Blog do Sabá chega aos 500 mil acessos

1.10.14
Quantidade de acessos até às 16:40h de 01/10/2014
Com pouco mais de 1 ano de existência, o blog do Sabá chegou no último final de semana aos 500 mil acessos.

Em nenhum momento desde a criação do blog a média diária de visualizações tem diminuído. A tendência sempre é de crescimento.

Nascido em maio de 2013, o blog do Sabá já é referência em Caxias e na região.

Ao longo dessa jornada, tenho enfrentado o combate de alguns, a indiferença de outros e a confiança de muitos.

As posições deste endereço eletrônico tem despertado paixões, insinuações e críticas de toda ordem.

Tenho buscado manter uma postura de confiança com as figuras públicas abordadas nas postagens e nos comentaristas que usam o anonimato para elogiar ou criticar os assuntos publicados.

Mantenho a política de aceitar o contraditório e permito a utilização do anonimato, pois entendo que muitos não querem se identificar por medo de represálias ou por questões de ordem pessoal. Mas, mesmo aceitando comentários de anônimos, não permito que sejam preconceituosos, racistas ou que tragam acusações de crimes de qualquer ordem sem a identificação do autor.

A serviço de determinados grupos políticos, os ‘amigos’ alugados tentam me patrulhar e fazem comentários anônimos contra a minha pessoa que, as vezes, publico para mostrar a credibilidade deste espaço.

Usando uma linguagem clara e as vezes irreverente, o blog do Sabá tem conseguido se firmar cada vez mais e conseguindo admiradores em Caxias e em várias partes do Maranhão, do Brasil e até mesmo fora do país.

Em nome da confiança conquistada, tenho procurado manter-me fiel aos princípios adotados desde o início do blog.

Colecionei alguns desafetos ao longo desse período, pois muitos leitores não entendem certas posições minhas e tentam colocar dúvidas sobre a credibilidade do que aqui é noticiado.

Mas é com paixão, raiva, indiferença e entusiasmo que o blog do Sabá passou das 500 mil visualizações.

Essa marca não foi obtida a toa. Credibilidade não ficou para todo mundo.

Obrigado aos leitores!

0 comentários:

Postar um comentário