A picaretagem voltou!!! Vereador Catulé denuncia a volta de bingo disfarçado de título de capitalização em Caxias: “A toda hora aparece um vigarista para armar essa arapuca”

28.5.15
Com seus proprietários sendo presos em diversas partes do Brasil, vários estados brasileiros ficaram livres dos golpes perpetrados por membros de uma quadrilha que vendia um bingo disfarçado de título de capitalização.

Em Caxias, a quadrilha agia através do esquema intitulado Piauí Cap que, segundo o vereador Catulé, “levava toda semana por volta de R$ 600 mil reais de incautos caxienses”.

O tal Piauí Cap definia-se criminosamente como titulo de capitalização, cuja arrecadação com as cartelas, que eram apresentadas como investimento, tinham seu suposto retorno não ao cidadão que a adquiria, mas sim revertida a uma instituição falsa pertencente a quadrilha que organizava a fraude.

Sendo o primeiro político do Estado a denunciar e a alertar que o Piauí Cap era uma fraude, Catulé fez vários pronunciamentos a época, tanto na tribuna da Câmara como no rádio, sendo provado depois que tudo que o vereador caxiense desconfiava era verídico: o Piaui Cap era realmente ilícito.

E nesta quarta-feira, 27, Catulé voltou a abordar o assunto na Câmara Municipal e reiterou novamente as mesmas denúncias contra o tal bingo disfarçado de título de capitalização que já está operando novamente em Caxias. “Trata-se do mesmo crime, só tendo mudado o nome, que agora é Mara Cap”, revelou Catulé.

De acordo com o vereador, ainda naquela manhã já havia alertado as autoridades contra a volta da prática da atividade criminosa. “Liguei hoje pela manhã para a promotora Litia Cavalcanti, que foi a responsável pelo desmantelamento do Piauí Cap no Maranhão para dizer a ela que o bingo voltou agora com outro nome”, informou o vereador oposicionista.

Catulé lembrou que quando os donos do Piauí Cap estavam sendo presos em todo o Brasil no ano passado, e os escritórios da quadrilha estavam sendo arrombados pela Polícia Federal, as cartelas continuavam sendo vendidas. “As prisões aconteceram numa terça-feira e um dia depois, na quarta-feira, as cartelas ainda eram vendidas e eu fui na Polícia Civil de Caxias e denunciei o caso”.

O parlamentar levantou a hipótese de que alguém, uma autoridade da cidade, “está por trás desse esquema”. “Sempre tem alguém, na maioria das vezes um político, por trás disse”, insinuou ele.

O igualmente criminoso sistema de compra premiada, a Eletromil, que nasceu no Maranhão e se espalhou por vários estados, e que também foi combatido por Catulé, foi citado no discurso. “Quando eu denunciava a Eletromil, que se tratava de uma pirâmide financeira, eles na época reagiram e foram atrás dos meios de comunicação da cidade para que estes fizessem a propaganda do bingo chamando as pessoas a cair no golpe”.

O oposicionista citou ainda a existência de outro bingo na cidade, o Sabiá da Sorte, mas que este, segundo ele, “nós conhecemos os donos e sabemos do seu trabalho social na ajuda do combate as drogas”.

Mesmo não tendo relações de amizade com o proprietário do Sabiá da Sorte, Catulé enalteceu as qualidades existentes no bingo caxiense. “Esse é da terra, mantém ainda uma escolinha de futebol local, assim como nos seus sorteios, nós conhecemos os vencedores e conhecemos as pessoas que fazem a premiação, pois é transmitido por uma tv local”, enfatizou o edil lembrando que, “o dinheiro do Sabiá da Sorte fica na cidade”.

Preocupado que este novo Piauí Cap, agora rebatizado de Mara Cap, vá aplicar o mesmo golpe praticado no ano passado, Catulé conclamou os colegas a tomarem providências. “Faço um alerta para que a população não caia de novo nesse armadilha”, finalizou o vereador.

A fala do vereador vai de encontro ao que este blog sempre alertou sobre a fraude que se tratava o Piauí Cap, um bingo disfarçado de título de capitalização onde o proprietário do suposto título não podia fazer o resgate do investimento, no que o transformava numa fraude grosseira. 

Outros blogs e sites do nordeste também combatiam a prática criminosa do Piauí Cap, que ficaram caracterizado pela Polícia Federal como uma quadrilha, onde seus chefes foram presos em diversos pontos do país.

0 comentários:

Postar um comentário