Zorra Total!!! Estranhas alterações no Portal da Transparência da Prefeitura de Caxias levantam suspeitas

3.11.15

No último dia 21 publiquei no blog sobre a estranha atualização do portal da transparência de Caxias. Estranha porque, fazendo essa atualização com até três meses de atraso, na última fizeram logo dois meses (agosto e Setembro) (rejeva aqui).

Apesar do "surto' de celeridade na prestação de contas do atual governo, aquilo chamou a atenção do blogueiro também pela forma atrapalhada de apresentar os gastos públicos.

Sem as informações feitas da forma que preconiza a lei, o que está publicado como prestação de contas do mês de setembro lembra muito as anotações de uma quitanda da esquina.

Os nomes de vários servidores do município estão lá com valores ao lado sem ninguém saber do que se trata aquele dinheiro. Até o prefeito Léo Coutinho aparece com valores de R $ 3.600,00 (R$ 1.800,00 cada um) sem o cidadão saber do que se trata.

Léo Coutinho me processa por ter falado aqui da falta de transparência do seu governo. Em um desses processos aconteceu algo no mínimo estranho. Aliás, muito estranho.

No dia 13 de outubro de 2015, o juiz titular do juizado especial de Caxias, João Pereira Neto, intima o prefeito Léo Coutinho para, no prazo de 10 dias, providenciar juntada de documentos no processo que comprovem que ele, enquanto gestor do município, “encontra-se em dia com suas obrigações no concernente à ampla divulgação dos gastos públicos no chamado Portal da Transparência.”

Bem, o prazo dado pelo juiz terminava no dia 23 de outubro e o tal Portal foi rapidamente alterado no dia 20. A atualização aconteceu logo com a publicação dos meses de agosto e setembro de 2015. Uma rapidez que chegou a comover o signatário do blog.

Mas como a pressa é inimiga da perfeição, eis que a equipe que cuida da página eletrônica do município acabou por transformá-lo numa espécie de anotação de quitanda.

Acredito em coincidências possíveis e impossíveis, Mas não acredito jamais que a publicação dos dois últimos meses tenha alguma relação com o pedido do magistrado, afinal, Léo Coutinho seria incapaz de usar da prerrogativa de prefeito para lhe favorecer num processo pessoal.

Em outro lance espetacular, após denunciar aqui no blog sobre as estranhas anotações do Portal, na última sexta-feira, dia 30, mais uma vez o relatório sobre as despesas de setembro de 2015 foi alterado.
Primeira publicação sem informar motivo da despesa
Depois da denúncia do blog, finalmente informaram do que 
se tratavam aquelas despesas
Na nova alteração do dia 30, finalmente o caxiense soube do que se tratavam aqueles valores ao lado dos nomes do prefeito Léo Coutinho e do “secretário especial” Daniel Barros. De acordo com a mais recente alteração, esses valores são referentes ao pagamento de diárias para os dois dedicados funcionários públicos do município.
Ao lado do nome de Daniel Barros, valores sem a correta 
informação do que se tratava
Após a denúncia do blog, finalmente caxiense sabe do que se trata

Acredito que os juízes e promotores de Caxias, que atuam nos processos movidos contra mim pelo prefeito Léo Coutinho, são antenados em sites e blogs .

Tenho confiança que eles tirarão suas conclusões sobre a estranha atualização de quitanda feita no portal da transparência de Caxias e se isso teve algo a ver com o prazo dado pelo juiz num desses processos movido contra este blogueiro.

Particularmente, não acredito em coincidências, mas vai que existam...

0 comentários:

Postar um comentário