Secretário Adelmo Soares solicita ao Incra benefícios para assentamentos de Caxias

26.6.15

O secretário de Estado de Agricultura Familiar, Adelmo Soares, intermediou reunião entre agricultores de projetos de assentamentos de Caxias e a superintendência regional do Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra), nesta quarta-feira (24), em São Luís. Os trabalhadores querem o acesso a recursos federais para melhorias de suas áreas.

Os agricultores são das comunidades São Pedro da Boa Vista, Conceição do Mucambo e Buriti do Meio, onde estão assentados desde 1986, mas sem recursos para o desenvolvimento de suas produções e melhorais das casas onde moram. São os mais antigos assentamentos rurais da região de Caxias.

O secretário Adelmo Soares ressaltou que os assentamentos precisam de investimentos para a agricultura familiar. Ele solicitou ao Incra a inclusão dos agricultores no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

No PA São Pedro da Boa Vista, são cerca de 130 famílias que precisam de levantamento ocupacional para que possam acessar recursos de programas federais para a agricultura familiar. A desatualização dos dados atrapalha o acesso aos recursos.

Já nos assentamentos Conceição do Mucambo e Buriti do Meio, onde moram 35 famílias, os agricultores reivindicam o acesso a recursos que foram disponibilizados para as áreas, mas que os trabalhadores ainda não utilizaram. São cerca de R$ 240 mil destinados a reformas de imóveis, mas que só estarão disponíveis até o dia 30 de julho.

O superintendente regional do Incra, Jowberth Silva, disse que irá avaliar os pleitos dos trabalhadores. Ele explicou que para acessar os recursos disponíveis para as reformas é necessário que os agricultores providenciem os serviços das casas dentro do prazo para liberação do dinheiro.

Quanto ao levantamento da ocupação no PA São Pedro da Boa Vista, segundo Jowberth, o Incra não tem recursos para fazer esse trabalho, mas pode verificar a possibilidade de agilizar uma equipe de assistência que já esteja atuando na região para fazer o levantamento no PA.

Ele informou ainda que, após o levantamento, as associações dos assentamentos podem encaminhar ofício ao Incra solicitando o acesso ao Pronaf para que o pleito seja avaliado pelo órgão e que é possível acessar o Pronaf “Mais alimentos”.

0 comentários:

Postar um comentário