Muy amigo...!!! Denunciado pelo Ministério Público no TJ, Humberto Coutinho responsabiliza secretário Domingos Araújo pela enrascada

3.8.15
Primo querido... / Secretário Vinicíus Araújo foi responsabilizado 
por Coutinho pela execução integral dos recursos ora 
denunciados pelo Ministério Público
Notícia publicada neste final de semana pelo jornal O Estado do Maranhão, dá conta de que o Tribunal de Justiça acatou denúncia do Ministério Público contra o ex-prefeito de Caxias e atual presidente da Assembleia Legislativa, Humberto Coutinho.

Pesam contra o ex-prefeito acusações de ter cometido irregularidades na execução de convênio firmado entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Caxias.

O convênio objeto dessa denúncia é de mais de R$ 400 mil reais para aquisição de equipamentos para o antigo Hospital Materno Infantil Sinhá Castelo, no ano de 2007.

Segundo o MP, esses recursos não foram gastos em sua destinação legal.

Diz o trecho do Jornal OEMA:

A denúncia contra Humberto Coutinho foi apresentada inicialmente à Justiça de primeiro grau, porque à época ele era prefeito, e depois remetida ao TJ, pois ele passou a ter foro privilegiado ao ser eleito deputado estadual.

Em sua defesa, Coutinho alegou que seu único ato foi subscrever o convênio, como representante legal do município, e que a aplicação e o destino dos recursos não tiveram qualquer participação sua.

O ex-­prefeito argumentou ainda que o responsável pela execução integral dos recursos recebidos foi o então secretário municipal de Saúde, Domingos Vinícius de Araújo. 

Vamos lá. Não me lembro bem quem foi o ‘artista’ que soprou no ouvido do então prefeito Humberto Coutinho que ele não deveria mais assinar cheques ou ordens de pagamento para despesas oriundas de convênios, mas ouvi isso do próprio em certa ocasião na Prefeitura de Caxias. “Qui, qui, qui, doutor, fui aconselhado a não assinar mais cheque e ordem de pagamento em convênio...”, disse o ex-prefeito numa roda de bate-papo na Prefeitura achando que aquilo era uma forma de se eximir de problemas futuros.

A afirmação trazida na reportagem do Jornal OEMA bate com o que o titular do blog ouviu dele nos primeiros anos de sua administração.

Como só coube a ele "um único ato, de subscrever o convênio, e que a aplicação e o destino dos recursos não tiveram qualquer participação sua, mas sim do secretário de Saúde Domingos Vinicius Araújo", automaticamente jogou toda a bomba no colo do assessor.

Primo legitimo do deputado Humberto Coutinho, Vinicius Araújo é considerado um secretário intocável no governo da família.

Pela responsabilidade que o primo querido jogou nas suas costas, percebe-se o motivo dele permanecer firme no cargo mesmo sendo a saúde o setor mais caótico desde que os cutias colocaram os pés na Prefeitura de Caxias.

Mas será que vale a pena pagar um preço tão alto?

5 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Um cachaceiro que eu saiba não cuida nem da sua própria saúde quanto mais de uma população. O que se ver aqui é uma dentista querendo ser secretária de saúde mais não faz diferença pois nada melhora, pelo contrário ver-se um caus. Pessoas que não sabem liderar, não entendem nada de administração, autoritárias e arrogantes não serve para lhe dar com o povo.

  1. Anônimo disse...:

    é assim que o doutor escapa. estão lembrando do caso do contador que tem o escritório bem no centro da cidade?

  1. Anônimo disse...:

    no fim o Vinicius não vai poder mais exercer cargo publico e corre ainda risco de ir para o xilindró. o dinheiro é recursos federal.

  1. Anônimo disse...:

    Esse é só um, dos vários convênios com recursos públicos desviados de sua finalidade. Ainda tem mais!! Agora é esperar pra ver se não irão comprar os desembargadores.

  1. Anônimo disse...:

    Hum!! isso ai já ta tudo esquematizado! segura a peteca ai Vinicius ... presidente da AL, sabe como é as coisas aqui no Brasil ? demora um pouquinho, tu já ta na fita novamente, recebe um mensal bom!

Postar um comentário