidos pelos disparos efetuados pela vítima foram atendidos no Hospital Geral de Caxias.

A qualquer momento mais informações sobre o episódio.

2 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Olha as autoridades de Caxias tem que fazer alguma coisa em relação aquela região onde esse trabalhador foi morto ali começa quando vai escurecendo trafico de drogas, prostituição de travesti, homicidas na rodoviária, ladrões, pedintes de fachada, assaltantes de motos, e o diabo a quatro, não é possível tanta força policial entre guardas e militares e civis rodoviários que não dão um basta naquela região de tanta bandidagem. Agora quase todo dia pegam um dois e só, as pessoas que fazem caminhada ali tem medo, quem anda de bike tem medo quem vai lanchar tem medo e quando tiver pronto o shopping aí eles não vão porque é 'privado' mais no público eles deitam e rolam, tem que acabar com aquela zorra nos postos de gasolina dali é um inferno aqueles que se disfarçam de moto táxi e outros mendigos é a avenida que mendigo pediu a "deus" até armam rede pra dormir CHEGA CAXIAS TÁ UM CAOS!

  1. Anônimo disse...:

    Ao que parece, foi um crime de encomenda. Os bandidos estavam determinados. Fariam o que fizeram alí ou qualquer outro lugar. É bom o alerta às autoridades, com relação àquela região. Mas, melhor do que isso, é todos se conscientizarem de que, os negócios de cada um devem ser feitos, mantidos e cumpridos. Tem gente por ai, que não tem paciência. Lamenta-se o que aconteceu com o Neto, mas no mundo da bandidagem não existe perdão. É a lei de Talião: dente por dente, olho por olho. Contudo, deve ficar aqui o registro: o Neto era cabra macho!, mas nem por isso sobreviveu. Para os cabras macho e valentões existe um lugar comum: o semitério. Quanto à segurança, tem que se admitir que rondas periódicas poderão ajudar a inibir certas ações de bandidos, mas continuarão acontecendo, com policiamento ou sem policiamento.

Postar um comentário