Flávio Dino reúne com quebradeiras de coco e define pauta de ações para o extrativismo

23.6.15

Ao lado de secretários de Estado relacionados ao extrativismo, aos movimentos sociais e à inclusão social, o governador do Maranhão recebeu dezenas de representantes do Movimento Interestadual de Quebradeiras de Coco Babaçu (MIQCB) para dialogar sobre ações do Governo do Estado para o setor. Flávio Dino confirmou a criação da Secretaria Adjunta de Extrativismo, vinculada à pasta de Agricultura Familiar.

Diante da pauta de reivindicações trazida pelas quebradeiras de coco, o governador e os secretários de Educação, Agricultura Familiar, Mulher e Direitos Humanos e Participação Popular garantiram avanços para as trabalhadoras que representam cerca de 300 mil pessoas em todo o Estado. O documento assinado pelas quebradeiras pedia mais inclusão social, melhorias na estrutura da Educação Rural e investimento no beneficiamento do coco babaçu para comercialização.

A partir da reunião inicial, as quebradeiras tiveram a garantia de que terão suas pautas atendidas progressivamente. A primeira delas, a criação da Secretaria Adjunta de Extrativismo para alocar recursos diretos para o setor, foi confirmada por Flávio Dino às representantes do movimento. Outro compromisso foi ampliar os investimentos no beneficiamento do coco babaçu para que a produção extrativista se transforme em produtos e possa ser comercializado, fortalecendo uma cadeira importante de emprego e renda.


Nossa atitude não é favor, é obrigação de governo, de manter com os movimentos sociais a proximidade e a relação de confiança. Vocês sempre serão bem-vindas aqui para debater os rumos do governo e as ações para o benefício dos maranhenses,” disse Flávio Dino, ao apresentar às quebradeiras um resumo das ações do governo nos cinco primeiros meses e de garantir que, em 30 dias, haverá nova rodada de diálogo para que o governo se posicione sobre metas e prazos para atender as reivindicações do MIQCB.

Coordenadora geral do movimento nos quatro estados, Francisca Nascimento elogiou a postura aberta e transparente com que o Governo do Maranhão sentou para dialogar com as quebradeiras de coco e afirmou: “Esse momento aqui será levado para os outros três estados em que as quebradeiras estão organizadas. É preciso que os demais governos reconheçam a nossa importância, como hoje o Maranhão está fazendo”.

0 comentários:

Postar um comentário