Não poderia ser diferente: ‘Ela’ ganhou!!! Depois de reviravolta, licitação de 22 mil camisetas para eventos da Prefeitura é vencida pela empresa “Casa da Costura”

10.7.15
RECEITA CASEIRA / Mesmo tendo várias empresas do ramo de 
roupas em Caxias, apenas a “Casa da Costura”, que venceu licitação, 
foi procurada para avaliação de preços na fase de preparação do certame 
Com preço estimado em R$ 380 mil reais, a licitação para aquisição de 22 mil camisetas que serão distribuídas nos eventos da Prefeitura de Caxias até o final do ano teve lances espetaculares.

O pregão presencial 082/2015, realizado na tarde desta quinta-feira, 09, no Centro administrativo Gonçalves Dias, localizado na praça do mesmo nome no centro da cidade, foi acompanhado pelo titular do blog.

Fui conferir de perto por conta da fartura desse tipo de licitação na Prefeitura de Caxias. Poucas administrações municipais Brasil afora são tão generosas nessa modalidade de compra.

Como foi - A empresa Fardas e Brindes, de Teresina-Pi, deu os melhores lances no pregão e acabou vencendo todos os itens. Única concorrente da empresa piauiense, a “Casa de Costura”, de Caxias, não acompanhou os preços e acabou ficando de fora.

As camisetas, que na cotação feita previamente pela Prefeitura, tiveram da empresa “Casa de Costura” o preço de R$ 15,50 (quinze reais e cinquenta centavos), acabaram saindo por R$ 6,21 (seis reais e vinte e um centavos), em média.

Com a concorrência lance a lance, os valores estipulados nas duas propostas caíram de tal maneira que do total de R$ 380 mil reais previstos para a compra, finalizou em pouco mais de R$ 134 mil.

Tapetão? - Por alguns momentos pensei que a empresa caxiense finalmente perderia esse tipo de licitação no município, mas, para minha surpresa, e também para o representante da empresa piauiense, um dos membros da equipe de licitação saiu do recinto e voltou, cerca de 5 minutos depois, apontando a falta de um documento da licitante vencedora.

Indignado, o procurador da empresa que já era vencedora do certame afirmou que os documentos já haviam sidos vistoriados pelos membros da CPL e nada havia sido dito de irregularidade, “mas ele saiu da sala e voltou com essa observação”, protestou João Virgínio Batista afirmando que irá apresentar recurso contra sua desclassificação.

Com isso, a segunda empresa licitante, a “Casa da Costura”, acabou sagrando-se vencedora e concordou em fornecer as 22 mil camisetas pelo valor médio de R$ 6,21 (seis reais e vinte e um centavos).

Fiquei intrigado com o fato de que na fase de coleta de preços dessa licitação, a mesma “Casa da Costura” apresentou cada item por R$ 15,50 (quinze reais e cinquenta centavos), mas topou fornecer o produto por meros R$ 6,21, praticamente 1/3 do valor proposto anteriormente.

Entre tantos outros fatos intrigantes, espantou a mim e ao representante da empresa que venceu e perdeu logo em seguida, que na fase de coleta de preços, mesmo tendo em Caxias várias empresas que também fabricam camisetas e fardamentos, apenas a “Casa da Costura” foi procurada pelo município para se aferir valores dos itens que seriam licitados.

De acordo com as regras estabelecidas nesse tipo de licitação, essa coleta de preços deve ser feita com 3 empresas.

Mas no pregão presencial 082/2015, a norma foi seguida da seguinte forma: a “Casa da Costura” apresentou seu preço e os demais orçamentos foram feitos junto a empresas do Pará. E tudo pela internet.

Isso mesmo, caros leitores. As demais empresas caxienses que fabricam camisetas e fardamento não foram procuradas para apresentar um orçamento, mas empresas localizadas no distante Pará foram alcançadas através da rede mundial de computadores em planihas de orçamento de licitações similares naquela unidade da federação.

Pôxa!!! Com certeza o Ministério Público, os invejosos de plantão e maldosos em geral, irão apontar direcionamento na licitação para favorecer a tão solicitada vencedora, mas com certeza ninguém no governo Léo Coutinho é capaz de algo dessa natureza. 

Duas coisas que ninguém pode ter dúvidas nessa história: a empresa “Casa da Costura” tem muita sorte e o governo Léo Coutinho vai conseguir vestir mais de 13% da população caxiense.

Já podem até mudar o slogan da Prefeitura para um mais apropriado.

“Pode arrochar!!! Aqui vai ter camisetas”.

9 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Ow blogueiro. Vc acha msm q tinha perigo da casa da costura perder mais essa licitação??? Sabe de nada inocente...

  1. Anônimo disse...:

    Caro blogueiro, sou do ramo e tenho muito a esclarecer sobre esse assunto. No início do governo Humberto Coutinho as licitações não eram direcionadas, todas as empresas da cidade (Z-Roupas, Dona Hila, Calça Esportes, Melo Confecções, Ideal Magazine, Isolda Confecções, Unifardas e outras) que participavam das licitações eram contempladas, na totalidade ou em determinados itens, mas a poderosa que é na verdade proprietária da única empresa que fornece para o município montou, com a anuência do seu chefe imediato, que todos sabem quem é na Prefeitura, um esquema para monopolizar recursos nesse segmento. Com esse esquema vergonhoso (pra não usar a expressão mais apropriada), várias empresas do município fecharam ou estão em dificuldade financeira. Por este motivo que as empresas da cidade não participam mais das licitações. Pergunta que não quer calar: CADÊ O MINISTÉRIO PÚBLICO QUE NÃO TOMA NENHUMA PROVIDÊNCIA PARA ESTE ABUSO? POR QUE NÃO SE FAZ UMA AUDIÊNCIA PÚBLICA COM TODAS AS EMPRESAS DA CIDADE? Onde está o Ministério Público Sabá? Assinado: um empresário caxiense revoltado.

  1. Anônimo disse...:

    Deus é justo e ta vendo.
    Uma hora a casa cai e a vergonha vem a tona.

  1. Anônimo disse...:

    LC 147/14 prioriza empresas locais.
    O fato do valor inicial ter sido X e o final y nada tem haver com ilegalidade posto que o valor a ser gasto pelo poder publico local deriva de uma pesquisa de preço com valor medio à ser gasto e em seguida as empresas lançam suas propostas. uma vez identificada as propostas ambas poderão fazer lances minirados ao nivel de suporte da empresa para suprir as necessidades do poder publico local. como a casa da costura conseguiu realizar um lance menor do que sua concorrente ela é vencedora.

  1. claudio saba disse...:

    Caro anônimo que acho que trabalha na CPL de Caxias, se a LC 147/14 prioriza empresas locais, vocês começaram todo o processo licitatório de forma errada e poderia até dizer fraudulenta, pois nenhuma outra empresa local foi procurada para informar os preços dos produtos, apenas a sempre vencedora nesse tipo de certame em Caxias, a Casa da Costura. Até acho que as demais empresas do município nem souberam dessa licitação. E não queira tentar desvirtuar a postagem, pois quem apresentou o menor preço foi a empresa piauiense, que foi desclassificada depois que um dos membros da CPL foi dar uma volta fora do recinto onde estava sendo feita a sessão pública e voltou com a ‘novidade’ de que faltava um documento.

  1. Natanael Reis disse...:

    ENTÃO TINHA FUNDO DE VERDADES, O PRONUNCIAMENTO DO VEREADOR DURVAL JUNIOR, QUANDO DISSE DO PLENÁRIO QUE ALGUNS EMPRESÁRIOS SE QUEIXARAM DE NÃO HAVER A BENDITA LICITAÇÃO NA PREFEITURA DE CAXIAS MARANHÃO.

    SENDO ASSIM, O QUE NA VERDADE ESTAMOS ESPERANDO PARA QUE SEJAM TOMADAS AS DEVIDAS PROVIDENCIAS?

    PRECISAMOS DÁ UM BASTA NAS FRAUDES ILÍCITAS DE CAXIAS, ESTAS SANGRIAS, TEM OCASIONADO AOS CAXIENSES CONSTRANGIMENTOS DE TODA NATUREZA, PELO ANDAR DA CARRUAGEM EU ACREDITO QUE OS COUTINHOS, ESTÃO CATUCANDO COBRA VENENOSA COM VARA CURTA.

  1. Anônimo disse...:

    Essa arte de mascarar e desvirtuar a e os atos de legalidade não são exclusivos neste torrão do atual prefeito, algum sucessor dele já com o doutor $ já se fazia prosperar a nata das manobras por intermédio da Lei, esse vazio que parece ser protelatório por vontade demonstra o quão estamos todos os brasileiros que respeitam e são cumpridores do dever social e legal na sua vida cotidiana vão e irão criar um tormento na paz social deste país, talvez nem mesmo o próprio Deus ao estourar esse inferno consiga resolve-lo.

  1. Anônimo disse...:

    Sabá, tu não é parente da Josalda!!! Procura ser amigo do Berilo Coutinho.

  1. Anônimo disse...:

    ESSE PREFEITONASCOXAS É PREFEITO DOS RICOS, O MAIOR PRAZER DELE É VER UM RICO AINDA MAIS RICO ASSIM COMO ELE, FICA QUERENDO DAR UM DE POPULAR DIZENDO QUE É DO POVO QUE GOSTA DE TA NO MEIO DO POVO. MAIS SÓ SE FOR PARA VER O POVO IMPLORANDO ELE POR ALGUMA COISA ALGUMA MELHORIA, CAXIAS ESTÁ NA MÃO DE UMA MEIA DUZIA DE RICOS ESSA É A VERDADE ESSE PREFEITO NÃO TEM CAPACIDADE NÃO ENTENDE NADA DE POLITICA DE SOCIEDADE MUITO MENOS DE JUSTIÇA! O BRASIL AGRADECE DE ELE NÃO SER UM JUIZ POIS COMO SERIA UM HOMEM DESSE JULGANDO ALGO? FORA LÉO!!!

Postar um comentário