Intervenção branca na TV Sinal Verde!!! Família Coutinho faz de tudo para agradar o marqueteiro em mais um capítulo da “Revenge Caxiense”

27.12.14
Nova diretora foi apresentada na presença de toda a família em 
evento de fim de ano da Sinal Verde: quem irá confrontá-la?
Como esse mundo dá voltas. Praticamente expulso de Caxias pelo prefeito Léo Coutinho dias depois de ser eleito em 2012, o marqueteiro Carlos Alberto começa a dar sinais de que seu prestígio ainda está em alta na família Coutinho.

Assim que venceu as eleições, Léo Coutinho teria agido sem cerimônias para dispensar o antes todo poderoso marqueteiro do tio. Léo tinha em Carlos Alberto o motivo de todos os dissabores de HC, em especial o rompimento do titular do blog com o grupo Coutinho, e agiu rápido para não ser contaminado por essa indigesta companhia.

Enquanto CA assava pizza em São Paulo, Léo Coutinho via sua popularidade ser fritada em fogo brando na cidade. Acuado e sem ter a quem recorrer, o prefeito, juntamente com o tio, acreditaram que a volta do homem forte da comunicação traria junto a popularidade que Humberto colecionou ao longo dos seus dois mandatos.

Como se viu, Humberto Coutinho tinha seus méritos próprios para brilhar, pois os milhões gastos até agora na publicidade do governo de Leonardo não serviram para praticamente nada, haja vista que o desgaste continua a todo vapor.

Mas não foi só com este blogueiro que o marqueteiro teve problemas. Ricardo Marques e Thiago Miranda, dois nomes fortes na área de comunicação do grupo Coutinho, não engolem Carlos Alberto e travam com ele uma divertida disputa por espaço.

Apesar de desgastado, marqueteiro Carlos Alberto 
ainda consegue persuadir família Coutinho
Quem já assistiu o seriado americano Revenge, que aborda a vida de uma rica e poderosa família envolvida em escândalos financeiros e sexuais, crimes, mentiras, traições e todo tipo de patifaria pode encontrar algo de parecido com o que acontece na princesa do sertão.

Na TV Sinal Verde Carlos Alberto praticamente nem entra. Uma de suas assessoras chegou a ser expulsa da emissora pela atual direção.

Quando do episódio da expulsão da assessora do marqueteiro, o diretor da emissora foi até a residência de Humberto Coutinho e entregou o cargo alegando que o antigo diretor estava querendo instalar a mesma Sodoma e Gomorra de outrora na empresa. Num raro momento de lucidez, Humberto Coutinho sacou o telefone e travou um áspero diálogo com o seu guru rechaçando qualquer intromissão dele na TV da Prefeitura (funciona num canal pertencente ao município).

Sem uma televisão pra chamar de sua, o ‘trabalho’ de Carlos Alberto restringe-se a insossos vídeos e jornais onde comanda uma grotesca campanha de “Pode Arrochar! Aqui tem trabalho” que já virou motivo de piada na cidade.

Vendo que o prestígio está restrito somente a sessões de “terapia de grupo” que faz na família Coutinho (e nisso ele é mestre), o publicitário consegue manter-se em stand by no poder midiático do grupo dominante. Cleide Coutinho tem no marqueteiro uma verdadeira veneração pelas análises que o mesmo faz da política local, o que garante sua permanência no grupo.

Mas o poder de persuasão que CA tem sobre as pessoas com sobrenome Coutinho (e somente com eles) não é suficiente para encher a barriga de ninguém, por isso ele tem procurado avançar cada vez mais sobre a TV do município.

Quando da tomada do sinal da TV Difusora Caxias do grupo Coutinho e a consequente inauguração da TV Sinal Verde, sorrateiramente Carlos Alberto sugeriu que Humberto Coutinho fechasse a emissora. Fez isso alegando que a mesma não tinha audiência e que o sinal era fraco. Apesar dos argumentos, HC não caiu na conversa.

O publicitário queria com o fechamento da emissora no período eleitoral reabri-lá em seguida, pois sabia da vitória de Flávio Dino ao governo e que Edinho Lobão iria rapidamente reatar a parceria com a TV Difusora e o poderoso Humberto Coutinho, estando ele a frente das negociações.  

Não conseguindo seu intento, o enrolado marqueteiro continua, dia e noite, confabulando uma maneira de controlar a emissora couthiniana. Só não o fez até agora por conta do pulso firme de Ricardo Marques e a influência e amizade que Thiago Miranda possui com o primeiro casal do município.

Mas parece que o pulso firme de Marques e a amizade e influência de Miranda não foram suficientes para que Carlos Alberto conseguisse uma significativa vitória nessa guerra de bastidores.

O anúncio de que a mãe do prefeito de Caxias, Maria Aparecida Barroso Coutinho é, desde o último dia 22 a diretora presidente da emissora coutinhiana, mostra que o caminho para que Carlos Alberto avance na TV está escancarado.

Para fazer um programa, dirigir qualquer um outro, ou despachar no prédio da Sinal Verde, Carlos Alberto não precisará mais se reportar a Ricardo Marques e sim a mãe do prefeito, que, pelo peso do seu nome, não aceitará intrigas de nenhuma espécie, pois foi colocada lá para coibir isso.

Uma vez dirigindo programas, fazendo reuniões e despachando com os patrões no local, o marqueteiro poderá, rapidamente, estender seus tentáculos a uma distância que Ricardo Marques e Thiago Miranda não poderão alcançar.

Mas existem caminhos para seguir nessa “Revenge Caxiense”: Ou combatem o perigo de frente; pedem pra sair; ou se submetem a se aliar ao inimigo fazendo aquele velho papel de que o mesmo é um grande marqueteiro.

Pode, arrochar!!! Teremos capítulos maravilhosos de agora em diante.

9 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Já avisei ao tiago e ao Ricardo que o carlos alberto vai tomar o lugar deles. É só uma questão de tempo

  1. Anônimo disse...:

    Sabá, pra Revenge Caxiense ficar igual aquela série americana só falta a morte de um deles, mas de fuxico e intriga ela ganha daquela da ficção. Eita furdunço grande esse. kkkkkkkk

  1. Anônimo disse...:

    A Nova Ordem Mundial, conduzida pela maçonaria e pelos capitalistas monopolistas do mundo, sob o comando dos EUA, dita as novas regras: Uma moeda; Um Governo Central; Uma Religião; O Controle total da vida e da morte. Será o Capitalismo, que emanará a evolução social? Haverá Paz? Com certeza não! O discurso parece utópico para a juventude, mas, queira ou não é a realidade que si materializa na turva madrugada da ignorância. Que contribuição a nossa Classe Operária atual dará ao povo Brasileiro no avanço do nível de desenvolvimento material? De que forma o PC do B aliado a esta oligarquia tupiniquim em Caxias, poderá avançar no debate e no embate à corrupção e á falta de organizações proletárias na cidade e no campo. Como o PT mergulhado na lama da corrupção e em Caxias aliado a esta Administração desastrosa, contribuirá para os grandes debates atuais? Estamos perdidos com esta camarilha que só ver o próprio umbigo.

  1. Anônimo disse...:

    Te cuida Thiago pois o carlos alberto não v a ora de t chutar da prefeitura.

  1. Anônimo disse...:

    Até hj nunca entendi pq Caxias tem duas Record...Isso pode? A Record sabe disso? coloca pelo menos o sinal da Meio Norte ou da Rede Brasil..kkk..Um canal diferente...pq Assistir duas programações iguais..Como há o Horario de Verão UMA RECORD PASSA PRIMEIRO A PROGRAMAÇÃO NORMAL E A OUTRA REPRISA...KKK...

    Ass: Jovem Morador do Bairro

  1. Anônimo disse...:

    sabá meu caro cuidado com esse forasteiro isso não vale nada quando posso ando pelo meio desses "jornalistas" de caxias esse marqueteiro de odeia de verdade fala absurdos ao teu respeito é bom meu amigo ficar com a puga atrás da orelha.

  1. claudio saba disse...:

    Caro anônimo, o que o marqueteiro ou qualquer membro do grupo Coutinho fala ou pensa a meu respeito não me incomoda nenhum pouco. Mesmo assim, obrigado pela dica.

  1. Anônimo disse...:

    quem te viu quem te vê era esse o marqueteiro que leo Coutinho dizia que não queria porque era analfabeto? que não sabia escrever? que mudou.

  1. Anônimo disse...:

    ate onde sei e jornais publicaram era esse homem, que responde processo na justiça de são paulo, firma fantasma em Passo de lumiar bateu na namorada dentro da tv e expoes a família Alencar ao o ridículo e chacoalhou a Câmara municipal.

Postar um comentário