QUANTO?! No dia da eleição, agentes da PF averiguaram denúncia de “muito dinheiro” no carro do ex-deputado José Gentil e tiveram uma surpresa

5.10.16
Todos em Caxias constataram a falta de dinheiro na campanha do candidato a prefeito Fábio Gentil.

A escassez de recursos comprometeu várias atividades da campanha e por várias vezes chegava a desanimar os correligionários do oposicionista.

Por sua vez, os integrantes da milionária campanha do candidato a reeleição, Léo Coutinho, em vários momentos tentavam encontrar algo que pudesse caracterizar como “abuso de poder econômico” na candidatura adversária e chegaram a protagonizar o maior mico do pleito, que foi o espetáculo midiático da absurda alegação de suposta compra de votos no abastecimento de carros e motos para participar da carreata de Fábio Gentil.

Mas foi em meio a essa paranoia de encontrar algo grave que pudesse ser caracterizado como crime eleitoral que os coutinhianos se superaram no dia da eleição.

Quando o pai do candidato do PRB, ex-deputado José Gentil, chegava nos locais de votação levando as quentinhas para os fiscais da coligação "Caxias é do Povo", agentes da PF o abordaram e anunciaram o motivo: “recebemos uma denúncia que o senhor está com o carro cheio de dinheiro”, disse o agente da PF. Educadamente, o ex-deputado respondeu: “a chave do carro está aqui, fique a vontade para procurar o que o senhor quiser”, devolveu ele que ficou aguardando o final da batida policial.

Alguns minutos depois o agente devolveu as chaves do veículo e o dinheiro encontrado. “Tome as suas chaves e o dinheiro que encontramos embaixo do banco”, diz o policial com um largo sorriso e uma moeda de R$ 0,05 centavos na mão, que foi devidamente entregue ao dono.

Até a PF constatou que foi "a campanha do tostão contra o milhão".

1 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Se eu fosse você léo, sumiria de Caxias...a vergonha foi enorme......nada que você faça irá apagar das nossas memórias sua péssima gestão e sua arrogância....faça-nos um grande favor, deixe o Fábio consertar a meleca que você fez...tchau

Postar um comentário