Sai de baixo!!! Prédio da Câmara Municipal ameaça desabar e sessões são suspensas para segurança dos vereadores

12.11.14
Prédio pode desabar na cabeça dos vereadores
Seguro morreu de velho”. Com essa máxima, a presidente da Câmara Municipal de Caxias, Ana Lúcia Ximenes, reuniu os vereadores na tarde desta quarta-feira, 12, e anunciou a suspensão das sessões no Plenário Edson Vidigal porque toda a área da entrada do prédio ameça desabar e entrará em reforma.

Os vereadores foram pegos de surpresa com a revelação e muitos ficaram intrigados com a notícia só vir a tona após a eleição da Mesa Diretora.

De acordo com os parlamentares, a presidente Ana Lúcia Ximenes informou que as principais paredes do prédio, que dividem o legislativo com o Colégio São José e a Delegacia Regional de Polícia, apresentam inclinações e ameaçam desabar.

No momento que Ana Lúcia anunciou que uma tragédia poderia acontecer, a vereadora Thais Coutinho foi a primeira a se levantar e dizer que iria embora, pois mãe de três filhos, e grávida de mais um, não iria colocar sua vida em risco.

A maioria dos parlamentares governistas acompanharam Thais e saíram em debandada, sendo que apenas os oposicionistas presentes, Catulé e Taniery Cantalice, toparam continuar no local para que a sessão legislativa tivesse início.

Na reunião que foi batizada de “anúncio do apocalipse”, os parlamentares discutiram a possibilidade dos trabalhos legislativos serem realizados em outro local enquanto o prédio é reformado.

Escolhe daqui, escolhe de lá, ficou decidido que o funcionamento da Casa do Povo continuará normalmente no auditório construído em gestões passadas e que oferece segurança aos edis. Uma nova abertura ligando o auditório à rua será feita, provavelmente quebrando uma parede do antigo Centro Administrativo da Prefeitura, na altura do lendário buraco onde vereadores passaram fugindo do protesto de professores em 2001.

Se a presidente já reclamava da falta de dinheiro para determinadas reivindicações dos vereadores, agora é que isso vai se tornar crônico, pois uma reforma desse tamanho vai consumir muito dinheiro”, lamenta um parlamentar governista sem querer se identificar.

2 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    ah se caisse pra levar esses saantos pra casa de deus!!!

  1. Anônimo disse...:

    O dinheiro que foi pago aos vereadores, inclusive os que se dizem oposição, para reeleição da presidente deveria ter sido usado para reforma do prédio. Não é verdade?

Postar um comentário