Cadê o dinheiro que tava aqui? Obras paralisadas, saúde na UTI, secretarias inoperantes e até falta de material de expediente fazem do governo Léo Coutinho o retrato do caos

16.9.15

Sempre fui um crítico impiedoso da propaganda do governo Léo Coutinho, que se agarra no pagamento em dia dos míseros salários dos servidores do município como o único fator positivo.

Acredito que por conta das minhas postagens abordando o assunto, que se transformou num samba de uma nota só, a mídia palaciana minimizou a exploração da obrigação do pagamento de salários nos seus meios de comunicação alugados.

Pois bem, já não acredito que a colher de chá, de não explorar o pagamento de salário, irá continuar por mais algum tempo.

O pagamento em dia tornou-se, talvez, a única virtude que a atual administração do município ainda tenha para alardear como algo que possa animar seus correligionários.  

Nos órgãos da Prefeitura de Caxias, a falta de material de expediente, como papel e cartucho para impressoras, é coisa corriqueira. As obras do município ou estão paralisadas ou estão com o cronograma bastante atrasado. É comum se ouvir de fornecedores da Prefeitura que os pagamentos estão atrasados e as consequências disso são devastadoras para os seus negócios.

Na saúde, o caos impera e as reclamações de usuários da rede pública da cidade aumentam todos os dias.

Para aumentar a sensação de caos na saúde, os veículos do setor entraram num injustificável e silencioso programa de racionamento de combustível.

Para se evitar o constrangimento dos constantes cortes de fornecimento por parte do único posto de combustível que ainda se arrisca a vender para o município, iniciou-se desde a semana a política de cota mínima para cada viatura, o que está prejudicando a reposição de medicamentos nos postos de saúde e o deslocamento de médicos que trabalham na zona rural.

Sendo uma das prefeituras mais ricas do Maranhão, a alegação de falta de recursos torna-se praticamente inviável para tentar justificar uma inexplicável falta de recursos para a solução de simples problemas administrativos.

Quando da gestão da então governadora Roseana Sarney, as diferenças políticas entre a família Coutinho e o Palácio dos Leões era vendida como a raiz de todos os males vividos pelos caxienses. Com a eleição de Flávio Dino essa ladainha não existe mais.

Todos os dias as boas notícias do governo do Estado saltam do noticiário da TV da Prefeitura de Caxias (Sinal Verde), numa demonstração de harmonia e boa convivência com o Palácio dos Leões.

Tendo herdado do tio uma administração que era vendida na época como “uma das melhores e mais saneadas do Nordeste”, o governo Léo Coutinho está com grande dificuldades para explicar aos munícipes o caos que se instalou na cidade.

Já estou prevendo que a exploração da obrigação de pagar em dia os míseros salários do funcionalismo municipal deverá voltar com força total.

Não duvido nadinha se a “nova” TV Sinal Verde finalmente fará uma transmissão ao vivo do Banco do Brasil, com o prefeito ao lado de um caixa eletrônico no dia de pagamento do município, comemorando com os servidores o saque dos salários.

Diante dos fatos, a pergunta que não quer calar: cadê o dinheiro que tava aqui?

10 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Ora que pergunta. Ta na Facema, TV Sinal Verde, Shopping e Condomínio Village. Taí a resposta.

  1. Anônimo disse...:

    Com tantos familiares do gestor empregados na prefeitura seria uma tortura para estes ficarem sem receber o salário, sem falar os mensalinhos. Não adianta o prefeito colocar culpa em crise federal porque a população sabe que isso vem se estendendo desde o princípio do mandato. Não sei o que este prefeito faz com o dinheiro que vem para nosso município só tem uma coisa a se pensar que esse mesmo é (...). O povo de Caxias está de saco cheio de tantas promessas por parte do prefeito. Incrível como em meio ao caos na prefeitura e a crise, os investimentos da família não param, encontram-se a todo vapor, não se sabe de onde vem o dinheiro. O que se sabe é que mesmo antes da crise ser anunciada o prefeito vem cortando gastos na prefeitura, começou com a demissão de inúmeros pais de família no inicio do mandato, onde vi pessoas chorando por não saber como ia manter a família; depois do recadastramento. Redução de 50% no dinheiro destinado a compra de medicamentos, fato verídico, manutenção de pagamento de pessoas que não moram mais aqui, diferença discrepante do valor pago para pessoas que desempenham a mesma função só porque não é familiar ou tem ligação próxima. O dinheiro destinado à saúde é certo, assim como da educação. Uma pergunta que fica no ar porque trocar todos os suportes de luz nos postes se não há nenhum defeito nos mesmos? O povo de Caxias não quer mais esse individuo como representante, o mesmo pode desistir de política que não ganha mais nem para vereador.

  1. Anônimo disse...:

    Comentário de algum político ou seguidor dos perdedores. Só pode é ser, não há outra explicação. Pois amigo, aí está a grande diferênca de grupos para grupos...uns ganham e investem e reinvestem capitais, já outros somem com o dinheiro para paraizos fiscais ou compram propriedades rurais, prédios, são os chamados investimentos fixos, que têm por finalidade lavar dinheiro sujo. Os que investem em empreendimentos que produzem lucros na atividade e oportunizam o crescimento da economia gerando riqueza e empregos, esses, não têm medo de investigações. Estão contribuindo com o social empregando e gerando impostos. As pessoas objeto do seu comentário têm um histórico empresarial que remete aos 30 anos de atividades. Estão se expandindo porque estão tendo oportunidades. Diferentes, por exemplo, de outros que eram crediaristas, pedreiros, sem atividades fixas políticos fracassados, empresários fantasmas - aqueles que só aparecem com as notas ficais...etc. Acho que há, nesse comentário, uma pontinha de inveja e de arrependimento. Pena. O poder é criticado impiedosamente, porque não respeita caras. Enfrenta a qualquer um, basta para isso, que não o saibam conduzir. É efêmero e extremamente volátil.

  1. Anônimo disse...:

    Caxias tem sido assolada por uma vírus chamado coutynhus, conforme consta na linguagem acadêmica. Esse hospedeiro tem o poder de se alojar no cérebro da pessoa conduzindo a uma falsa impressão de bem estar.É tão perigoso quanto o marynhus que acometeu esta cidade por longos anos. O coutynhus também tem a capacidade de eliminar o senso crítico de pessoa, pois quando a mesma encontra-se no ambiente onde mais pessoas estão infectadas, ela julga que até os atos de dilapidação do patrimônio público tem efeito positivo e transformadores; mesmo que falte merenda para alguns, que escolas caiam aos pedaços, que não existam concurso públicos locais, materiais para o bom (?) andamento da máquina pública, que crianças percam a vida nas maternidades... O bom, nobres amigos, é que existe vacina contra esse mal (e de quebra contra o marynhus) e em outubro do ano que vem temos a oportunidade de tomar nossa dose e acabar com a letargia.

  1. Anônimo disse...:

    O amigo esqueceu de falar em bois e "berçário" que sugam mais de um milhão mensal, a família dos Raios X de gato, cachorro... O histórico de quase trinta anos evolui mais que das grandes empresas que possuem históricos de mais de 100 anos no mercado. E o que justifica o caos na saúde de Caxias?? E pra deixar claro nada justifica grupos e grupos se existir desvios ou roubos. Para que ter medo de investigações se elas não se efetivam? quem garante que não a sonegação de impostos? oportunidade em detrimento do sofrimento das pessoas por falta de medicamentos, assistência de qualidade, sem infraestrutura nas periferias? A diferença na politica sempre foi que os ditos mais instruídos tem mais capacidade para desviar e como desviar, a exemplo o deputado tiririca e o sabidos Maluf, Dirceu entre outros. Não ha inveja muito menos arrependimento existe uma absoluta verdade que incomoda os mensalinhos e os próprios ditos "corretinhos" com pele de cordeiro tentando ludibriar os que apresentam pensamentos concretos da realidade dos entrelinhas, dos que conseguem raciocinar a verdadeira intenção de quem quer entrar e/ou se manter no poder. Se quer saber não sou político e muito menos baba ovo. O poder é criticado impiedosamente, realmente, porque não respeita cara especificamente, a dos pobres, os não instruídos, os que recebem uma miséria por medo ou simplesmente por extrema necessidade. O poder não enfrenta ninguém porque acha que é tudo! tenta se manter a qualquer custo, mesmo que para isso seja preciso pagar quem não trabalha, criar corgos inoperantes, pagar uma miséria em dia para uns e uma grande recompensa para outros, exigir o máximo de quem ganha pouco e o munimo de quem é do grupinho, calar a boca dos outros puxando para perto de se e muitas outras coisas mais que o povo ver todo dia menos a justiça dos homens.

  1. Anônimo disse...:

    Caro anônimo, não posso dizer que você é bom, nada obstante seu bom desempenho como comentarista. Tem que de ater a uma pontuação melhor, todavia são só detalhes. Pode ter razão nalgumas das suas assertivas, mas a verdade mesmo, carece de provas, de fatos indiscutíveis. Consegue enumerar uma lista enorme de irregularidades, sem, no entanto, poder provar nada. São, absolutamente, subjetivas, embora possam parecer verdadeiras. E, se verdadeiras, ainda assim, caberia contestações por parte de quem ler seu comentário. Sabe por quê? Porque você não mostra a cara. Acovarda-se. E esse comportamento não é próprio de quem faz um comentário com tanta riqueza de detalhes. Desculpe, mais consegue passar insegurança para nós. Poderia ser de uma riqueza imensurável, não fora a pobreza em que de transformam por falta de coragem de levar tudo isso ao conhecimento do Ministério Publico. Como você é fraco. Talvez seja por isso que o poder esteja nas mãos de quem está e de quem já esteve, também, por longos doze anos. Falta-nos esse Messias, esse salvador da Pátria. Tire a máscara, mostre sua cara ou cále-se. Cále-se, porque já nos basta de tanta baboseira. Os fracos têm que se submeter às regras dos mais fortes. É uma regrs natural. As disputas só existem entre os fortes. Os couvardes, sempre se amofinam e cedem lugar aos corajosos.

  1. Anônimo disse...:

    Ah, esqueci. Será que com essa coragem toda poderia nos representar de alguma forma? Quem teria coragem de segui-lo, se não tem coragem de dar o primeiro passo? Liderar pressupõe buscar convencer por atitudes. Atitudes verdadeiras, que possam ser vistas e sentidas. Um líder é muito mais que um comentarista anônimo, terá que ser quem possamos ver, admirar e julgar. Portanto, recolha-se à sua alcova e continue sonhando, pois sonhar será seu eterno calvário.

  1. Mando bem o anônimo acima! Falo o real...

    Alguns tem habilidade nata em interpretar, outros por sua vez tem dificuldade, ou até mesmo fazem distorção, mas em fim...
    Usar o anonimato é relativo e PREDOMINA nos dias atuais, porém a História é rica em cidadãos de coragem em busca da liberdade, que acima do medo e da subserviência lutaram pelos seus ideais, tinham cara, nome, e atitude...
    Falo isso como cidadão, e vejo que nos somos a base da sociedade, por tanto cabe a nós, principalmente a nós, as mudanças que preservem o bem social e comum.

  1. Anônimo disse...:

    O anonimato é para rirmos juntos, sem sabermos a quais linhas seguimos ou aonde queremos chegar; entretanto é notório o seu empenho em está junto ou constituir-se no poder, no entanto adianto que minha vida é simples, e sem pretensões politicas, haja vista que o sinônimo dessa não condiz com a natureza para qual foi instituída, contudo calar-me diante do erro é me sentir omisso e cúmplice. A razão se traduz aos nossos olhos, pois observamos a todo o momento, basta sairmos na porta de casa ou ligarmos a TV, fazer uma ligação para um amigo. Se tivéssemos uma justiça operante, as provas vinham à tona em um piscar de olhos, todavia o poder que você tanto evoca para se, expresso na arrogância de suas palavras e bem provável ser constituído pelos seus, é pouquíssimo eficaz, capaz de tornar os fatos invisíveis, quanto mais indiscutíveis. Realmente amigo não posso provar porque a Justiça criada para esse fim está submissa ao poder chamado dinheiro, e tornam as minhas palavras e a de muitos, subjetivas. Se mostrar a cara fosse unívoco de resolver problemas muitos não seriam anônimos, sendo que os riscos estão aquém dos benefícios, para muitos, exceto para os que já se venderam e hoje constituem o que o amigo é. Vou continuar sonhando e vivendo o meu calvário, pois de quem espero providências não chegará, mesmo que o leve a seu conhecimento. Mais de 200 crianças morreram e nada foi feito pelo ministério público eu mostrar meu lindo rosto vai resolver o que? Você é a segurança se agarre nela porque está se mantendo no poder juntamente com a corja que o acompanha. E só para deixar claro para sua indignação as baboseiras irão continuar porque quem as faz são vocês, simplesmente elas vem ao conhecimento de todos que leem a verdade aqui neste blog. Eu represento a mim mesmo e essa é minha opinião não busco poder nem seguidores. Para mim, ser forte é está com Deus. Conheça o verdadeiro calvário e será um líder, eu já sou, porém de quem exerce cuidados.

  1. Anônimo disse...:

    Dou-me por satisfeito. Tudo foi esclarecido. Lamento só a impressão equivocada do amigo sobre minha pessoa. Vamos prá frente. Nada ganharemos, senão a sensação de que nenhum de nós perdeu nesse breve contato. Foi bom, assim tivemos a oportunidade de exercitarmos nossas impressões. Coisas de cada um. Boa sorte Sr. interlocutor.

Postar um comentário