A voz da consciência: “Esses dois anos foram meio fracos”, diz Jerônimo na Câmara referindo-se ao governo Léo Coutinho (Sesssão do descarrego – parte final)

17.12.14
Protagonista de momentos tristes na sessão da Câmara Municipal desta segunda-feira, 15, coube também ao vereador Jerônimo, um governista fervoroso, o papel de, em poucas palavras, sintetizar a administração Léo Coutinho.

Prefeito Léo Coutinho pode encontrar 
problemas na Câmara em 2015
Não foi um discurso contra o governo, coisa impensável para Jerônimo Ferreira, mas o seu simples e desproposital comentário dizendo que “esses dois anos [do governo Léo Coutinho] foram meio fracos” mostraram, para bom entendor, que as insatisfações de bastidores aumentam a cada dia em direção ao Palácio da Cidade.

É comum em conversas reservadas ouvir dos parlamentares a insatisfação geral contra o prefeito Léo Coutinho. O titular do blog ouve isso diariamente. A antipatia pessoal em relação ao prefeito só ainda não chegou em discursos na Câmara porque Humberto Coutinho ainda é um parachoque para o desastrado governo Léo Coutinho.

A derrubada de dois vetos do prefeito caxiense na penúltima sessão desta legislatura e a aprovação apertada de um terceiro deixou o Palácio da Cidade em estado de alerta.

Por mais incrível que isso possa parecer, Léo Coutinho acha que isso, o desgaste pessoal, não é com ele.

Se ele acha que essa história de “pode arrochar” da propanda dele vai levar a algum lugar, está muito enganado”, disse-me um vereador governista sem se identificar ao fina da última sessão do ano.

E as promessas de que na volta dos trabalhos da próxima legislatura tudo vai ser diferente em relação aos interesses e as medidas impopulares do governo municipal é cada vez mais recorrente.

Que não esperem de mim apoio para tudo”, disse-me outro vereador afirmando que está de olho é na sua reeleição. “Vou cuidar é de agradar meus eleitores, pois nesse governo não adianta querer agradar o prefeito que ele não reconhece o esforço de ninguém”, afirmou o desiludido parlamentar.

Pelas promessas da vereança, ou o prefeito Léo Coutinho se enquadra, ou será ele a ser enquadrado na Câmara Municipal no ano vindouro.

1 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Os Caxienses estão em expectativa, acreditamos que o novo governo, venha realizar maciço investimento nas áreas de saúde, educação e infra-estrutura. O Prefeito e seu grupo anseiam este momento, que representa a mudança de relação com a máquina do Estado. Este novo estágio da Administração e da oligarquia tupiniquim vai isolar ainda mais a parcela dos munícipes que se posicionam contra os desmandos e práticas de abusos, antidemocrática e corrupção. Acreditam também que os fatos ocorridos nos dois anos da atual Administração serão esquecidos pelo tempo e pelos recursos vindouros. Os Vereadores da base de apoio se acomodam para garantirem a reeleição, uns se afastam do executivo (porém continuam súditos), outros se mantém subalternos e insignificantes, como é o caso deste.

Postar um comentário