Advogados da Prefeitura de Caxias tentam vencer eleição na subseção da OAB para entregar vitória a Léo Coutinho

16.11.15
Hummm...!!! Nessa imagem, o apoio da mãe do prefeito à 
Felipe Lebre, o que demonstra interesse 
familiar na eleição da OAB
A atual disputa pela subseção da OAB/Caxias acabou por se transformar em trampolim político para o grupo dominante no município.

Com direito a ataques infundados e até abandono de um dos candidatos, essa eleição tomou proporções nunca antes vista numa disputa da Ordem dos Advogados na princesa do sertão.

De um lado, os advogados ligados a Prefeitura de Caxias (Chapa 37). Do outro, profissionais do direito sem vínculo empregatício com a administração municipal (Chapa 36).

É bom ressaltar que nem todo advogado que esteja dando o suor pela vitória da Chapa 37 pertence aos quadros da "viúva", mas todos aqueles que são da Prefeitura estão dando, além do suor, o sangue e muitas lágrimas.

Na Chapa patrocinada pelos advogados da Prefeitura, o candidato a presidente da Ordem, Felipe Lebre, mantinha até bem pouco tempo uma postura independente ao governo municipal, mas, nos últimos meses, essa postura passou a ser bem avaliada pelo Palácio da Cidade e Lebre encontrou ali um porto seguro nas suas pretensões de presidir a OAB/Caxias.

Do outro lado, o advogado Agostinho Neto representa a essência do que a sociedade espera e almeja numa das entidades mais respeitadas do país. O candidato da Chapa 36 é um advogado que nasceu com o espírito de fazer valer os direitos não só da sua categoria, mas de toda a sociedade.

O titular do blog estava passando longe da discussão das eleições da OAB no município, mas, diante do risco dessa entidade continuar sendo "simpática" aos encantos do poder municipal, resolvi entrar no assunto.

Vamos lá.

É gigantesca a movimentação dos advogados da Prefeitura em prol da Chapa 37. Colhi no bastidores que esse empenho da tropa palaciana visa beneficiar o próprio prefeito com a hipotética vitória, o que seria uma tolice sem tamanho, afinal, uma “OAB amiga” não garantiria nenhum beneficio político/eleitoral ao desgastado governo municipal.

O único beneficio possivel com uma “OAB amiga” seria seu silêncio diante dos reclames da sociedade.

Imagine, caro leitor, como seria salutar à sociedade uma OAB comprometida com o interesse público, redigindo nota sobre alguma calamidade que a Prefeitura de Caxias possa vir a ter alguma responsabilidade!

Imagine ainda uma greve maciça dos professores caxienses, que recebem os piores salários da região em todos os níveis, e com milhares de mestres nas ruas reivindicando, juntamente com os pais dos alunos, os seus direitos! Você acha que uma “OAB amiga” iria tomar a posição que a sociedade espera dessa respeitada entidade? Respondo: nunca, jamais!

No recente caso das mais de 200 mortes na Maternidade Carmosina Coutinho, que chocou o Brasil inteiro, a OAB em Caxias não lançou uma nota sequer. Essa indiferença da subseção caxiense seria inconcebível numa cidade do sul do país ou em qualquer outra cidade do porte da nossa.

Numa demonstração incontestável que é do interesse político do grupo dominante uma OAB alinhada, até a mãe do prefeito de Caxias, Maria Aparecida Barroso Coutinho, que até onde se saiba não é advogada, resolveu entrar no apoio aos interesses do filho, compartilhando as publicações do candidato de Léo Coutinho no facebook (ver imagem acima).

Do procurador do município, passando por um dos chefes da CPL e até mesmo o controlador geral, todos estão freneticamente na busca de votos. Fontes de bastidores garantem que, depois de terem prometido uma vitória para o ‘patrão’, o medo da derrota está provocando calafrios em todos eles.

Embora a Chapa 37 conte com o batalhão de advogados da Prefeitura de Caxias, por outro lado existem outras centenas de causídicos sem vínculo com a atual administração que podem salvar a entidade.

Olhando a lista dos apoiadores da Chapa 37, vejo lá todos os advogados que assinam as ações movidas pelo prefeito contra o signatário do blog.

Agindo corretamente, e exercendo meu sagrado direito a liberdade de expressão, a turma da Prefeitura nunca conseguiu entregar ao prefeito uma condenação contra mim. Será que uma vitória na disputa da OAB local serviria como uma compensação?!

Torço para que os valorosos advogados de Caxias não deixem sua entidade continuar sendo uma “OAB amiga” da Prefeitura.

Uma Ordem dos Advogados amordaçada é a única coisa que Caxias não precisa nesse momento.

OAB independente é o que se espera.

E é o que a sociedade almeja.

6 comentários:

  1. Vinicius Machado Filho disse...:

    Caro Sabá,
    .
    Em relação à postagem acima tenho alguns comentários a tecer. O movimento que deu origem à Chapa 37 surgiu a partir de encontros com os colegas advogados dos mais variados seguimentos da profissão. Nessas reuniões se decidiu formar um grupo para concorrer ao pleito das eleições da OAB em Caxias. Na formação do grupo, todos decidiram que a chapa deveria ser formada da maneira mais heterogênea possível, com os colegas dos diversos ramos de atividade, seguimentos profissionais e até de preferências políticas diferentes, de modo em que a OAB realmente atuasse na defesa dos interesses dos advogados inscritos, sem esquecer, contudo, a sua função social.
    .
    Sabá, falando por mim, da interpretação dessa sua postagem consigo abstrair que, em sua opinião, eu e os demais taxados como “advogados da prefeitura” somos incapazes de escolher ou apoiar um presidente por livre opção. Ora, pago as minhas anuidades, sou inscrito na Ordem, mais, exerço um cargo em que a inscrição na Ordem é pré-requisito. Todos nós queremos escolher o melhor candidato para atuar no interesse da Ordem e não com o de utilizar a entidade para fins alheios. Então, é um direito (e até um dever) que me assiste votar e apoiar qualquer das chapas.
    .
    É natural, também, que quem apoia uma chapa leve consigo um grupo de amigos e pessoas que lhe seguem. Isso é normal de qualquer processo eleitoral. Nosso grupo é composto sim de pessoas que tem ligação com os que administram a Prefeitura Municipal de Caxias. Contudo, a grande maioria dos colegas que estão com a Chapa 37 são advogados sem qualquer vínculo com a administração municipal local, inclusive de colegas que vivem uma situação profissional, de amizade ou até familiar, que os deixam muito mais próximos de outros grupos políticos locais.
    .
    Essa eleição tomou uma proporção muito grande, com o envolvimento, em ambos os lados, de pessoas alheias à Ordem dos Advogados do Brasil (não digo o seu caso, pois você está fazendo o papel de imprensa). Isso é bom, pois mostra o interesse da sociedade na nossa Ordem. Contudo, muitos são os comentários que demonstram o total desconhecimento do real papel da OAB, suas prerrogativas e limitações legais e constitucionais. Isso acaba gerando muita confusão na cabeça de quem não é advogado.
    .
    Nas palavras do Presidente do Conselho Federal da OAB, Dr. Marcos Vinicius Furtado Coelho: “a Ordem não pode ser linha auxiliar do governo nem um braço da oposição”. A OAB deve partir de uma neutralidade na sua atuação, sem influência de qualquer grupo político e é isso que a Chapa 37 almeja, diferente de alguns adversários que visam utilizar a OAB como um instrumento da oposição e um trampolim eleitoral.

    Vinicius Machado Filho, Conselheiro da OAB Subseção Caxias.

  1. Anônimo disse...:

    MESMA TÁTICA DO SARNEY... CONTROLAR AS INSTITUIÇÕES, PARA DEPOIS, TORNÁ-LAS INERTES QUANDO CONVIER E ATUANTE QUANDO PARA PERSEGUIR OS INIMIGOS POLÍTICOS! VÃO-SE OS DEDOS, FICAM-SE OS ANÉIS!

  1. Anônimo disse...:

    O prefeito deveria dar assistência aos CAPs da cidade é triste e desumano a situação dos "internos" da Unidade do Seriema. Vários pacientes deitados no chão, outros sem nenhuma atividade recreativa. Ficam lá dopados sem nenhuma assistência psicológica, lógico que nunca ficaram curados, com todos esses descasos. E se preocupa com eleição pra OAB. Me poupe LC.

  1. Anônimo disse...:

    E na folha de pagamentos da prefeitura,aparecem quantos "causídicos"?????

  1. Anônimo disse...:

    O prefeito deveria fazer uma visitinha aos CAPS da cidade, para ver a péssima situação da quele lugar, o descasos , o sofrimento, os mal tratos sem lanche da manhã e da tarde. eh verdade eles dormem eh no chão, um verdadeiro sofrimento. A situação lá é de dor e mal tratos, veja isso seu prefeito, pois as eleições estão próximas!

  1. Gleydson Mendes disse...:

    Caro Sabá, louvo-o e parabenizo-o por sua reportagem.

    Ouço dos grandes nomes da Advocacia Caxiense, que as eleições para a OAB Caxias nunca foram tão disputadas.

    Creio que o motivo desse acirramento sejam dois fatores preponderantes:

    1. O apoio de pessoas, por assim dizer, estranhas à advocacia (acadêmicos de Direito, parentes e amigos dos concorrentes) e
    2. A existência de uma chapa, (a 37) apoiada pelo prefeito.

    Se, por um lado, as pessoas indicadas no item 1 trazem para a disputa uma carga mais emotiva, por outro, o prefeito e o exército de advogados que estão na folha de pagamento da prefeitura, dão, em boa medida, o tom político ao pleito.

    E este se transforma, dada as características da cada chapa (a Chapa 36 formada por advogados autônomos, representando a classe que vive da força do seu trabalho; a Chapa 37 formada também por causídicos com emprego na prefeitura para defender os gestor e o município nas lides, representam, consequentemente, a classe patronal) numa querela entre poder público e a sociedade organizada.

    Concordo também quando dizes que uma OAB amiga do prefeito é o que menos Caxias precisa neste momento.

    A Chapa 37 pode levantar seu maior estandarte e pregar aos berros do alto do Alecrim que sua missão é defender o Advogado e que promoverá sua função social. Mas o fato, Sabá, é que a história já demonstrou isto na própria história de Caxias: que uma chapa apoiada pelo prefeito será, mera e tão somente, mais uma figura sem expressão dentro da sociedade caxiense. Não cheirará, com certeza. Mas transbordará os odores fétidos de uma subserviência contumaz ao sabor dos seus políticos apoiadores. E isto representará mais uma significativa derrota ao povo de Caxias.

    Discordo do Nobilissimo Procurador Geral de Caxias, Dr. Vinícius Machado Filho. Seus oponentes não estão buscando palanque ou a instrumentalização da OAB como parte da oposição Caxiense.

    Esse argumento é useiro e veseiro quando se tenta desqualificar o discurso e reta intenção de quem se move contra o poder instalado que pretende se perpetuar numa nefasta e mórbida oligarquia.

    Apoio a Chapa 36. Só assim a OAB Caxias será atuante, porque independente.

    Gleydson Mendes.
    Estudante de Direito - FAI.

Postar um comentário