Eleição da OAB em Caxias – Chapa 36 foi prestigiada e advogados caxienses terão lugar de destaque na OAB estadual e também nacional

18.11.15
Candidatos da OAB MA tem interesses distintos em Caxias

Diante do quadro de desespero e destempero que tomou conta dos representantes da Chapa 37 em Caxias depois da postagem do blog que escancarou os interesses políticos dos seus membros, muitas outras questões inerentes ao assunto vieram a tona desde a manhã desta segunda-feira.

Fiquei surpreso pelo fato dos advogados da Prefeitura de Caxias estarem apoiando a nível estadual a candidata Valéria Lauande (Chapa 1).

Meus caros causídicos, Valéria Lauande representa um grupo que está à frente da OAB do Maranhão há mais de duas décadas. Contudo, nesse longo período, os benefícios da Caixa de Assistência dos Advogados não chegaram aos operadores do direito em Caxias, ficando apenas a quase inservível sede da OAB caxiense como algo de concreto feito pela entidade no município.

Fiquei sabendo ainda que nenhuma clínica médica, odontológica, academia ou qualquer outro tipo de estabelecimento está conveniado para atender os nobres causídicos locais.

Ah! Soube ainda que apenas uma recicladora de cartuchos era conveniada, agora, parece que nem esse ‘luxo’ existe mais...

Para completar os ‘benefícios’ ofertados pelo atual grupo da OAB do estado, os advogados maranhenses pagam uma das anuidades mais caras do país. Isso mesmo! A anuidade cobrada pela OAB do Maranhão está entre as 11 mais caras do Brasil, e a mais cara do nordeste. Nossa!!! Quanta comodidade...

Mas vamos ver o que foi que a chapa de Valéria Lauande ofereceu aos advogados da Prefeitura de Caxias para obter um apoio que as vezes beira o fanatismo.

Drª. Yeda é candidata a  conselheira estadual na chapa encabeçada por Lauande, mas como suplente. Ué! Mas a cidade de Açailândia, uma Comarca menor e sem a mesma importância política e tradição histórica de Caxias tem uma vaga de Conselheiro titular. Não entendi a discriminação com a princesa do sertão.

Já o candidato adversário, Thiago Diaz (Chapa 2), prestigiou Caxias oferecendo vaga de conselheiro federal, que tem o advogado Catulé Júnior como postulante e uma vaga de conselheiro estadual titular, representada por Dr. José Carlos Mineiro.

Bem, acredito que os advogados caxienses não irão dar um tiro no pé elegendo o mesmo grupo que comanda a OAB no município, e também no Maranhão.

Se com tanto tempo de domínio esse grupo só conseguiu “indicar” um conselheiro suplente na estadual e conveniaram apenas uma recicladora de cartucho no município, acredito que os advogados que atuam na cidade não irão eleger uma Chapa que nada trouxe e nada tem a oferecer a nenhum dos seus membros.

Será que que eles irão se sentir bem sabendo que a única intenção dos advogados da Prefeitura de Caxias é fazer da prestigiada entidade uma “OAB amiga”?!

Acredito e torço para que não continuemos com uma OAB amordaçada.

Os advogados caxienses não merecem isso.

1 comentários:

  1. Gleydson Mendes disse...:

    Nobre Sabá, boa tarde.

    Apreciei a lucidez dos seus argumentos. E, igual a você, creio que os Advogados de Caxias não merecem, mais uma vez, uma OAB amiga do poder público municipal.

    Uma chapa que acolha o apoio dessa seara de poder, será submissa a ele e uma entidade de classe sem nenhuma representatividade.

    Será que a Chapa 37, se pondo nessa disputa como sendo, por suas características, a Chapa do prefeito, defenderá realmente os Causídicos Caxienses?

    A história mostra claramente que uma entidade de classe aliada ao poder é meramente um fantoche, um braço seu a ser usado quando conveniente e, por isso mesmo, sem nenhuma condição de lutar por aqueles que prometera defender. Basta um olhar sincero para constatar este triste fato.

    Noutra postagem, o Procurador Geral do Município de Caxias, ferrenho apoiador da chapa 37, insinuou que há, na chapa 36, pessoas querendo usar a OAB como braço da oposição caxiense. Tal insinuação, na atual conjuntura, não seria mais reveladora da posição de defensor do referido procurador geral que, talvez por costume do cargo, se põe, nesse ponto específico, a um discurso antigo e antiquado que os defensores do poder normalmente utilizam para desqualificar a imagem e intenções dos seus opositores.

    Repeito o modo de pensar do nobre procurador geral, mas discordo. É imprescindível discordar, em nome do bom senso.

    A Chapa 36 é formada por advogados históricos e novos da Advocacia Caxiense. Pessoas com um verdadeiro histórico de luta em defesa da classe e até com momentos de embate com o poder público local em defesa ferrenha das prerrogativas e interesses da classe.
    A outra chapa é amiga do prefeito. Esses lutarão por seus pares? Sinceramente acredito que não.

    Os Advogados de Caxienses não merecem isso.

    Gleydson Mendes.

Postar um comentário