Terra do já teve!!! “Festejos juninos em Caxias mudam de local por falta de segurança”, denuncia Catulé

25.6.15
Humberto Coutinho gosta de verbas públicas. Gosta e luta por convênios para obras em Caxias. 

O presidente da Assembleia luta por cargos para cabos eleitorais como forma de pagar pelo apoio recebido nas eleições.

O deputado caxiense não gosta de Caxias e nem do seu povo.

Os bajuladores e mensalinhos não gostam de mim porque digo essas verdades sobre o chefe e líder deles, que só lhes dá atenção por conta do apoio político, e estes, por sua vez, só o veneram na esperança de manter as irrisórias benesses recebidas.

E por que digo isso? Porque o poderoso político caxiense demonstra todos os dias que não tem interesse e muito menos amor pela cidade que tudo lhe deu.

Nesta segunda-feira, 22, o vereador Catulé, ao usar a tribuna da Câmara, falou de mais uma situação de descaso que passa Caxias devido a negligência da sua classe política.

Fui informado que 10 policiais militares lotados em Caxias foram destacados para trabalhar em São Luis no período dos festejos juninos”, revelou Catulé acrescentando que outros PMs que prestavam serviço na CCPJ do município, “também foram removidos para trabalhar na penitenciária de Pedrinhas”.

De acordo com o vereador, a retirada desses policiais da cidade impediu a realização dos tradicionais festejos juninos em Caxias. “O Colégio São José e o Sesc, que todo ano faziam seus eventos no mesmo local, tiveram que transferir a festa para dentro do comando do 2º BPM”, disse Catulé afirmando que a decisão “foi por conta da falta de policiais para garantir a segurança nesses locais”. “Quer dizer que aqui em Caxias as festas tradicionais podem ser sacrificadas e em São Luis deve ser priorizado arraial nos bairros?”, questionou o oposicionista.

Assim como o IML, que foi retirado abruptamente de Caxias, os policiais militares enviados à capital mostram que a presença do deputado estadual Humberto Coutinho na esfera do poder no Estado não serve em nada para que o município, que tudo lhe deu na vida, seja respeitado nas tomadas de decisão do atual governo.

Humberto Coutinho não liga mesmo pra isso, afinal, a obsessão dele se restringe apenas a convênios e cargos públicos para apadrinhados.

E parece que que não sobra nem um pouquinho de amor pela princesa do sertão...

O que é lamentável!

0 comentários:

Postar um comentário