Título vergonhoso - Município maranhense é o campeão nacional do Bolsa Família

18.10.14
Dos 20 municípios que mais dependem do Bolsa Família, seis são maranhenses e Junco do Maranhão, com 90,6% de cobertura da população, é o campeão nacional. O prefeito Aldir Cunha Rodrigues (PR) briga na Justiça para que o número da população seja alterado. Se a justiça concordar, Junco do Maranhão perderia sua posição nesse ranking.

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o município tem 919 famílias cadastradas, o que representa 3 mil 308 pessoas beneficiadas, já que a média usada pelo MDS são 3,6 pessoas por família. Já a população total estimada pelo IBGE é de 3.653 pessoas.

O prefeito contesta os números e afirma que a população jucoense é, na verdade, maior do que a oficial. Segundo ele, há uma indefinição sobre os limites do município e, durante o Censo de 2010, quatro povoados de Junco do Maranhão foram integrados a Maracaçumé e Boa Vista do Gurupi, o que teria provocado uma redução repentina de cerca de 4.000 habitantes, mas não houve mudança no cadastro do Bolsa Família. Na prática, segundo o prefeito, esses moradores continuam usando os serviços públicos da Prefeitura de Junco do Maranhão.

Quatro das dez escolas municipais, por exemplo, estão nos povoados integrados aos municípios vizinhos, mas são mantidas com recursos de Junco do Maranhão, segundo o prefeito. Desde a mudança, a prefeitura contesta os números na Justiça e se diz prejudicada, já que o repasse de recursos do governo federal é calculado com base na população.

Sem nenhuma indústria e com economia baseada na agricultura familiar e na pecuária, a cidade tem hoje 95% da receita oriunda de repasses federais. (Idifusora)

Ranking dos 20 municípios

1. Junco do Maranhão (MA): 90,6%
2. Sebastião Barros (PI): 86,9%
3. Belo Monte (AL): 83,6%
4. Alcântara (MA): 83,3%
5. Pavussu (PI): 82,7%
6. Serrano do Maranhão (MA): 82,5%
7. Vera Mendes (PI): 82%
8. Brejo do Piauí (PI): 80,6%
9. Calumbi (PE): 80,3%
10. Severiano Melo (RN): 79,3%
11. Palmeirândia (MA): 78,7%
12. São João Batista (MA): 78,7%
13. Matinha (MA): 78,7%
14. Lagoa do Sítio (PI): 78,6%
15. Paquetá (PI): 78,5%
16. Capitão Gervásio Oliveira (PI): 78,3%
17. Sigefredo Pacheco (PI): 77,6%
18. São Lourenço do Piauí (PI): 77,6%
19. Pedro Laurentino (PI): 77,5%
20. Flores do Piauí (PI): 76,5%

2 comentários:

  1. Anônimo disse...:

    Ainda bem que tem o Rio Parnaiba separando o Ma e Pi. Caso contrário a desgraça seria maior...

  1. Anônimo disse...:

    Estado pobre, fomos sucateados pela família Sarney. Nada mais errado nos dados, o bolsa família visa combater a pobreza e somos um dos mais pobres da nação.

Postar um comentário