"Novembro azul" de Léo Coutinho veio com nuvens carregadas de péssimas notícias

1.12.15


Chegamos ao fim do mês de novembro e o céu não se mostra muito azul para o prefeito de Caxias, Léo Coutinho.

Depois de muita pompa, muito confete, desfiles e shows realizados na cidade com a justificativa de esclarecer sobre o câncer de mama durante o outubro rosa, o novembro azul, que é o mês dedicado a campanhas de esclarecimento do temido câncer de próstata, ninguém viu nenhuma ação do executivo no intuito de esclarecer o público masculino sobre o tema.

Olhando as estatísticas dos órgãos oficiais, os casos de câncer de mama no Brasil chegam a cerca de 55 mil por ano. Já o câncer de próstata acomete cerca de 63 mil homens todos os anos no Brasil.

Ninguém entendeu o silêncio do governo Léo Coutinho sobre o assunto, pois entre os homens, bastava uma rodada de pagode para reunir uma verdadeira multidão de caxienses, onde panfletos poderiam ser distribuídos alertando sobre a doença. Nesse hipotético evento, logicamente as brincadeiras seriam de todos os gostos, mas nada tão grave quanto o risco do câncer de próstata.

Mas já que Léo Coutinho é um péssimo gestor, dificilmente ele levaria em conta o valor das estatísticas entre as duas doenças, não sendo portanto de se estranhar tanta festa no esclarecimento de uma que acomete as mulheres e silenciar diante de outra, igualmente grave, que acomete os homens.

Nesse quesito ele está pra lá de perdoado, pois esperar dele que os dois males merecem a mesma atenção do poder público é um pouco demais.

Mas, analisando os prejuízos políticos do nosso jovem prefeito, ele pode considerar que o mês de novembro veio carregado de nuvens pesadas.

A divulgação da primeira pesquisa de opinião feita sem ter Humberto Coutinho como contratante trouxe um balde de água fria para o gestor caxiense.

A constatação que a rejeição de Léo Coutinho é gigantesca acendeu o sinal amarelo no grupo Coutinho e quase levou o prefeito a um ataque de nervos. Seu mau humor com os correligionários era visível.

E que se leve em conta que acender o sinal amarelo no grupo Coutinho significa imediatamente reacender o plano B, que visa a substituição do atual prefeito por outro nome do seu entorno na disputa eleitoral do próximo ano como candidato a prefeito.

Para botar mais preocupação na cabeça de Léo Coutinho, o vereador Fábio Gentil, que é pré-candidato a prefeito, surgiu na dianteira da pesquisa Data AZ em todos os cenários pesquisados. Isso foi outro balde de água fria em Léo Coutinho, que sonhava numa disputa polarizada entre ele e Paulo Marinho Júnior, o que agora torna-se improvável.

Também foi em novembro que a cidade soube, através do vereador Fábio Gentil, que a Prefeitura já recebeu quase R$ 20 milhões de reais para o custeio da saúde do município via convênios com o governo do Estado, o que em nada melhorou a situação do setor mais caótico do governo desastroso de Léo Coutinho.

A recente eleição da subseção da OAB caxiense, onde Léo Coutinho, juntamente com o batalhão de advogados da Prefeitura, trabalhou pelo sucesso de uma das chapas concorrentes, mostrou o quanto sua rejeição é devastadora.

Assim que o Blog do Sabá mostrou a real intenção do grupo Coutinho, que queria uma OAB amordaçada, uma onda contra esse plano se formou na cidade e a chapa apadrinhada pelo prefeito foi derrotada.

O mais sintomático em toda essa eleição na OAB caxiense foi que nenhum dos advogados da Prefeitura defendeu o apoio do prefeito a um dos candidatos e nem explicou que ele, que é advogado, poderia torcer ou apoiar quem ele quisesse. Até os causídicos amigos do prefeito tomaram distância do coitado. Com amigos assim...

Para finalizar o novembro azul do prefeito, a realização do “seletivo relâmpago” para contratação dos servidores do Hospital Regional de Caxias, que foi recheada de dúvidas e de todo tipo de controvérsias, as suspeitas de que tudo não passou de uma farsa foi toda debitada ao grupo dominante.

O silêncio de Léo Coutinho antes, durante e depois do tal seletivo levantou as suspeitas, haja vista que ele comemora até indicação de 2 pessoas para o comércio local, mas ficou indiferente na contratação de 402 servidores.

Definitivamente, o novembro azul do prefeito não foi tão azul assim...

6 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    E o pior é que em rodas de encontros de secretários do governo alguns já dizem não estou nem ai para o que vai acontecer com o grupo Coutinho ou Léo Coutinho, sou mesmo amigo do Fábio meu lugar está seguro que nem rocha afinal o pai dele deve muitos favores a minha família. Sei que eles não nos deixaria de fora. Palavras de alguns secretários.

  1. Anônimo disse...:

    Ou gente sempre ver os comentários no seu blog Sabá
    Em relação ao.prefeito
    Sinceramente e de da pena dele
    Tadinho
    O dia dele Caxias inteira já sabe que o dia deles está contado
    Inclusive os próprio vereadores dele fala todos sem tirar excessao
    Os cabos eleitoral.
    Ou seja toda COJA que arudei ele
    Só acho que nós temos que deixa ele ser feliz esse resto de mandato dele
    Se pena votasse eu votaria nele
    Mais infelizmente ele foi muito Malvado
    E só vai recebe o que merece
    Meus amigos
    Vamos deixa o bichinho desfruta este resto de mandato da VIÚVA

  1. Anônimo disse...:

    Ou Leo Coutinho o que tu fez de tão ruim para o povo te odiar ######@@@@@

  1. Anônimo disse...:

    Leo Coutinho novo destino em 2016

  1. Anônimo disse...:

    Em sincronia com o 1º. comentário, muitos diariamente recitam o mantra de que "tô nem aí pra ele e pro tio dele, já tão rico" estes sim são os amigos dos amigos, kkkk! Mais o jogo ainda nem começou, vamos lendo os sinais que advém da casa grande senzaleses, muita coisa ainda vai rolar. DE OLHO NO JOGO.

  1. Anônimo disse...:

    O FIM está se aproximando...Eles já estão desesperados...Tenho certeza q o próximo governante vai escolher muito bem os secretários pq esses q estão aí sao muitooooo muitooooo muitoooo fracos...

Postar um comentário