Prefeitura de Timon e Estado elaboram projeto para incubadoras de microempresas

11.10.14
As microempresas devem atuar no Parque Empresarial como fornecedoras de insumos para grandes indústrias

A Prefeitura de Timon, em parceria com o Governo do Estado, realizou, nesta sexta-feira (10), na sede do Sebrae, na Avenida Teresina, uma oficina de planejamento para a elaboração de um projeto para incubadoras de microempresas que vão atuar no Parque Empresarial de Timon. Nesta fase, as instituições receberam um treinamento através de uma palestra de uma consultoria convidada. Participaram deste momento representantes da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), Instituto Federal do Maranhão (IFMA), Instituto Ensino Superior Múltiplo (IESM), Faculdade São José, Banco do Nordeste, Caixa Econômica Federal, Sindilojas e Associação Comercial de Timon.

A Prefeitura de Timon também esteve presente na oficina, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e do Turismo (SEMDEST), em que o secretário Victor Hugo Almeida falou do empenho da gestão municipal em desenvolver essa valorização das microempresas locais. “Estamos elaborando esse projeto em parceria com o Governo do Estado para que possamos implantá-lo neste próximo ano, ao final da formatação do projeto. Vamos lançar um edital, também em 2015, para que microempresas se coloquem interessadas em participar desse processo”, disse o secretário.

A ideia do projeto é trazer microempresas para dentro do Parque Empresarial e inseri-las no processo de incubação, no qual as empresas vão receber assessoria contábil, jurídica, tributária e de marketing para assim poderem se tornar potencialmente ativas para atuar junto às empresas instaladas no Parque Empresarial.

O secretário Victor Hugo esclarece que todo esse processo vem para contribuir para o desenvolvimento econômico de Timon. “Esse processo de incubação deve durar de 2 a 3 anos e vai dar às microempresas a possibilidade de se conectarem às grandes indústrias e, assim, fornecerem os insumos que essas empresas precisam durante o processo de produção, pois o objetivo é qualificar as microempresas para que estejam aptas a fabricarem peças e equipamentos e se tornarem fornecedores dessas indústrias que vão se instalar no parque.

As microempresas que vão participar do processo de incubação devem atuar no ramo industrial e também se instalar no parque. Elas devem ser dos setores têxtil, moveleiro, alimentício, metalúrgico, moda íntima, material de construção, limpeza, entre outros. “Com esse projeto, a Prefeitura vai ajudar a expandir a capacidade produtiva das microempresas locais do ramo industrial e torná-las parte dessa engrenagem de produção das indústrias de grande porte, dando assim a oportunidade para o crescimento local e dos timonenses”, concluiu o secretário Victor Hugo. (Assessoria)

0 comentários:

Postar um comentário