Rafael Leitoa cobra informações sobre Centro Tecnológico em Timon‏

24.2.15
Em pronunciamento feito na Assembleia Legislativa, na tarde desta segunda-feira (23), o deputado estadual Rafael Leitoa (PDT), relatou a visita feita, na última sexta-feira, às instalações do Centro Tecnológico de Timon, no Parque Alvorada, onde constatou de perto o andamento da obra.  Iniciada em setembro de 2009 e com previsão de entrega para 210 dias, o Centro, que tinha como objetivo ser uma Escola Técnica Estadual, ficou abandonado durante anos.

Rafael Leitoa, apresentou aos deputados fotos que demonstram o abandono de onde seria instalada a escola. Tomado pelo mato, com apenas uma pessoa que faz as vezes de vigia, mestre de obras e pedreiro, o Centro Tecnológico é apenas uma lembrança de uma escola que poderia trazer infinitos benefícios à juventude timonense.

O Centro Tecnológico de Timon já consumiu mais de cinco anos de construção, recursos estaduais e a esperança de vários jovens timonenses e ainda não foi concluído. Ao todo, foram investidos mais de 1 milhão e meio de reais, com recursos provenientes da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, hoje comandada pelo deputado estadual licenciado, Bira do Pindaré.

Segundo Rafael, o secretário Bira do Pindaré tem uma missão importantíssima, que é finalizar uma obra tão importante para a juventude de Timon. Onde o estado poderia profissionalizar centenas de jovens, que procuram em Teresina uma educação de melhor qualidade, é feito o inverso e estes jovens, por falta de opção, migram para a cidade vizinha.

Questionado pelo deputado Alexandre Almeida (PTN), se o motivo da obra estar parada desde o governo de Jackson Lago (PDT), era uma ação jurídica sobre a desapropriação do terreno, Rafael Leitoa foi enfático e disse que a responsabilidade é do governo anterior, de Roseana Sarney, que esqueceu a cidade de Timon durante seus mandatos.

A obra está em andamento até o final do ano, com um funcionário ‘puxando’ um piso e ficou paralisada durante dois anos, sendo hoje, o grande problema, o ritmo que ela se encontra. Sem falar no CAIC, no Pedro Patrício, também abandonada pelo antigo governo e que hoje, ao invés de afastar a juventude da periferia de Timon, da marginalidade, serve apenas para consumo de drogas”, acrescentou Rafael Leitoa.

Nosso partido tem um compromisso pela educação, e não nos furtaremos de nossas responsabilidades. Enviaremos à Mesa Diretora da Assembleia um requerimento solicitando todas as informações relacionadas ao Centro Tecnológico e o real motivo de seu abandono”, finalizou. (Do blog do Ludwig Almeida)

0 comentários:

Postar um comentário