Com oposição frágil, Fábio Gentil fica sem dissabores 1 ano após reeleição; passividade política não orna com tradição caxiense

3.11.21

Em 30 de julho do ano passado, vaticinei em postagem do blog que a eleição municipal daquele ano, com tanta tradição no Maranhão, seria a mais tranquila dos últimos 40 anos (reveja aqui). Destaquei que a superioridade eleitoral pró-Fábio Gentil seria de 4 vezes para o segundo colocado.

Conforme havia previsto 4 meses antes do pleito, seria uma campanha apática e sem brilho e que “não mais chamaria a atenção dos olhos da classe política do estado” alertei a época.

Após 1 ano daquela vitória de Fábio Gentil, o que se vê é uma posição esfacelada e sem vida. Ou melhor, praticamente nem oposição existe mais.

No recente episódio da desnecessária e incomum antecipação da eleição para os cargos da Mesa Diretora da Câmara Municipal, até mesmo o único vereador oposicionista se colocou ao lado da reeleição de Teódulo Aragão, deixando claro o nível de comprometimento político da figura.

Os problemas administrativos enfrentados até agora por Fábio Gentil são quase sempre pelos próprios erros da sua gestão e nunca pela ação dos seus opositores.

Restrito a irresponsabilidade do whatsapp, onde os usuários não economizam em denúncias vazias, a oposição ao prefeito de Caxias só encontra algum eco quando desavisados blogueiros pescam alguma bobagem desse ambiente virtual e estampam em suas páginas o tóxico material ali encontrado fartamente.

Até mesmo a eleição da seccional da OAB na cidade, quem em 2015 foi intensa e bastante politizada, e de suma importância para a mudança política no ano seguinte, segue para uma monótona união da categoria, mostrando a pouca disposição desse importante segmento no debate social do município.

Fábio Gentil tem navegado em águas tranquilas até aqui.

Seus temores não são captados pelos seus poucos e frágeis adversários.

Conforme analisado pelo blog naquele julho de 2020, essa passividade não orna com a tradição política da princesa do sertão.

Caxias merece um debate político a altura de sua tradição.

Está faltando interesse e disposição daqueles que fizeram e fazem acontecer.

A política é mesmo uma caixinha de surpresas...

0 comentários:

Postar um comentário